Eleição em Bacabal, disputa pode ocorrer em outubro

A cidade de Bacabal se prepara para mais uma eleição, para a escolha do prefeito municipal em pleito suplementar. 

O prefeito Zé Vieira e o vice Lourenço tiveram os registros das candidaturas indeferidas por decisão do Tribunal Superior Eleitoral, e desde de ontem, terça-feira (03), assumiu o comando do executivo municipal o Presidente da Câmara de Bacabal, o agora pré-candidato à prefeitura, vereador Edvan Brandão.

O prefeito interino assume o comando da gestão de forma provisória, e se a lei for cumprida pelo TSE, até no máximo o mês de Agosto de 2018, poderá ter nova eleição para prefeito em Bacabal.

Pelo prazo, a eleição suplementar deveria ocorrer entre 20 e 40 dias. Tempo, inclusive, para evitar que o prefeito interino tenha vantagens sobre os demais candidatos, mas tudo indica que a disputa fica para outubro. 

A disputa também não vai poder contar com programas de rádio e TV, assim sendo, as redes sociais terão papel preponderante na eleição suplementar de Bacabal.

Existe uma expectativa de que a eleição suplementar seja realizada no dia 27 de outubro, data marcada para o 2º turno das eleições. Nada foi definido ainda.

Dois nomes já são apontados como candidatos ao “mandato tampão”: o próprio prefeito interino, Edvan Brandão, que faz parte do grupo do deputado estadual Roberto Costa (MDB), que chegou a ter o nome ventilado como uma nova chance para assumir a prefeitura, já que o parlamentar perdeu a disputa nas últimas eleições para o prefeito que teve registro de candidatura indeferido; e o outro nome é o da esposa de Zé Vieira, Patrícia Flávia Braga Vieira Lins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *