Assembleia Legislativa sem quórum na volta do recesso parlamentar

A Assembleia Legislativa do Maranhão voltou aos trabalhos nesta segunda-feira (06), mas por falta de quórum não houve sessão.

Apenas 8 deputados estaduais compareceram à primeira sessão depois do recesso parlamentar. Foram 15 dias de descanso.

34 dos 42 deputados vão tentar reeleição no pleito de outubro. 5 vão tentar a Câmara Federal, 1 parlamentar vai disputar o Senado, e 3 anunciaram que desistiram de concorrer vaga na Assembleia: Nina Melo, Graça Paz e Max Barros.

“Faltam poucos dias para o Hospital Regional ser entregue à população do Baixo Parnaíba”, diz Levi Pontes

O deputado estadual Levi Pontes (PCdoB) cumpriu agenda de trabalho no município de Chapadinha e recebeu lideranças políticas em sua residência.

O parlamentar visitou o Hospital Regional de Chapadinha que já está com as obras concluídas, faltando somente a instalaçao dos equipamentos para que seja inaugurado.

O deputado garantiu que os equipamentos já foram adquiridos faltando apenas a instalação dos mesmos.

“Em menos de 30 dias, o governador Flávio Dino (PCdoB) irá anunciar a data de inauguração desse belíssimo Hospital que será entregue à toda população. As obras já foram concluídas, agora, resta apenas a instalação dos equipamentos, que por sinal, são de alta qualidade para melhorar ainda mais a saúde do nosso Maranhão”, ressaltou o parlamentar.

Essa é uma demanda do povo de Chapadinha, reivindicada por mim desde o início do meu mandato e atendida pelo governador”, disse Levi Pontes.

“O nosso estado paga o dobro do salário aos professores“, ressalta deputado entre os avanços no Maranhão

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (DEM), elencou, na manhã desta quarta-feira (23), diversas obras públicas que, segundo ele, estão assegurando uma melhor qualidade de vida ao povo maranhense.

Em seu discurso, ele observou que o governador Flávio Dino, na contramão da crise que afeta a economia brasileira, está conseguindo assegurar avanços nas áreas prioritárias, tais sejam, educação, saúde, segurança pública e infraestrutura.

“Nenhum governador enfrentou realidade tão inóspita, adversa, no que tange à economia, como o atual governo. Isso é fato. Essa crise que assola o Brasil, é até mais uma crise política, mas que, obviamente, atinge a economia. Ainda assim, o governador tem acertado na hora de elencar prioridades”, ressaltou Rogério Cafeteira.

Rogério Cafeteira acrescentou que o governo estadual tem priorizado a educação no que diz respeito também ao funcionalismo público e, dessa forma, paga os melhores salários para os professores. Além do apoio às causas do Magistério, ele citou obras importantes, como a construção da ponte que liga Central a Bequimão, a rodovia MA-034, a Estrada do Arroz e o programa Interbairros.

O parlamentar foi enfático ao frisar que as melhores remunerações do país para categorias do serviço público são pagas no Maranhão. “O nosso estado paga o dobro do salário aos professores. Para os delegados, também o dobro do que é pago em São Paulo, por exemplo”, informou, lembrando que o Governo do Estado está priorizando investimentos na área da educação, para garantir um futuro melhor para as crianças.

“O governo Flávio Dino tem colocado como prioridade os investimentos na educação. Somente assim, os nossos filhos terão um estado melhor para viver. Esse, sim, é um programa estruturante, indelével, e que ficará para a eternidade. Por meio da educação, nós conseguimos mudar as coisas. Eu acho que, principalmente nesse momento por que passa o Brasil, com dificuldades econômicas, é importante que os administradores elenquem prioridades. E considero que o governador Flávio Dino tem elencado. Corretamente”, ressaltou.

Veja o vídeo: Bira e Edilázio quase chegam às vias de fato na sessão da Assembleia Legislativa

A sessão desta terça-feira (22), na Assembleia Legislativa do Maranhão, foi marcada pela discussão entre os deputados estaduais Bira do Pindaré (PSB) e Edilázio Júnior (PV). Os Parlamentares da oposição tentaram reverberar, em plenário, o ato político de pré-lançamento da candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) atirando farpas no governador Flávio Dino (PCdoB), mas foram prontamente enquadrados pelos deputados Bira e Professor Marco Aurélio (PCdoB), que deixaram claro o fosso ético e de transparência existentes entre o atual governo e os do grupo Sarney.

A troca de farpas ganhou fôlego e o clima esquentou.  Os parlamentares passaram à agressão verbal. O deputado Zé Inácio, que presidia a sessão, teve que encerrar os trabalhos e os microfones foram cortados.

“Quer se eleger com a caneta da juíza. Esse que é teu problema”, esbravejou Bira referindo-se à sogra de Edilázio, Nelma Sarney.

Mesmo após ter encerrado a sessão, as discussões continuaram. Com dedo em riste, os parlamentares trocaram xingamentos. “Tu és um medíocre”, disparou Edilázio. Enquanto Bira se defendia: “tu não tens moral”.

Foi preciso a ‘turma do chega disso’ para evitar que a situação chegasse às vias de fato.

Decreto que impede apreensão de veículo sem licenciamento movimenta Assembleia Legislativa

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Rogério Cafeteira (DEM), repercutiu na manhã de hoje (8) o decreto editado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) que reforça o caráter educativo das fiscalizações de trânsito.

É que o decreto, que segue o Código de Trânsito Brasileiro, garante que motoristas que cometerem infração receberão advertência por escrito em lugar de multas, e a tão polêmica apreensão de veículos não licenciados não será mais feita.

O líder do governo ressalta que a advertência por escrito será aplicada nos casos em que o motorista não for reincidente e só vale em infrações de natureza leve ou média.

Em casos em que o veículo não estiver licenciado, ele deverá ser entregue a um outro condutor regularmente habilitado. Será, então, recolhido o último Certificado de Licenciamento Anual, determinando um prazo para o condutor regularizar a situação.

Raimundo Cutrim e sua CPI

Deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) está em busca de assinaturas para abertura de uma CPI contra o secretário de Segurança Pública Jefferson Portela (PCdoB)

Não é de hoje que o deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) externa suas desavenças com o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela (PCdoB). A troca de farpas – ocorria em março deste ano – foi parar nas redes sociais depois de um discurso feito pelo parlamentar, sobre a operação da Polícia Civil que desarticulou uma Organização de Contrabando.

Ontem (23), o deputado não poupou críticas ao secretário por conta de um vídeo em que um policial acusa Portela de “guiar” o depoimento de um PM, declaração já considerada pelo Ministério Público Federal (MPF) como falsa e que seria uma manobra dos advogados de defesa do policial.

Cutrim também incluiu os fatos do fim de semana, como o memorando da Polícia Militar, para afirmar que o Segurança Pública não poderia permanecer no cargo.

“A permanência de Jefferson Portela compromete o seu governo e desrespeita a Assembleia. Confio no governo que faço parte e espero que, como foram exonerados os responsáveis da circular, que seja também exonerado da função de Secretário de Segurança Pública. Sugiro também fazermos uma CPI, vamos assinar para que tenha a assinatura dos 42 deputados, para que a gente possa trazer isto a limpo, para que fatos desta natureza não possam mais ocorrer em nosso Estado”, finalizou.

Bate-boca entre Roberto Costa e Carlinhos Florêncio no plenário da Assembleia

Dia de confusão no plenário da Assembleia Legislativa…

Os deputados estaduais Roberto Costa e Carlinhos Florêncio fizeram acusações e cobranças durante a sessão de hoje (19) da Casa Parlamentar.

A discussão girou em torno do prédio que abriga a Maternidade da Cidade de Bacabal, que tem como proprietária a família do deputado Carlinhos Florêncio. Ouça a gravação:

Mesmo com os microfones desligados, pois o áudio foi suspenso para tentar dar fim ao bate-boca, os parlamentares continuaram a discussão.

E a sessão foi encerrada…

Cafeteira condena atitudes de Wellington contra blitz. “O parlamentar tem feito uma apologia à sonegação em todos os sentidos”, afirma o líder do governo na AL.

Na sessão plenária de hoje (09), o deputado estadual Rogério Cafeteira (DEM) rebateu as denúncias do deputado Wellington do Curso (PSDB), sobre a suposta remoção arbitrária de veículos em blitzes realizadas pela Companhia de Polícia Rodoviária Militar Independente. Segundo Cafeteira, Wellington tem feito apologia à sonegação de tributos.

O líder da bancada do governo na Assembleia ressaltou, mais uma vez, o equívoco do deputado Welington de tentar interferir em leis de trânsito, que é de competência do legislativo federal.

Cafeteira reforça as atitudes impróprias que vem exercendo o parlamentar opositor, “Você é o principal personagem de um grupo, que se comunica quando tem blitz, de combate ao álcool, da lei seca, que Vossa Excelência, hoje, tem levantado uma bandeira que pode ser até simpática para alguns, mas não cabe à um parlamentar.”

O parlamentar também ressalta a indevida apologia à sonegação de impostos. “Vossa Excelência e incentiva que não pague impostos no Maranhão, tem feito uma apologia à sonegação em todos os sentidos. Deputado, eu vejo que Vossa Excelência insiste em um questão, em legislar sob uma questão que não tem competência para legislar. É competência da união, é competência federal a legislação sobre trânsito.”

Othelino denuncia prefeito por tentar fechar emissora de televisão em Pinheiro

O deputado informou que uma outra emissora também já foi notificada em Pinheiro

Com informações do Blog de Silvia Tereza

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), usou a tribuna, na manhã desta quinta-feira (22), para denunciar grave tentativa de agressão à democracia e à liberdade de imprensa, no município de Pinheiro. Segundo o parlamentar, servidores da prefeitura, sob determinação do prefeito da cidade, Luciano Genésio, tentaram fechar uma emissora de televisão, pelo simples fato de o proprietário da empresa assumir posição de adversário político do prefeito.

“Há anos, não se via algo parecido acontecer e isso relembra tristes épocas do regime militar. E o fato ocorre justamente naquela cidade de Pinheiro, onde a política é quente e onde, em muitos momentos, os ânimos se exaltam, mas nunca tinha acontecido um episódio como esse, na história recente”, declarou Othelino.

O deputado informou que uma outra emissora também já foi notificada em Pinheiro, sob pretexto de falta de alvará de funcionamento, mas com claros indícios de se tratar de uma forma de pressão, pelo fato de o veículo não se alinhar politicamente com o prefeito do município.

“De forma lamentável, as emissoras que ousam dizer e noticiar aquilo que está acontecendo na cidade estão sob o risco de terem as suas portas fechadas”, afirmou Othelino. Ele lembrou que, recentemente, o prefeito de Pinheiro determinou, também, o fechamento de uma área onde diversos vendedores ambulantes trabalhavam no centro da cidade. E determinou, ainda, a demolição do prédio da feira pública, sob a alegação de que iria construir outra.

“A obra está parada. Infelizmente, o prefeito se especializou em fechar: fechar os equipamentos públicos que serviam à população. E as TVs que apenas noticiam os desmandos que ocorrem naquela cidade estão agora sob ameaça de terem as atividades suspensas”, assinalou o deputado.

Em seu discurso, Othelino frisou que a população demonstra estar decepcionada com o prefeito, por conta de desmandos ocorridos na cidade, como o episódio em que uma criança faleceu na porta de um hospital porque era oriunda de outro município e havia ordem para que pacientes nessas condições não fossem atendidos.

“O fato é que a bela cidade de Pinheiro, infelizmente, está jogada às traças. As únicas intervenções que há naquele município são do Governo do Estado, que já tem 20 km de asfalto implantado no município de Pinheiro, sem contar com o Hospital Jackson Lago. Portanto, faço um apelo para que o prefeito repense a sua postura e passe a tratar com respeito a população”, ressaltou o deputado Othelino Neto, ao encerrar o seu pronunciamento na tribuna.

Veja o vídeo: Fica para depois apreciação de projeto de lei que trata da organização administrativa da Polícia Civil

Projeto volta ao plenário na quarta-feira

O deputado estadual Roberto Costa (MDB) pediu vistas e o projeto de Lei de autoria do Executivo Estadual, que trata sobre a organização da administração da Polícia Civil do Maranhão, volta a ser discutido no plenário depois de 24 horas.

Na proposta há alterações previstas na composição do Conselho da Polícia Civil e também a criação de mais 10 vagas de capelão para a instituição, além de outras modificações.

O prejeto de Lei volta à discussão na sessão da Assembleia Legislativa da quarta-feira (21).