MDB segue para uma eleição de 2020 ainda mais enfraquecido

O MDB figurou, durante muitos anos, como o maior partido do Maranhão, a afirmação podia ser constatada pelos números das eleições e pelo número de eleitos que a legenda conquistava. Mas a situação mudou drasticamente nos últimos anos. Mesmo que o atual presidente estadual, João Alberto, afirme que a legenda se prepara com entusiasmo para a eleição de 2020, o MDB já entra na disputa enfraquecido. Veja a comparação:

Em 2014, ano em que a legenda ainda governava o Maranhão, o MDB conquistou para o legislativo estadual 341.478 votos, sendo a legenda mais votada e elegendo quatro deputados. Para a Câmara dos Deputados, o MDB também foi o mais votado e conquistou 475.676 mil votos, elegendo três deputados federais.

Em 2016, o MDB começou a sentir os primeiros impactos do desgaste. Mesmo com 19 candidatos, a legenda obteve apenas 9.096 mil votos, ficando em 23º entre as legendas que disputaram o legislativo e não elegeu nenhum vereador na capital São Luís, diferente de 2012 quando elegeu dois vereadores.

Em relação aos números de prefeitos, a situação ficou ainda mais feia. Em 2012, o MDB elegeu 47 prefeitos no Maranhão, em 2016 o número caiu para apenas 22.

Já nas eleições de 2018, o MDB, que foi a legenda mais votada em 2014, caiu para a sétima colocação entre os partidos que disputaram os cargos na Assembleia Legislativa. Obteve apenas 151.358 mil votos, elegendo apenas dois deputados estaduais. A queda também aconteceu nos números para os cargos do Congresso Nacional. O partido caiu para a quarta colocação, saindo com 227.234 mil votos e elegendo apenas dois deputados federais.

Os números mostram que, mesmo com a promessa que a legenda se prepara para entrar mais forte nas eleições, os números revelam que o MDB vai chegar em 2020 sem perspectiva de crescimento e a seta decrescente só tende a cair mais ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *