Márcio Jerry: “Moro traiu a magistratura e Dallagnol o Ministério Público”

Um dos responsáveis por protocolar requerimento que convidou Sérgio Moro e Glenn Greenwald para prestar esclarecimentos sobre o caso The Intercept, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) afirmou que espera que o Congresso Nacional faça sua parte, cobrando explicações e se necessário adotando as providências legais.

“A dupla Moro e Dallagnol devem muitas explicações às instituições às quais servem; ao parlamento brasileiro; ao nosso povo. Repito: Moro traiu a magistratura do país, bem como Dallagnol traiu o ministério público”, afirmou o deputado.

Jerry também fez uma referência ao processo relâmpago que colocou o candidato Lula atrás das grades e abriu caminho para a vitória de Jair Bolsonaro. “As revelações até aqui já são graves o suficiente para provocar o imediato afastamento do ministro Sérgio Moro. Ilegalidades flagrantes em meio a uma grande e inédita armação política que foi determinante para o desfecho da eleição presidencial de 2018”, afirmou.

O requerimento que convoca Greenwald foram apresentados Márcio Jerry (PCdoB/MA) e Camilo Capiberibe (PSB/AP), Carlos Veras (PT-PE), Túlio Gadelha (PDT-PE) e Helder Salomão (PT-ES). Nesta quarta-feira (19), às 9h, Moro deve comparecer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado para falar sobre o assunto. No dia 26, o ministro terá a oportunidade de dar explicações à CCJC da Câmara.

Já o jornalista Gleen Greenwald deve ter sua visita à Câmara definida nos próximos dias, além de comparecer no Conselho de Comunicação Social do Senado no dia 1º de julho, data da próxima reunião do Conselho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *