Sessão da Assembleia Legislativa hoje…

 

O deputado estadual Othelino Neto repercutiu, na sessão da Assembleia Legislativa de hoje (19), a entrega de motoniveladoras a municípios maranhenses. Foram entregues 18 motoniveladoras que vão ajudar na abertura e manutenção de estradas nos municípios do Maranhão.

 

Durante a solenidade o líder do Governo na Assembleia, deputado Rogério Cafeteira, rebateu insinuações feitas pela oposição, sobre a renegociação de contratos do BNDES e lançou desafio para que o deputado Adriano Sarney provasse as acusações.

Cafeteira lembrou que o deputado Adriano  acusou o governador Flávio Dino de ser mal pagador, por ter aderido a uma proposta do Governo Federal que concede benefícios aos estado brasileiros, ofertando-lhes carência para pagamento de contratos com o BNDES.

O parlamentar destacou que o montante de um bilhão quatrocentos e trinta e três milhões, que pode ser renegociado, foi captado em 2010 e 2013, sendo utilizado em sua totalidade na gestão anterior.

O líder governista se disse surpreso pelo fato de o deputado oposicionista atacar um programa ofertado pelo governo que ele e sua família fazem parte, do presidente Michel Temer. “Esse mesmo deputado que aqui faz parte da bancada temista, na Assembleia, cujo pai é ministro desse Governo e toda sua família defensora, agora critica afirmando que essa possibilidade de carência de renegociação da dívida é péssima, vai endividar os estados, vai sacrificar os estados. Ele está fazendo uma crítica não ao governador, ele está fazendo uma crítica ao governo federal que ele apoiou e apoia, tanto no golpe quanto na administração”, destacou.

Rogerio Cafeteira analisou que caso o presidente Michel Temer tome conhecimento das críticas de seu aliado, o deputado Adriano Sarney, deverá ficar insatisfeito, visto que esse é um benefício que ele concedeu aos estados diante da crise econômica que o país passa.

PRAZO

O deputado Rogério Cafeteira concedeu um prazo de até a próxima segunda-feira (23), para que o deputado Adriano Sarney estudasse o assunto e provasse as acusações feitas de que o governador teria utilizado os recursos contemplados na renegociação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *