Final melancólico do governo Temer só se iguala ao de Sarney

O Brasil parou esta semana com o novo aumento da gasolina promovido pelo governo Temer. Estradas, entrega de alimentos e até aeroportos.

O ápice da crise que vive o Brasil é difícil de encontrar parâmetro na história. Quem viveu, no entanto, dos anos 1980, vai lembrar de cenário parecido.

No final do governo Sarney, faltava carne nas pratilheiras de supermercado.

Não à toa, Sarney terminou como um presidente indesejado, que nem seu correligionário Ulisses Guimarães queria no palanque.

Por ironia do destino, agora é sua filha quem ameaça até processar quem divulga foto dela com Temer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *