Escolas de samba recuam e já sinalizam que vai ter carnaval de passarela

A realização do carnaval de passarela de São Luís ainda é um impasse, mas algumas escolas de samba já sinalizam que vão desfilar, como é o caso das escolas Flor do Samba, Unidos de Ribamar e Unidos de Fátima.

Na segunda-feira (08) os resentantes das Escolas de Samba do Maranhão estiveram reunidos na Secretaria Municipal de Cultura de São Luís e confirmaram que não existe possiblidade de desfilar na Passarela do Samba neste ano de 2018. O problema principal seria a falta de verba para produção das agremiações.

“É com enorme pesar, e muita dor no coração, que anunciamos a impossibilidade da Realização do Desfile na Passarela do Samba, infelizmente implicações legais, sobretudo na mudança na forma de repasses, nos inviabiliza, em razão do curto prazo que dispomos até o carnaval, de fazermos o grandioso espetáculo que a favela do Samba sempre protagoniza na Passarela do Samba, temos que discutir o Carnaval o ano todo, esperamos que para 2019 nossas reivindicações de melhoria para o investimento nessa magnífica festa, sejam aceitas”, disse o presidente da escola de samba ‘Favela’, João Moraes.

A montagem da Passarela vai ser iniciada na sexta-feira, mesmo com a indefinição se as escolas vão ou não desfilar neste carnaval, já que outras agremiações estão confirmadas como os Blocos Tradicionais.