Zé Dirceu lança livro no Maranhão

Zé Dirceu participa de coletiva à imprensa ao lado de Augusto Lobato Presidente Estadual do PT

Zé Dirceu participou na manhã desta segunda-feira (03) de entrevista coletiva para tratar do seu livro Zé Dirceu – Memórias Volume 1. A coletiva foi realizada no auditório do Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa.

Segundo a revista Veja e jornal O Globo, o livro é um dos mais vendidos. Já são mais de 30 mil exemplares vendidos e com sucesso de crítica. O road tour de Dirceu teve início no dia 4 de setembro pelo Rio de Janeiro e vai passar por mais de 20 cidades, em 40 dias de estrada, com a realização de debates e sessões de autógrafos.

O lançamento do livro, em São Luís, será realizado na noite desta segunda-feira, a partir das 19 horas, no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, Reviver, com sessão de autógrafos e debate sobre a obra.

A próxima cidade da caravana será Belém, na quarta-feira (03), no Instituto de Ciências das Artes, às 19h.

Sobre o livro:
Muitos escreveram sobre José Dirceu, com mais erros do que acertos. Com tempo, na prisão, ele mesmo escreveu a fascinante história de sua vida.

Os bastidores inéditos de sua militância estudantil nos anos 1960, o exílio e o treinamento para ser guerrilheiro em Cuba, a cirurgia plástica que mudou seu rosto, a vida clandestina no Brasil nos anos 1970, a volta à legalidade com a anistia, em 1979, e sua ascensão no Partido dos Trabalhadores, no qual se tornou presidente e maior responsável pela eleição de Lula à Presidência da República.

Pela primeira vez ele revela segredos dos bastidores da luta política dentro do PT e do próprio governo, em que foi chefe da Casa Civil e seria o provável sucessor de Lula, até ser abatido pelas denúncias do “Mensalão”.

No primeiro volume de suas Memórias – outro virá, com novas revelações – ele expõe o que jamais foi dito sobre sua vida e sobre os principais líderes da política brasileira nos últimos 50 anos. Um livro imprescindível para se entender como foi a luta contra a ditadura militar, a redemocratização, a derrubada do presidente Fernando Collor, a oposição aos governos de Fernando Henrique Cardoso, a eleição de Lula e Dilma e o atual momento político do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *