Prefeitura realiza edição temática do Sarau Histórico baseada na obra maranhense ‘O Mulato’

A literatura brasileira conta com grande contribuição de escritores maranhenses. Dentre os inúmeros intelectuais, destaca-se Aluísio Azevedo, romancista que deixou obras de valor inestimável, como é o caso de ‘O Mulato’. A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), realizará, nesta sexta-feira (9), o Sarau Histórico em homenagem à célebre obra maranhense. O evento ocorrerá na Praça Benedito Leite (Centro), às 19h.

O Sarau faz parte do programa Reviva, criado na gestão do prefeito Edivaldo para estimular o turismo e a produção cultural, bem como a valorização do Centro Histórico com cultura, teatro, música e poesia. O programa, realizado por meio da Setur, inclui ainda o Passeio Serenata e o Roteiro Reggae. O Programa Reviva segue com programações até o fim de 2018.

Com temas diferentes a cada edição, o Sarau proporciona ao público um conteúdo rico em cultura e oferece uma programação gratuita para todos da cidade e para os visitantes também. “O objetivo da Prefeitura, do prefeito Edivaldo, é fazer com que o Centro Histórico seja ainda mais movimentado. É sempre uma noite super agradável com muita música, teatro e poesia”, diz a secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo.

O grupo teatral responsável pela peça será o Bumba Cultura. Já a parte musical será comandada pela Banda Serenata, com músicas que vão fazer todos relembrarem de tempos áureos das noites de São Luís.

O MULATO

O livro ‘O Mulato’, de Aluísio Azevedo, é obra inaugural do Naturalismo brasileiro (1881), rica em temas e subtemas, como a crítica ao provincianismo, ao preconceito racial, à escravidão e, sobretudo, à ação do clero na sociedade. Narra a história de Raimundo, o mulato que dá nome ao livro.

Prédios e espaços públicos de São Luís recebem iluminação da Prefeitura em alusão ao Novembro Azul

Em alusão à campanha Novembro Azul, a Prefeitura de São Luís implantou nova iluminação em prédios e espaços públicos da capital maranhense. O objetivo da iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo é alertar a sociedade, em especial os homens, sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata e testículos, que pode ter cura se tratado logo no início, além de incentivá-los a cuidar da saúde. A mudança de cor dos prédios foi iniciada nesta quinta-feira (1º), pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

Depois da iluminação rosa, que marcou o mês de outubro e a campanha contra o câncer de mama e útero, as fachadas do Palácio Lavardière, sede do Governo Municipal; o Palácio dos Leões, sede do Governo do Estado; a Casa do Maranhão; o Forte de Santo Antônio, assim como a Ponte Bandeira Tribuzzi ganharam iluminação especial na cor azul. A instalação da iluminação para o Novembro Azul foi realizada em prédios que contam com lâmpadas de LED RGB, que permite a troca da coloração.

“A mudança para a cor azul da iluminação artística nos espaços públicos tem por objetivo chamar a atenção dos homens e da sociedade para a importância do diagnóstico precoce da doença. Por isso, os monumentos históricos da nossa cidade ficarão com iluminação especial, durante todo o mês de novembro, para despertar o interesse da população masculina para essa prevenção”, destacou o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo.

Em 2018, a ação acompanhou campanhas como a do Março Lilás, voltada para a valorização do público feminino; o Abril Verde, campanha que chama a atenção da sociedade para o movimento nacional que alerta para a prevenção de acidentes no trabalho e doenças ocupacionais e o Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio e o Outubro Rosa.

NOVEMBRO AZUL

Em 2008, o Instituto Lado a Lado pela Vida foi pioneiro na abordagem de questões relacionadas ao câncer de próstata no Brasil por meio da campanha Um Toque, Um Drible. O objetivo era promover uma mudança de paradigmas em relação à ida do homem ao médico.

Quatro anos depois, inspirado pelo Movember, movimento internacional dedicado à conscientização e arrecadação de fundos na luta contra a doença, o instituto passou a promover um mês inteiro e intenso de mobilizações focado na saúde do homem: surgia o Novembro Azul. O foco da campanha é conscientizar os homens para que façam o exame de próstata, principalmente aos 50 anos de idade. Na fase inicial a doença não apresenta sintomas.

Por todo o Brasil, iluminações de prédios e monumentos, palestras, ações em locais de grande circulação de pessoas como estradas, estádios e autódromos e apoios de instituições e personalidades lembram a importância da realização de exames preventivos

Prefeitura fomenta agricultura familiar e cultura local e atrai público para a Feirinha São Luís

Com a Feirinha São Luís, programa criado na gestão do prefeito Edivaldo para fomentar a agricultura familiar, a Prefeitura também tem incentivado a cultura local dando espaço às mais diversas atrações. Como reconhecimento do sucesso do programa, que cresce a cada edição, o prefeito Edivaldo concorre ao Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor-2018 na categoria ‘Inclusão Produtiva e Apoio ao Microempreendedor Individual’.  O programa Ecopontos, outra iniciativa exitosa da Prefeitura, também concorre à premiação na categoria ‘Sustentabilidade e Inovação.

Neste domingo, em clima de festança, o grupo de Bumba Meu Boi da Maioba lançou na 72ª edição da Feirinha São Luís seu novo álbum fonográfico e DVD, com uma multidão que acompanha sempre o batalhão. O Boi da Maioba completou 120 anos em 2018, a manifestação folclórica representa a resistência da cultura popular maranhense, com seus brilhos, penas, fitas, matracas e pandeiros.

A dona Maria José Carvalho é uma das pessoas que sempre acompanham o grupo. “Sempre que posso, acompanho o Boi da Maioba, e hoje vim com minha filha, genro e neta de 1 aninho aqui para a Feirinha São Luís, um ambiente que eu adoro sendo tão familiar e perto da minha casa” disse a aposentada, Maria José Carvalho.

Constância Ribeiro tem apenas 18 anos e já participa do Boi da Maioba desde que tinha apenas 7 anos, para ela duas palavras resumem o sentimento de estar desde tão cedo integrando e acrescentando para a perpetuação da cultura popular maranhense. “Amor e gratidão. É muito prazeroso dançar e ver a felicidade das pessoas quando encontram o Boi da Maioba, é um acolhimento que não tem explicação, em todo lugar que chegamos”, disse.

Ainda animaram o público o grupo Sindicato do Samba, Tambor de Crioula da Vila Bacanga, Grupo de Capoeira Jogo de Dentro e a anfitriã Banda da Feirinha.

“A cada domingo a Feirinha São Luís movimenta o centro histórico, agregando valor a setores como agricultura, artesanato, literatura, cultura e gastronomia, que são tão importantes e marcantes em nossa capital e geram esse sentimento de pertencimento na população e em turistas do mundo todo que prestigiam o evento”. Destaca o secretário de Articulação Política, Ivaldo Rodrigues, coordenador da Feirinha.

Na Barraca do Chef dessa edição Célia Zaidan, especializada em comida árabe mediterrânea, trouxe no cardápio delícias como kibe, esfiha, charuto, arroz aletria, salada tabule, coalhada escorrida e homus.

PREFEITO EMPREENDEDOR

Com a Feirinha São Luís, o prefeito Edivaldo concorre ao Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor-2018. Participando na categoria ‘Inclusão Produtiva e Apoio ao Microempreendedor Individual’, está como finalista da premiação o projeto Feirinha São Luís, pelo estímulo à produção local, à economia criativa, ao fortalecimento da cultura, das artes, do turismo e da gastronomia.

Edivaldo Júnior descarta reajuste de passagens de ônibus

O prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (PDT) confirmou, em entrevista na manhã desta quinta-feira (01), que não vai haver reajuste da passagem de ônibus. Os boatos circulavam nas redes sociais depois dos últimos movimentos grevistas dos rodoviários, em que o sindicato dos trabalhos realizou paralisação na sexta-feira (26).

O sindicato patronal, o SET, deixou circular a informação de que só poderia atender as reivindicações dos rodoviários se as passagens passassem de R$ 3,10 para R$ 4,00.

“Quero deixar a população tranquila. Não existe aumento de passagem neste ano de 2018. O que está sem debatido é o reajuste salarial dos rodoviários. Na semana passada houve um ensaio para paralização, e nós, na responsabilidade da defesa da população de mais de 1 milhão de pessoas que nós representamos, acionamos a justiça”, esclareceu o prefeito.

Edivaldo Júnior falou sobre a decisão judicial que garante a circulação de ônibus em São Luís. “A justiça nos concedeu liminar garantindo o transporte público para a população. Há uma decisão judicial, inclusive com multa e nós temos a tranquilidade que o transporte está normalizado e não irá parar“, afirmou o gestor municipal.

O prefeito reforçou que o contrato com o SET garante que as passagens não possam ser reajustadas. “Existe hoje um contrato que foi licitado. Não acontece mais como no passado. Hoje existe uma licitação do transporte público. Pela primeira vez um prefeito licitou o transporte público da capital”, Edivaldo concluiu dizendo que o contrato permitiu uma renovação da frota em 75%, com 270 novos ônibus com ar-condicionado na capital.

Feira do Livro é lançada pela Prefeitura de São Luís

O prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior lançou nesta quarta-feira (31) a 12ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS), que acontece de 16 a 25 de novembro, no Multicenter Sebrae.

O evento traz como tema “A Brasilidade na Cultura Contemporânea” e tem como patrono o escritor maranhense Graça Aranha.

O lançamento foi realizado em solenidade no auditório da  Prefeitura. ​O Felis é consagrado para a cidade​, pois representa um espaço de fortalecimento da cultura​, incentivo à leitura​ e disseminação do conhecimento.

”São doze anos de história na cidade de São Luís. A maior feira literária do Maranhão. Durante dez dias nós teremos cerca de 150 mil pessoas na Feira do Livro, participando e conhecendo” afirmou o Prefeito Edivaldo Júnior.

Prefeito Edivaldo autoriza construção de mais cinco ecopontos e dois galpões de triagem

São Luís vai ganhar cinco novos Ecopontos e dois galpões de triagem para benefício das cooperativas de catadores de resíduos da capital. Para a construção dos novos equipamentos urbanos de coleta seletiva, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior assinou, nesta terça-feira (30), no Palácio La Ravardière, a ordem de serviço que autoriza a execução dos projetos. A criação dos ecopontos como parte da política de gestão de resíduos sólidos implementada no município, acaba de colocar novamente o prefeito Edivaldo na final do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, devido à importância da iniciativa para a sustentabilidade ambiental local. Com os novos ecopontos, que serão instalados nos bairros do Sacavém, Itapiracó, Vila Isabel, Mata Roma e Centro, a Prefeitura atinge, até o final deste ano, a marca de 16 pontos de coleta sustentável de resíduos em de São Luís.

No ato de assinatura da ordem de serviço, o prefeito Edivaldo anunciou que até o final da sua gestão a capital contará com 30 ecopontos implantados em diversos bairros da cidade. Destacou, ainda, a ação como uma das mais importantes iniciativas executadas para consolidar a profissionalização da gestão de resíduos sólidos em São Luís.

“Digo com total propriedade que nossa gestão foi a que mais avançou na condução da política de gestão dos resíduos, outro grande legado que deixaremos para a população da nossa cidade, que por décadas conviveu com o problema dos lixões e com a ineficiência da coleta de lixo, o que não se observa mais atualmente. E os ecopontos vieram para fechar o círculo da destinação adequada de resíduos, estimulando o descarte adequado, envolvendo a sociedade no processo, contribuindo para a geração de renda às associações de catadores e atribuindo responsabilidades a todos os setores diretamente envolvidos com a gestão dos resíduos em nossa cidade”, afirmou o prefeito Edivaldo.

Atualmente, São Luís tem 11 Ecopontos em pleno funcionamento. A implantação do projeto iniciou em 2016, integrando diversas ações realizadas com o objetivo de garantir à população um espaço para a destinação ambientalmente adequada de todos os resíduos que podem ser reciclados ou reutilizados. Com a disponibilização dos ecopontos, a Prefeitura elimina os pontos de descarte irregular no entorno dos Ecopontos. A eliminação dos pontos de deposição irregular propicia ainda que as áreas, antes degradadas, possam se recuperar, reduzindo os efeitos da poluição para o solo, a água e o ar no entorno.

 

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Estrela, destacou a criação dos novos ecopontos e dos galpões de triagem como um reforço a mais nas ações desenvolvidas pela Prefeitura para o gerenciamento dos resíduos produzidos na capital e para o fortalecimento do trabalho das cooperativas de catadores.

“Com o fechamento do Aterro da Ribeira, era necessário profissionalizar a gestão dos resíduos em São Luís, e os ecopontos vieram com essa finalidade, a partir do momento em que incluímos na rotina da nossa cidade esse importante equipamento urbano, para promovermos o descarte ambientalmente adequado de materiais passiveis de reciclagem, de reutilização, inserindo as cooperativas de reciclagem no processo, fomentando o desenvolvimento sustentável, a geração de emprego e renda e a economia circular. A iniciativa, sem dúvida, vai muito além da coleta domiciliar, pois enxerga a necessidade de pensar o beneficiamento de resíduos como um fator de sustentabilidade e de estímulo à autorresponsabilidade de todos os atores envolvidos”, observou Carolina Estrela.

Com os cinco novos ecopontos que serão construídos e os dois galpões de triagem, a Prefeitura visa fortalecer ainda mais as ações de limpeza urbana na cidade. Os galpões de triagem serão anexos aos ecopontos do Centro e da Vila Isabel. A entrega dos galpões faz parte do eixo de fortalecimento das cooperativas de catadores de São Luís, prevista na política dos Ecopontos. Os galpões vão garantir mais dignidade ao trabalho dos catadores e evitar o desperdício de materiais recicláveis. Nesses equipamentos, as cooperativas de catadores que recebem os resíduos recicláveis dos ecopontos poderão fazer a separação adequada do material.

A presidente da Cooperativa de Reciclagem de São Luís (Coopresl), Maria José Castro, e a presidente da Associação de Catadores de Material Reciclável, Maria José Nascimento, presentes à cerimônia de assinatura da ordem de serviço, destacaram o benefício que os equipamentos proporcionaram aos catadores e enalteceram a inciativa de construção dos galpões de triagem.

“Vivemos um momento ímpar na área. O prefeito Edivaldo tem feito muito por nossa categoria. Se hoje temos estrutura e logística de trabalho, devemos ao apoio dado pela Prefeitura, o que contribuiu demasiadamente com o nosso crescimento”, disse Maria José Castro. “Enfim, ouviram nosso grito. Por anos reivindicamos por melhorias para a nossa produção. Agora, sim, podemos dizer que temos o apoio que sempre clamamos para a nossa categoria”, completou Maria José Nascimento.

Prefeito Empreendedor

Participando na categoria ‘Sustentabilidade e Inovação’, o projeto Ecopontos é um dos finalistas ao Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor-2018, em reconhecimento ao desenvolvimento de um trabalho com diversas ações transversais de estímulo à sustentabilidade ambientalmente e à economia circular. Esta é 10ª edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, iniciativa que se dá em reconhecimento aos prefeitos que implantaram projetos com resultados comprovados com foco no desenvolvimento dos pequenos negócios dos município

Edivaldo é finalista estadual em duas categorias do prêmio Prefeito Empreendedor

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) concorre, pela segunda vez e em duas categorias, ao Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor-2018. Os programas Feirinha São Luís e Ecopontos, duas importantes ações de estímulo à produção da capital maranhense e de sustentabilidade ambiental, estão entre as finalistas estaduais da premiação concedida pelo Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae/MA). A premiação desta etapa, que precede a nacional, está marcada para o dia 8 de novembro.

Esta é 10ª edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, iniciativa que se dá em reconhecimento aos prefeitos e administradores regionais que implantaram projetos com resultados comprovados com foco no desenvolvimento dos pequenos negócios dos municípios. Idealizador dos programas selecionados, o prefeito Edivaldo já foi indicado ao prêmio outra vez. Em 2016, o gestor conquistou o prêmio na etapa estadual com o programa “Fomento aos Negócios do Campo”, que beneficia centenas de agricultores familiares inseridos no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

“Fico honrado em mais uma vez concorrer ao prêmio de Prefeito Empreendedor, pois mostra que nossas iniciativas têm alcançado o objetivo de incentivar o desenvolvimento local. E ter esse reconhecimento de uma instituição como o Sebrae nos estimula ainda mais a trabalhar para continuar fomentando o crescimento socioeconômico da nossa cidade e promovendo o desenvolvimento humano da nossa população”, disse o prefeito Edivaldo.

Participando na categoria ‘Sustentabilidade e Inovação’, o projeto Ecopontos é um dos finalistas na modalidade, em reconhecimento ao desenvolvimento de um trabalho com diversas ações transversais de estímulo à sustentabilidade e à economia circular, garantindo à população um espaço adequado para a destinação ambientalmente adequada de todos os resíduos que podem ser reciclados ou reutilizados, o que possibilita, a partir disto, a imediata eliminação de pontos de descarte irregular, os chamados lixões. Hoje, com 11 Ecopontos em funcionamento, cerca de 380 mil moradores são diretamente beneficiados pelos equipamentos, em mais de 100 bairros de São Luís.

Já a Feirinha São Luís, que ocorre aos domingos na Praça Benedito Leite, concorre na categoria ‘Inclusão Produtiva e Apoio ao Microempreendedor Individual’, como uma das grandes ações executadas pela Prefeitura de São Luís de estímulo à produção local, à economia criativa, ao fortalecimento da cultura, das artes, do turismo e da gastronomia regional. Em pouco mais de um ano de implantação, a Feirinha já recebeu cerca de 315 mil pessoas que já movimentaram um capital circulante de quase R$ 16 milhões, além de gerar renda nos mais de 120 pontos de comercialização dentro e no entorno da praça.

Prefeito vistoria obras do Museu da Gastronomia

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), realizou na manhã desta terça-feira (23) uma vistoria nas obras do Museu da Gastronomia Maranhense, no sobrado localizado na rua da Estrela, no Centro Histórico de São Luís.

O prédio centenário, que vai abrigar o museu, passa por uma ampla reforma, realizada pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico em parceria com a Prefeitura Municipal. O Museu da Gastronomia será um equipamento turístico que pretende promover a herança cultural da gastronomia regional e incrementar o setor de alimentos e bebidas da cidade, na perspectiva de estímulo à geração de trabalho e renda.

“Mais um importante projeto para nossa capital. Nós estamos hoje vistoriando as obras do museu da gastronomia, um importante instrumento, previsto para ser inaugurado em novembro. Um espaço para que as pessoas que moram em São Luís e os turistas terão oportunidade de conhecer um pouco da nossa culinária”, disse o Prefeito Edivaldo.

O imóvel está situado em área de 780m², inscrito como Patrimônio Mundial pela UNESCO, possui quatro pavimentos: térreo, primeiro piso, segundo piso e terceiro piso pavimentos. Além de espaço para Exposição Cultural e Café Literário para Eventos, o local vai sediar o Centro de Capacitação em Gastronomia e Capacitação Profissional.

“Aqui também teremos formação com curso de capacitação. O maior investimento que já se viu na história da cidade, no nosso centro histórico, sendo realizado pelo Iphan, em parceria com a Prefeitura de São Luís, com grandes obras que estão revitalizando toda área central” ressaltou o prefeito.

Prefeito Edivaldo garante mais investimento em paisagismo e áreas verdes

O prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (PDT) tem investido no paisagismo e áreas de lazer na capital. São realizadas transformações de cenários em espaços públicos e em locais ajardinados atraindo famílias que podem usufruir de logradouros plenamente recuperados.

Durante os últimos cinco anos de trabalho, as intervenções realizadaa através do “São Luís Cidade Jardim”, programa implantado na gestão do prefeito Edivaldo e coordenado pelo Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), já contemplaram diversas praças, avenidas, canteiros centrais, rotatórias, áreas de vivência, pontos turísticos, entre outros.

As praças do Centro Histórico estão incluídas no programa, como a Benedito Leite, onde mais de cinco mil mudas foram plantadas para recuperar integralmente o ajardinamento da área, além do plantio de mudas de palmeiras imperiais, e outras espécies.

Praça Pedro II

A Praça Dom Pedro II, bem no coração do Centro Histórico, é outro equipamento que ganhou novas palmeiras imperiais, grama esmeralda e ornamento com flores de várias espécies.

As intervenções nas praças Deodoro e Pantheon, feitas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com a Prefeitura de São Luís, estão bastante adiantadas e em breve serão entregues à população.

A Praça do Pescador também ganhou cara nova com projeto de restauração e revitalização paisagística.

Praça do Pescador

Outro logradouro que passou a ser referência na política de paisagismo da cidade, é a Praça Dom Pedro II.

“O prefeito Edivaldo foi extremamente assertivo quando, além de toda a gama de serviços oferecidos, também trouxe para perto a comunidade por meio da formação dos comitês. Pois são os moradores que, de forma direta, colaboram no dia a dia, com a observação permanente dos logradouros e também criam atividades para que os espaços sejam habitados pelas famílias e com isso bane desses espaços a violência e a criminalidade”, disse.

Atualmente existem cerca de 30 Comitês Gestores de Preservação Permanente, regulamentados pela Prefeitura de São Luís. A comunidade do Cohatrac foi a que formatou o primeiro comitê modelo que atua na preservação e manutenção da praça considerada o maior centro paisagístico da região. Também existem comitês em funcionamento nas áreas da Cohab, Forquilha, Anil, Cohab/Anil, Rio Anil, Vinhais, Cohama, Centro, Ipase e Anjo da Guarda.

Prefeitura de São Luís reduz em mais de 60% casos de dengue, zika e chikungunya na capital

Com a intensificação das medidas preventivas no trabalho de porta a porta, aliada às ações educativas junto à população, a Prefeitura de São Luís registrou uma redução de aproximadamente 60% no número de casos de dengue e 68% de zika vírus e chikungunya, notificados na capital. Os dados foram observados entre janeiro a setembro deste ano e comparados com o mesmo período do ano passado. As ações seguem a orientação do prefeito Edivaldo e são realizadas de forma articulada e integrada, envolvendo as áreas da saúde, limpeza pública, educação e meio ambiente.

Como forma de valorizar ainda mais o trabalho dos agentes de endemias, profissionais indispensáveis ao combate às arboviroses, o prefeito Edivaldo entregou, semana passada, novos kits contendo uniformes e equipamentos individuais de trabalho para estes profissionais. A iniciativa visa promover ainda mais qualidade ao serviço que a Prefeitura de São Luís oferta à população. Os kits são compostos por bolsa, calças, camisas, bota, boné, repelentes e protetor solar.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, a queda na incidência da doença na capital resulta do trabalho diligente que vem sendo executado pela gestão do prefeito Edivaldo em toda a cidade, para reduzir a proliferação do mosquito Aedes aegypti e combater as doenças.

“A queda dos casos de dengue, zika vírus e chikungunya em São Luís mostra que a gestão do prefeito Edivaldo conseguiu uma evolução muito positiva no combate à proliferação do mosquito, com ações de enfrentamento diretamente na base do problema, desenvolvendo adequadamente os serviços de limpeza pública, incentivando o descarte adequado de lixo, conscientizando a população para fazer a sua parte, realizando campanhas educativas nas nossas escolas, nas comunidades, entre muitas outras ações visando reduzir os focos do Aedes aegypti e, consequentemente, os casos das doenças acometidas pela picada do mosquito”, observou Lula Fylho.

O levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), por meio da Coordenação do Programa de Combate às Arboviroses, aponta que de janeiro a setembro deste ano foram notificados 481 casos de dengue em São Luís, sendo que no mesmo período do ano passado o município registrou 1.220 casos da doença. A redução dos casos de chikungunya também foi significativa: 109 casos contra 348 notificações verificados no mesmo espaço de tempo do ano anterior. Já o número de notificações de pessoas com zika caiu de 277 notificações para 87 casos da doença na capital.

O coordenador do Programa Municipal de Combate às Arboviroses, Pedro Tavares, também atribui ao trabalho preventivo de porta a porta a redução da incidência de casos dessas doenças. Segundo ele, de janeiro a setembro deste ano foram visitados milhares de imóveis e inspecionados 991 pontos estratégicos, que são locais mais vulneráveis à criação do Aedes aegypti, como oficinas mecânicas, borracharias, sucatões, ferros velhos, garagens e cemitérios.