Galeria Trapiche abre inscrições para Curso de Desenho em 3D

Traços que utilizam truques para simular uma terceira dimensão e tornar os desenhos mais reais é a técnica que será ensinada no Curso de Desenho em 3D do Ateliê Trapiche, projeto permanente da Galeria Trapiche. A ação terá duração de três meses e inicia nesta segunda-feira (20), e encerra no dia 19 de novembro.

O curso acontecerá nas segundas e quartas-feiras, das 14h às 17h, na Galeria, totalizando 72 horas. Os participantes receberão certificação ao final do curso. A capacitação será ministrada por Jackes Rosean, graduado em artes com habilitação em desenho, pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), que mostrará aos alunos as técnicas necessárias para a prática do Desenho 3D. Os participantes devem levar seu material de uso pessoal: Caderno de desenho ou folhas de papel formato A4, lápis HB e 2B, régua 30 cm, borracha e tesoura para papel.

“O Ateliê Trapiche é um dos projetos permanentes que dinamizam este espaço, visando a formação da sociedade no campo artístico e cultural. Já realizamos diversos cursos como fotografia, azulejo, produção de forno artesanal, olaria e duas modalidades do desenho. Agora trazemos o Curso de Desenho em 3D que incentiva os participantes a desenvolverem esta técnica profissionalmente ou como realização pessoal. Nós como equipamento público da Prefeitura contribuímos para a formação de novos artistas na cidade e a Galeria se torna um ponto de encontro de artistas, em que estes desenvolvem seus trabalhos aqui”, explicou Camila Grimaldi, diretora da Galeria Trapiche Santo Ângelo.

A Galeria Trapiche fica localizada na Avenida Senador Vitorino Freire – Centro (em frente ao Terminal de Integração da Praia Grande) e está aberta ao público para visitação de segunda a sexta, no horário das 14h às 19h.

Asinscrições podem ser realizadas no dia ou pelo e-mail [email protected], enviando os seguintes dados: nome completo, idade, telefone. As vagas são limitadas e o investimento é no valor de R$ 20,00 mensal.

Abertas inscrições para Cursos de férias de Turismo, Marketing, Planejamento e outros

O mês de férias éuma ótima oportunidade para oxigenar a carreira ou até para aprender novos ofícios. A prefeitura de São Luís disponibilizou vários cursos em áreas como Turismo, Negócios, Gestão e Serviço.

Os cursos com inscrições abertas para o mês de julho são Turismo de Eventos (23 a 25), Gestão na Era Exponencial (17 e 19), Marketing Pessoal (16, 18 e 20), Planejamento e Gestão Governamental: Monitoramento e Avaliação (16 a 30), Gestão Pública de Tecnologia da Informação e Comunicação (17 a 31), Liderança para Resultados: Liderança Estratégica (17 a 31) e Direito Administrativo no Âmbito Municipal (16/07 a 08/08).

Para o mês de agosto, são oferecidos os cursos: Futuro do Trabalho (06 e 08), Etiqueta Profissional (07 e 09), Feedback: um instrumento para maior integração e produtividade (14 e 16), Excel Avançado (06 a 29), Libras Avançado (06/08 a 05/09), Formação para Secretárias (os) no Serviço Público: Assessoramento (06 a 29) e Educação Financeira (07 a 21).

Os interessados podem fazer a pré-inscrição no endereço https://goo.gl/8jaVeD, onde terão acesso à grade de cursos.

Para participar é necessário ser servidor municipal na ativa. Além da pré-inscrição no site, os servidores podem obter mais informações na sede da Eggem, Rua das Sucupiras, Renascença.

O atendimento é realizado de segunda a quinta-feira, das 13h às 19h; e na sexta-feira, das 8h às 14 horas. As capacitações são gratuitas e conferem certificado aos participantes.

City Tour em São Luís de graça e com personagens contando a história da capital

 

O Centro Histórico de São Luís foi tomado por um grande público, nesta quinta-feira (12), que participou do projeto “Conheça São Luís nas férias”, realizado pelo Prefeitura de São Luís.

A proposta é seguir em um passeio pela cultura da capital maranhense, percorrendo ruas centenárias, conhecendo casarões e prédios que fazem parte da rica história secular da cidade.

O Programa Férias Culturais reforça a política de valorização das potencialidades locais, estimula o turismo e promove a geração de trabalho e renda. E é uma ótima opção de lazer e entretenimento no mês de férias.

Tudo começa com a concentração na Praça Benedito Leite e de lá o grupo segue em um City Tour apreciando a história da única capital brasileira fundada pelos franceses.

Acompanhados a um experiente guia turístico, os visitantes passam pela Praça Dom Pedro II e espaços no entorno conhecendo a história da Igreja da Sé, do Palácio de La Ravardière, do Palácio dos Leões e a sede da Capitania dos Portos, e em vários pontos os personagens da história de São Luís contam a própria história como o Daniel de La Touche, Ana Jansen, Maria de Médici, Catarina Mina, Gonçalves Dias, Benedito Leite, Gonçalves Dias, entre outros.

O passeio segue pelas ruas de Nazaré, da Estrela, Rua Portugal, Beco Catarina Mina e encerra na Praça Nauro Machado.

“Conheça São Luís nas Férias” ainda vai ser realizado nos dias 19 e 26 de julho, sempre a partir das 16 horas.

Iniciativas relevantes da Prefeitura de São Luís para mudar cenários na capital

A prefeitura de São Luís vem adotando medidas diferenciadas para mudar a imagem em vários pontos da capital. A limpeza pública já vem ganhando destaque, tanto pelo trabalho de limpeza convencional, como pelos pontos de coleta seletiva, os Eco Pontos.

Mais uma área da cidade ganhou arborização, desta vez, em parceria com uma Escola de Culinária, foi feito o plantio e a criação de uma horta comunitária na avenida Principal do bairro do Cohajap.

O prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior explicou em suas redes sociais que “em breve, os moradores poderão colher tomate-cereja, alecrim, tomilho e muito mais”.

Ainda segundo o gestor municipal, “com o apoio da comunidade e de empresas comprometidas com o meio ambiente” vão continuar as práticas sustentáveis para garantir áreas cada vez mais verdes em São Luís.

Holanda Júnior ressaltou que o trabalho de limpeza da capital é extenso na região do Cohajap. “Além da ação, nossas equipes realizaram serviços de capina, limpeza e remoção de entulhos que estavam acumulados ao longo da avenida, deixando a área ainda mais bonita.”, disse o prefeito.

Prefeitura de São Luís promove blitz informativa de alerta contra o trabalho infantil

Donos de bares e restaurantes, ambulantes e visitantes do bairro Praia Grande, Centro, foram alertados na tarde desta terça-feira (12), sobre a problemática do trabalho infantil. A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) em parceria com o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil no Estado do Maranhão (Fepetima) realizaram uma blitz informativa que se concentrou inicialmente no Mercado das Tulhas e depois se estendeu aos comércios da região. A ação foi alusiva ao Dia Mundial de Luta contra o Trabalho Infantil – 12 de junho.

A blitz iniciou os 18 dias de atividades conjuntas realizadas no mês de junho desenvolvidas com o objetivo de sensibilizar a sociedade sobre esse grave problema que prejudica o pleno desenvolvimento de crianças e adolescentes. A programação inclui palestras em escolas públicas, panfletagem em arraiais juninos, roda de diálogos em órgãos públicos e uma programação especial no arraial da Praça Maria Aragão, dia 16, dedicado à temática.

“Essa é uma importante ação de articulação com os demais órgãos de defesa da criança e do adolescente, numa luta conjunta contra o trabalho infantil. A blitz é informativa, mas nosso grande foco é mostrar o que é feito diariamente pela Semcas, em todas as feiras e mercados com o objetivo de erradicar essa chaga que o Brasil ainda tem. A gestão do prefeito Edivaldo tem a clareza do trabalho e por isto desenvolvemos ações durante todo ano”, afirmou a gestoras da Semcas, Andréia Lauande.

Em março do ano passado, a Prefeitura de São Luís foi reconhecida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), como uma das 11 cidades brasileiras que se destacam no combate ao trabalho infantil, por desenvolver com êxito as Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Aepeti), de acordo com os cinco eixos: informação e mobilização/ identificação/ proteção social/ defesa e responsabilização e monitoramento.

As ações desenvolvidas este mês contam com a parceria do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil no Estado do Maranhão (Fepetima) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social. Aliando o momento da copa, a campanha de sensibilização tem o nome “Trabalho Infantil é falta Grave. Denuncie, não seja só mais um espectador!”.

A comerciante, Rosinete Leitão, 52 anos, considera a ação esclarecedora. “Importante e muito bom esse tipo de atividade. O movimento está bonito. Eu particularmente, às vezes fico na dúvida sobre essa questão, as crianças de hoje são muito diferentes. Então é importante termos essas informações”, disse.

Até abril de 2018, em São Luís, o CadÚnico registrou 223 crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil. De acordo com a Pesquisa Nacional de Amostra Por Domicílio (PNAD-2015), mais de 2,7 milhões de crianças e adolescentes, de 5 a 17 anos, estão em situação de trabalho no Brasil.

Decreto da Prefeitura proíbe comercialização de bebidas em garrafas de vidro durante o São João

A Prefeitura de São Luís, por meio do Decreto nº 50.810, determinou a proibição da venda de bebidas alcoólicas e não alcoólicas em garrafas e recipientes de vidro por vendedores ambulantes, estabelecimentos informais. O decreto é válido até o dia 1º de julho, entre as 18h e 2h. A medida visa garantir a segurança da população durante o São João de Todos, promovido pela Prefeitura de São Luís e pelo Governo do Estado.

O secretário municipal de Cultura, Marlon Botão, destaca que a medida é necessária para garantir a segurança de todos, trabalhadores e o público. “A Prefeitura decreta em todos os eventos que realiza esta proibição, e no São João de Todos 2018 não será diferente. O objetivo é garantir a segurança nas festividades juninas. Esperamos um público grandioso e queremos que todos possam aproveitar da melhor maneira. Isso demonstra a precaução da gestão do prefeito Edivaldo na prevenção de acidentes durante o período junino”, diz o secretário.

A medida visa ainda colaborar com o trabalho da Polícia Militar, que estará atuando durante as festividades, na prevenção de ocorrências onde este tipo de material possa ser utilizado como arma. O decreto determina também a interdição imediata e apreensão das mercadorias nos pontos de venda que estiverem descumprindo as normas estabelecidas pelo poder público municipal.

O serviço de fiscalização contará com a atuação da Blitz Urbana, órgão ligado à Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), que também acompanhará o trabalho do comércio informal, especialmente dos vendedores ambulantes cadastrados para a venda no entorno da Praça Maria Aragão. “Esse é um trabalho recorrente. A intenção do poder público é garantir a tranquilidade das festas juninas, trabalhando conjuntamente em prol dos cidadãos”, ressalta o diretor da Blitz Urbana, Joaquim Azambuja.

FISCALIZAÇÃO DE ALIMENTOS

A Prefeitura de São Luís, por meio da Vigilância Sanitária, realizou capacitação sobre Boas Práticas de Manipulação de Alimentos para os ambulantes cadastrados para trabalhar durante o São João. Na capacitação foram abordados assuntos como os tipos de alimentos permitidos para comercialização, as formas corretas de armazenamento e manipulação, aquisição e validade dos produtos e o vestuário adequado.

Equipes da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), irão fiscalizar durante as festas os produtos disponibilizados à população, principalmente, em relação à manipulação de alimentos servidos pelos ambulantes que estarão trabalhando na Praça Maria Aragão.

Ministério da Cultura e Prefeitura realizam oficina sobre o Prêmio Culturas Populares

A capital maranhense recebe oficina gratuita para auxiliar os interessados em participar da 6ª edição do Edital Culturas Populares do Ministério da Cultura (MinC). O evento é promovido pelo ministério em parceria com a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), e será realizado na quarta-feira (30), das 9h às 13h, na Escola de Música do Estado do Maranhão Lilah Lisboa de Araújo, localizada na Rua da Estrela, nº 363, Praia Grande.

“Nós somos parceiros do evento. Nosso objetivo é apoiar todos os incentivos que venham fortalecer a cultura popular, principalmente nesse formato de premiação, que disponibiliza recurso para fomentar nossas manifestações culturais”, destaca o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

Para participar do evento não é necessária inscrição prévia. Representantes do MinC estarão à disposição do público para tirar dúvidas, apresentar o edital e orientar como devem ser feitas as inscrições. As oficinas serão ministradas nas cinco regiões do país.

PRÊMIO

O 6º Prêmio Culturas Populares: Edição Selma do Coco é a maior premiação da cultura popular em termos de valores e número de premiados concedida pelo MinC, desde 2007. Lançado em 27 de abril, em Recife (PE), o prêmio homenageia a cantora pernambucana Selma Ferreira da Silva, a Selma do Coco, falecida em 2015.

Nascida em 1929 na cidade de Vitória de Santo Antão, a cantora deixou como principal legado a sua contribuição para a consolidação do coco, ritmo típico do Nordeste brasileiro, como referência nacional, tendo gravado três CDs e participado de festivais internacionais nos Estados Unidos e na Europa, além de ter ganhado o antigo Prêmio Sharp, hoje Prêmio da Música Brasileira.

Nesta edição, serão investidos R$ 10 milhões em 500 iniciativas que fortaleçam e contribuam para dar visibilidade a atividades culturais de todo o Brasil, como o cordel, maracatu, jongo, cortejo de afoxé, bumba meu boi, entre outras. Cada um dos premiados receberá R$ 20 mil, o dobro de 2017.

As inscrições podem ser feitas até 13 de junho, pela internet, na página http://culturaspopulares.cultura.gov.br/, pelo sistema Salic, ou via postal. O edital premiará iniciativas em cinco categorias: 200 prêmios para mestres e mestras (pessoa física); 180 para iniciativas de grupos sem CNPJ; 70 para pessoas jurídicas sem fins lucrativos; 30 para pessoas jurídicas com ações comprovadas em acessibilidade cultural; e 20 para herdeiros de mestres e mestras já falecidos (in memoriam).

Os avanços nas ações da limpeza pública em São Luís

Prefeito Edivaldo durante a inauguração do 10º Ecoponto no Anil

A implantação do primeiro Ecoponto de São Luís completa nesta quinta-feira (24) exatos 2 anos. Atualmente existem 10 Ecopontos distribuídos em vários pontos da capital maranhense, em bairros estratégicos para receber os resíduos sólidos das diversas regiões.

Ate agora já foram coletados mais de 14 mil toneladas de resíduos sólidos, destes, 192 toneladas de materiais recicláveis, que ganharam destino certo gerando trabalho e renda em cooperativas.

Caminhão da Prefeitura de São Luís recolhe materiais dos Ecopontos para entrega em cooperativas

Os equipamentos atendem 91 bairros e beneficiam 350 mil pessoas. Os dados são da Prefeitura de São Luís que comemora os números e os bons resultados das políticas públicas para garantir limpeza e mais qualidade de vida à população.

Uma campanha seria vem sendo divulgada nos diversos meios de comunicação e mídia para mostrar o trabalho que vem sendo desenvolvido, e é indiscutível o resultado, e ainda lembra que a responsabilidade não é apenas da gestão pública, mas também do cidadão que acumula lixo em terrenos baldios ou, simplesmente, joga o lixo nas ruas.

Alem dos Ecopontos é fácil destacar outras ações que são intensificados pela Prefeitura como os cestos de lixo instalados em pontos turísticos e de grande circulação, além da limpeza de ruas e avenidas de forma constante

Reestruturado pela Prefeitura, Samu consolida avanços e reduz tempo-resposta do atendimento

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em São Luís, com os investimentos recebidos na gestão do prefeito Edivaldo, tem garantido mais agilidade e qualidade no atendimento às chamadas da população. Um dos avanços esperados a partir das melhorias é a redução do tempo-resposta das chamadas para abaixo do recomendado pelo Ministério da Saúde, atualmente entre 15 e 32 minutos em média, conforme especificação técnica da ambulância.

Com mais 10 novos veículos entregues recentemente pelo prefeito Edivaldo, o município ampliou o plano de ação regionalizada que define a cobertura da regulação da Central de Urgência, encurtando o tempo-resposta da solicitação. Além disto, a capital cumpre o que preconiza o Ministério da Saúde, dispondo de uma unidade básica para cada 100 mil habitantes e uma avançada para cada 500 mil.

A renovação da frota integra a política de reestruturação da rede municipal de saúde, priorizada pelo prefeito Edivaldo, a partir do aprimoramento dos serviços em todas as áreas. Entre as ambulâncias do Samu, duas são do modelo UTI Móvel (Unidade de Suporte Avançado – USA), equipadas com desfibrilador (cardioversor) e respirador. A diferença destas para as básicas (USB) está nos equipamentos e também nas equipes de socorristas. Diariamente de seis a oito ocorrências exigem a utilização de ambulâncias USA.

“Sob a orientação do prefeito Edivaldo, estamos sempre atentos para identificar as necessidades e fazer os investimentos visando melhorar o atendimento da rede de urgência, e, quando se fala em Samu, o tempo-resposta tem uma perspectiva importante na recuperação e na extensão dos danos ao paciente; por isso, o prefeito está sempre trabalhando para atender cada vez melhor a população”, assinala o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho.

A diretora do Samu, Priscila Barros, ressalta a qualidade do serviço no município a partir dos investimentos da Prefeitura em convênio com o Ministério da Saúde. “O Ministério recomenda, proporcionalmente, para um bom atendimento, uma unidade básica para cada 100 mil habitantes e uma avançada para cada 500 mil. Com a aquisição recente, São Luís está confortavelmente dentro do que preconiza o Ministério da Saúde”, reforça a diretora.

As novas unidades móveis estão atuando na Central de Urgência, no Filipinho, e nas cinco bases descentralizadas estrategicamente distribuídas nos bairros Anjo da Guarda, BR-135 (Maracanã), São Bernardo, Vicente Fialho (Amar) e Cidade Olímpica. No ano passado, foram mais de 20 mil atendimentos realizados por meio da Central de Urgência do Samu. Destes, quase cinco mil foram concretizados em atendimento com necessidade de ambulância.

TEMPO-RESPOSTA

Segundo Priscila Barros, a descentralização da base também tem contribuído para a redução do tempo-resposta e a Prefeitura de São Luís trabalha para reduzir ainda mais este tempo. “Com a nova frota, temos possibilidade de melhorar ainda mais. Para isso, estão sendo trabalhados processos internos como a realização do checklist (reposição de material nas ambulâncias) mais rápido, assim como a troca de plantão”, explica a diretora.

A meta é reduzir esse checklist nas ambulâncias básicas para 10 minutos. Para alcançar esta meta, a direção do Samu vem mantendo conversas com as direções das unidades hospitalares para onde são encaminhados os pacientes, para que não ocorra retenção de material. “O ideal seria fazer reposição apenas a cada fim de plantão. Isso depende muito do número de ocorrências que foi feita no dia. Há dias em que são muitas as ocorrências, o que obriga o retorno à base para fazer a reposição”, explica a médica intensivista e reguladora da Central, Dayane Vieira.

EQUIPES

Ao receber a chamada pelo número 192, a Central solicita o endereço do atendimento e repassa para o médico regulador para que proceda a triagem. Pela triagem são identificados os casos de urgência, emergência e prioridades. Conforme o nível do serviço, as ambulâncias são selecionadas em quatro cores: vermelha, amarela, verde e azul.

Nesse escalonamento, a azul é a de menor prioridade. São quadros de, por exemplo, febres prolongadas, e as denominadas valências sociais. Geralmente essas solicitações ocorrem nos bairros da zona rural da Ilha. “Normalmente, são pacientes em trabalho de parto. Nestes casos, é deslocada uma ambulância básica, sem médico intensivista”, esclarece a diretora Priscila Barros.

As equipes das Unidade de Suporte Avançado são constituídas por um médico intensivista, enfermeiro, condutor-socorrista e um técnico de enfermagem. Todos com treinamento intensivo e permanente realizado pelo Núcleo de Educação em Urgência que atende o público interno e comunidade. O treinamento é realizado por meio de simulação realística para que se obtenha uma visão geral do serviço. O último ocorreu no dia 21 de abril e reuniu profissionais da região metropolitana de São Luís.

Equipe do SAMU durante treinamento simulado com múltiplas vítimas

ATENDIMENTOS

Se extrai das tabelas de atendimento uma crescente elevação no número de atendimento a doenças psiquiátricas. “O crescimento deste tipo de ocorrência se dá no mundo inteiro”, alerta a médica Dayane Vieira. Pelo regulamento, não há impedimentos para atendimento do Samu em cenas específicas. É um procedimento previsto em protocolo do Ministério da Saúde. No caso de existir alguma situação que traga insegurança para o trabalho da equipe é acionado o Corpo de Bombeiros ou Polícia Militar, parceiros institucionais, para garantir o deslocamento até a cena e a concretização do atendimento.

SAIBA MAIS

O Samu é acionado por meio do telefone 192. Somente nos três primeiros meses deste ano, foram mais de 21 mil chamadas. A melhoria no serviço de telefonia intensificou e qualificou as ligações, mas pelo menos 30% das ligações para o Samu são trotes, disparados por autores de diferentes faixas etárias. Em março deste ano, foram mais de 10 mil ligações. Destas, mais de 3 mil foram trotes.

Todas as ligações para o Samu passam por um médico regulador de plantão, durante 24 horas, todos os dias da semana. Cada equipe tem jornada de trabalho de 12 horas. É o médico regulador o profissional responsável pela triagem das ligações que chegam à Central. O primeiro contato do solicitante, porém, é com o Técnico Auxiliar da Regulamentação Médica (TARM), que então passa para o médico regulador.

Prefeito Edivaldo recebe comitiva do governo francês para tratar sobre investimentos em São Luís

Investimentos nas áreas da infraestrutura turística, urbana, cultural, educacional e do desenvolvimento econômico na capital maranhense foram os principais assuntos discutidos na reunião realizada nesta segunda-feira (21), entre o prefeito Edivaldo, o ministro conselheiro da Embaixada da França, Gilles Pecassou e o diretor da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Philippe Orlianges. A comitiva está em visita ao Maranhão para apresentar o leque de oportunidades e parcerias bilaterais que podem ser celebradas em favor do desenvolvimento local e, ainda, visando estreitar os laços entre São Luís e o país com o qual já tem expressiva ligação histórica. A reunião aconteceu no Palácio la Ravardière, com a presença do vice-prefeito Julio Pinheiro e de secretários municipais.

No ato, o prefeito Edivaldo destacou como positiva a sinalização da Agência Francesa de Desenvolvimento em financiar projetos visando à melhoria da qualidade de vida da população ludovicense. A AFD é o braço do governo francês voltado para a cooperação financeira com o setor público de outros países, em apoio a projetos de infraestrutura urbana diretamente relacionados à conservação ambiental e à melhoria na qualidade de vida das populações mais carentes.

“Tivemos uma reunião muito produtiva e nossa expectativa é avançar ainda mais nessa importante parceria com a França, em diversos setores da administração pública com vistas à promoção do desenvolvimento de nossa cidade em diversos setores. Iniciamos aqui as conversações para priorizarmos as áreas que devem ser atendidas, para que mais esta parceria internacional possa resultar em investimentos concretos visando ao desenvolvimento de nossa cidade no aspecto urbanístico, social, turístico e cultural”, afirmou o prefeito Edivaldo.

O gestor municipal destacou ainda que São Luís já tem em desenvolvimento um acordo de cooperação com Saint-Malo, cidade francesa com a qual a capital maranhense tem fortes laços históricos. A relação entre as duas cidades remete à história da fundação de São Luís, pois foi desse território francês que partiram as caravelas trazendo a expedição de Daniel de La Touche e os colonizadores franceses que fundaram São Luís.

ACORDO

O acordo celebrado com a cidade de Saint-Malo visa propiciar o desenvolvimento de projetos compartilhados nas áreas da cultura, patrimônio histórico e turismo. O termo foi assinado durante visita de uma comitiva do município à França, liderada pelo vice-prefeito Julio Pinheiro, oportunidade na qual participaram do Encontro para Internacionalização das Comunidades Territoriais, realizado em Paris com o objetivo de fortalecer a política internacional de cooperação entre o governo francês e governos de outras localidades em diversas partes do mundo.

Um dos projetos desenvolvidos por meio da parceria com o município de Saint-Malo é o Educação Patrimonial, para beneficiar estudantes de escolas públicas de ambos os lugares, para que se apropriem do conhecimento sobre bens culturais locais e tenham atividades de ensino das línguas francesa e portuguesa. A ação é desenvolvida por meio das secretarias municipais de Educação (Semed), Relações Institucionais (Semai) e a Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph).

“Teremos novas reuniões durante esta semana para delinearmos melhor essa parceria com o governo francês, por meio de sua Embaixada no Brasil e da Agência Francesa de Desenvolvimento, que vai permitir incentivos de ordem mais concreta principalmente nas áreas do desenvolvimento urbano, assim como também a cultura, a educação e o turismo. Ressalto que esta parceria é extremamente positiva para nossa cidade e que vem para consolidar ainda mais nossas relações internacionais com este país e estreitar os laços históricos que já nos une”, observou o vice-prefeito Julio Pinheiro.

PARCERIA

O ministro conselheiro da Embaixada da França, Gilles Pecassou, ressaltou as peculiaridades existentes entre São Luís e a França e a importância da parceria para o desenvolvimento local e o estreitamento dos laços entre a França e a capital brasileira que foi fundada por franceses.

“São Luís é uma cidade bem particular para os franceses e que tem um lugar especial no coração de todos nós, por isso começamos nossa visita ao Nordeste pela capital maranhense. Iniciamos nesta reunião as primeiras conversações para levantarmos as prioridades apontadas pelo município nas áreas que pretende realizar projetos em parceria com a França, dentro do leque de possibilidades de investimentos que temos para desenvolver. O nosso interesse é colaborar com essa cidade que muito significa para nós e estreitar os laços no âmbito da cooperação e do desenvolvimento, visando ações de estímulo do turismo, da cultura, da educação com ênfase para o intercâmbio de estudantes de ambos os locais”, disse Gilles Pecassou.

O diretor da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Philippe Orlianges, informou que a Agência procura, no marco das relações bilaterais com o Brasil, investir em cidades do Norte e Nordeste do país com potencial de negócios e de investimentos. Esse apoio ocorre por meio de empréstimos para instituições públicas com projetos como eficiência energética, infraestrutura de transporte, manejo de resíduos e recuperação de áreas degradadas.

“E São Luís, por todas as características que apresenta nos aspectos históricos, turísticos e culturais, entra nessa nova dinâmica de cooperação que a FDA quer estabelecer. Avançamos já alguns passos nessa reunião que participamos com o prefeito Edivaldo e sua equipe, à medida que a Prefeitura já sabe exatamente quais são suas prioridades e as áreas que pretende receber investimentos e realizar parcerias, entre elas está a de infraestrutura urbana e drenagem. A agência de Desenvolvimento Francês é financiador de investimento públicos em infraestrutura socialmente includentes, portanto, eu acredito que avançaremos especificamente nas áreas que promovam melhor qualidade de vida da população local”, disse o diretor da AFD.

Na reunião, a secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, ressaltou a relevância da parceria para o desenvolvimento do setor e destacou a frequente presença de turistas franceses em São Luís. “Essa parceria sinaliza com investimentos em diversos setores, o que nos deixa ainda mais felizes porque tudo o que for realizado em favor da cidade reflete, consequentemente, no desenvolvimento do turismo. Além do mais, essa parceria vem para reforçarmos ainda mais a relação histórica e amigável que já mantemos com esse povo”, disse a secretária.

A secretária municipal de Relações Institucionais, Ana Paula Rodrigues, informou que a Embaixada Francesa e a Agencia Francesa de Desenvolvimento desejam ampliar as parcerias com São Luís não apenas pelas relação histórica que existe entre ambos, mas por considerar a capital maranhense um polo de desenvolvimento em potencial. “A partir desta reunião, vamos ter a oportunidade de apresentar alguns projetos de nosso interesse e desenvolvê-los com o apoio da Embaixada francesa e da AFD. Já temos acordo de cooperação internacional com a cidade de Saint-Malo e nossa perspectiva é ampliar ainda mais nosso leque de benefícios por meio dessa importante cooperação internacional”, concluiu Ana Paula.