Brasil e EUA retomam negociação sobre base de Alcântara

Brasil e Estados Unidos retomaram as negociações sobre o uso da base de lançamento de satélites de Alcântara, no Maranhão, mais de quinze anos após fracassar o primeiro acordo, informou nesta segunda-feira o chanceler Aloysio Nunes.

Os dois países discutirão acordos de proteção de tecnologia para a utilização da base, que tem uma posição privilegiada próxima à linha do Equador.

“Se não obtivermos um acordo que garanta a propriedade intelectual dos foguetes e dos satélites que serão lançados, nenhum satélite ou foguete será lançado, porque a grande maioria dos lançamentos tem tecnologia americana”, disse Aloysio Nunes aos jornalistas após se reunir com o secretário americano de Estado, Mike Pompeo, em Washington.

“O que eles (os americanos) querem é a defesa de seus segredos comerciais, o que é legítimo. Estamos discutindo sobre como exercer esta defesa sem que haja qualquer violação da nossa soberania”.

No final do governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), Brasil e Estados Unidos chegaram a um acordo para o uso da base, mas a decisão foi bloqueada pelo Congresso, que alegou conflito com a legislação brasileira.

A nova negociação revisará “que pontos podem ser mantidos e onde é possível mudar, vendo as convergências e as eventuais dificuldades”, declarou o chanceler brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *