Pagamentos de multas de trânsito já podem ser feitos com cartão de crédito

A mudança foi publicada hoje (18) pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Os pagamentos de multas de trânsito vão poder ser feitos com cartão de crédito, e até de forma parcelada. O objetivo é diminuir inadimplência e agilizar a quitação de débitos. O parcelamento poderá ser feito de uma ou mais multas de trânsito. Significa que no ato do pagamento a situação do carro fica regularizada, já que a empresa do cartão repassa o valor integral ao órgão de trânsito.

Multas parceladas com cartão de crédito garantem regularização imediata da situação do veículo

Mas existem normas para que esse parcelamento possa ser feito, não poderão ser parcelados: multas inscritas em dívida ativa; os parcelamentos inscritos em cobrança administrativa; os veículos licenciados em outras unidades da federação; e multas aplicadas por outros órgãos autuadores que não autorizam o parcelamento ou arrecadação por meio de cartões de crédito ou débito.

A resolução já está em vigor, mas para que chegue até os estados, é preciso que as entidades integrantes do Sistema Nacional de Trânsito, como Detrans, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) firmem acordos com empresas para habilitá-las a oferecer esse serviço. A resolução aponta que elas devem ser autorizadas por instituição credenciadora supervisionada pelo Banco Central do Brasil a processar pagamentos, sem restrição de bandeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *