Adutora do Sistema Italuis rompe, mas em tubulação antiga

Adutora rompe no Itaqui-Bacanga

A adutora do sistema Italuis rompeu na manhã desta quarta-feira (20), em São Luís.

O rompimento não ocorreu no campo de Periz, como comumente em que era registrado, mas desta vez foi na região do Itaqui-Bacanga, na ponte elevatória.

Uma equipe da Caema já foi deslocada para resolver o problema.

As imagens que circulam na internet mostram a força da água…

Adutora do Italuis rompe e Caema garante retorno de abastecimento em 24h

A adutora do Sistema Italuis rompeu mais uma vez e alguns bairros de São Luís vão ficar 24 horas sem abastecimento de água.

A Caema emitiu nota e garante que ações já estão sendo feitas para que a água volte para as torneiras.

NOTA DA CAEMA

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) informa que, infelizmente, houve um rompimento na adutora do Sistema Italuís nesta segunda-feira (12).

A Caema já adotou providências para que o problema seja resolvido em até 24 horas.

Por conta da histórica falta de cuidados com sistema ao longo de décadas, já foram registrados mais de 34 rompimentos na adutora antiga. A nova, a ser brevemente entregue pela Companhia, interromperá esta série de problemas, razão pela qual a Caema está exigindo que as empresas concluam a obra o mais rápido possível.

Consumidores vão ter direito a desconto por conta da falta de água

Quem ficou sem água na última semana em São Luís terá desconto nas tarifas da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) de janeiro. A Defensoria Pública do Estado do Maranhão notificou a companhia na última segunda-feira, 11, dia em que o abastecimento foi restabelecido de forma gradativa em 159 bairros da capital.

“Os descontos serão proporcionais à quantidade de dias que a população ficou sem água”, explica o defensor Alberto Bastos. As obras de substituição da adutora do Sistema Italuís, iniciadas na quarta, 6, extrapolaram o prazo previsto de 72h sem água, por conta de um vazamento ocasionado por problemas em uma peça bifurcadora, que distribui a água vinda do Rio Itapecuru para as adutoras nova e antiga.

A Caema, em resposta a notificação, prestou esclarecimentos e informou que os bairros atendidos pelo sistema já receberam abastecimento e que os descontos nas faturas será de 20%, proporcional aos seis dias que os usuários ficaram sem água.

Consumidores que possuem hidrômetros instalados terão naturalmente o abatimento nas contas, uma vez que o aparelho mede o consumo. Os usuários que não possuem hidrômetro terão desconto calculado proporcionalmente ao seu consumo. Já os clientes que pagam taxa mínima; os que estão contemplados no Viva Água; e os que têm abastecimento próprio por poços artesianos, estão excluídos desta regra.

Informações de O Imparcial