Carlos Brandão e o PSDB

Os últimos acontecimentos nacionais causaram alvoroço no Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). O presidente interino no partido, Tasso Jereissati Presidente interino do partido, Tasso Jereissati defendeu a decisão do Senado que devolveu a Aécio Neves seu mandato, mas sugeriu que o ex-presidenciável renuncie o posto de presidente da legenda em definitivo; “Precisamos de uma solução definitiva”, disse Jereissati. Já o partido divulgou uma nota oficial sobre a votação que devolveu o mandato a Aécio.

Aqui no Maranhão, o vice governador do estado, Carlos Brandão, que é presidente estadual do PSDB, disse que se mantem “observador do cenário” e não emitiu posicionamento sobre o caso Aécio Neves. Brandão deve disputar a nova presidência do PSDB no Maranhão com o recém filiado Roberto Rocha.

O vice governador foi recolocado à frente da legenda estadual há 2 meses em convenção do partido e agora deve voltar a disputar a presidência. É que momento hoje é de redefinição do PSDB em todo país com as novas Convenções Municipais, Estadual (que ocorre no dia 11 de novembro) e por fim com a Nacional (9 de dezembro). Como Tasso Jereissati classifica de “renovação da sigla” e em que vão ser definidos novos programa e estatuto da legenda.

 

NOTA OFICIAL

A posição da bancada do PSDB do Senado Federal , na votação sobre as medidas cautelares aplicadas pela Primeira Turma do STF contra o senador Aécio Neves, deve-se única e exclusivamente à nossa convicção de que todo e qualquer cidadão tem direito à ampla defesa e ao contraditório, princípios básicos do Estado Democrático de Direito.

Nossa decisão não implica de forma nenhuma em um juízo de valor sobre as atitudes do senador Aécio e muito menos pode ser entendida como parte de qualquer acordo relacionado à votação da denúncia contra o presidente da República na Câmara dos Deputados.

O PSDB reafirma seu compromisso contra a impunidade, defendendo a ampla investigação de toda e qualquer denúncia devidamente fundamentada contra quem quer que seja, inclusive membros do partido, assegurados todos os direitos e garantias processuais, corolários da igualdade de todos perante a lei.

Executiva Nacional do PSDB

Roberto Rocha já está no PSDB

O senador Roberto Rocha se filiou, na tarde desta quarta feira (04), ao PSDB em cerimônia ocorrida no seu gabinete, em Brasília. O novo peesedebista saiu do PSB e retorna ao PSDB depois de seis anos, com a intenção de concorrer às eleições de 2018 como candidato ao governo do Maranhão.

Rocha também deve assumir a presidência estadual do partido. Esta já é uma decisão a ser tomada a partir da movimentação das peças dentro da legenda… é que a chegada do senador à sigla torna desconfortável a presença de filiados.

Senador Roberto Rocha assina filiação ao PSDB

O PSDB, atualmente, faz parte da base do governo de Flávio Dino (PC do B), e com o fim da aliança com Rocha em 2015, parte dos tucanos deve sair em debandada do partido, como o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista e vice-governador do Maranhão Carlos Brandão.