Rodoviários de volta com movimento grevista, mas sem informar como vão ser as ações

Foto: Ascom Sindicato dos Rodoviários

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão decidiu retomar o movimento de greve da categoria para pressionar a classe patronal a negociar a nova Convenção Coletiva de Trabalho. A decisão foi tomada depois da realização de duas Assembléias realizadas nesta quarta-feira (28) com a categoria.

A decisão também foi de manter as ações grevistas sem divulgação, ou seja, caso haja paralisações e redução de circulação da frota, a população não será avisada com antecedência.

O sindicato deixou claro que a intenção do movimento, não é causar transtornos a população, mas sim, reivindicar pela garantia de direitos dos trabalhadores, que, segundo a categoria, está sendo ameaçada pelos empresários.

O impasse entre trabalhadores e patrões segue desde setembro, sem uma definição. Os empresários não sinalizam reajuste nos salários e apontam a possibilidade de acabar com a função de cobrador.

“A Convenção Coletiva de Trabalho, que garante os direitos dos Rodoviários, deveria ter sido negociada desde setembro, o que ainda não ocorreu. A decisão dos trabalhadores é clara. A categoria rejeita a atual contraproposta dos patrões. É pela defesa das conquistas dos Rodoviários e principalmente, pela permanência da função de cobrador, que estamos retomando o movimento grevista, que por enquanto, será mantido em sigilo, sendo amplamente divulgado, quando tudo estiver definido”, ressalta Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do MA.

Uber lança serviço para rivalizar com empresas de ônibus

Na última semana o Uber voltou a ser discutido na Câmara de vereadores de São Luís em sessão que entrou em votação o projeto de lei que trata da regulamentação de serviços como Uber e app 99. A votação foi até adiada depois de pedido de vistas coletivo.

Enquanto existe uma luta difícil para regulamentação do serviço Uber aqui, lá nos Estados Unidos uma nova modalidade foi lançada hoje (21), é o Uber Express Pool que vai funcionar em oito cidades Boston, San Francisco, Los Angeles, Washington (DC), Miami, Denver, Philadelphia e San Diego. Além de poupar tempo de ambos os lados, pois o passageiro caminhará algumas quadras até um ponto para facilitar o embarque e com isso reduzirá o trajeto do motorista, o Uber Express Pool promete também diminuir o custo da corrida.

Em suma, a novidade da Uber que estreia oficialmente nos Estados Unidos transforma a companhia de vez em uma empresa de transporte coletivo. Claro que veículos particulares costumam ter no máximo quatro vagas para passageiros, mas a disputa com o transporte público convencional será ainda mais acirrada.

A companhia afirma que os preços da nova modalidade chegam a ser 50% menores do que no Uber Pool (as conhecidas viagens coletivas) e até 75% menores do que no UberX, a modalidade mais em conta para viagens individuais no serviço, ou seja, mais um elemento que reforça a ideia de disputa com metrô e ônibus em grandes cidades.