Menina Ada vai passar por cirurgia e Plano de saúde afirma que só foi possível depois de melhoras

Terminou o impasse do caso da menina Ada Valentina, de 2 anos e 11 meses, que precisava, com urgência, de uma cirurgia para implantação de um aparelho que previne irregularidades elétricas. A cirurgia vai ser feita na tarde de hoje (23), em São Luís, no Hopital Guarás.

O plano de Saúde teria negado a cirurgia alegando impossibilidade médica devido ao estado de saúde delicado da criança e teria afirmado que este tipo de procedimento deveria ser feito em Fortaleza (CE). A menina Ada sofre de epilepsia refratária e está internada no hospital desde o dia 13 deste mês, com crises constantes de convulsão. Reveja o caso aqui.

A assessoria de imprensa do Hapvida enviou nota informando que foram feitos exames comprovando a melhora da criança e, portanto, a abertura de possibilidade de realização da cirurgia.

NOTA À IMPRENSA

Nossa missão é salvar vidas e pra isso seguimos todas as normas de segurança para a realização do procedimento cirúrgico na paciente Ada Valentina Santos Caldas. A operadora informa que o quadro clínico da criança apresentou evolução, com sinais de estabilização dos sintomas.

Portanto, com base nas duas últimas avaliações clínicas, elaboradas na tarde desta quinta-feira (22) e na manhã desta sexta (23) pela médica neurologista que acompanha Ada Valentina, em conformidade com o corpo médico da empresa, a paciente já tem condições de ser submetida à cirurgia necessária e recomendada pelos especialistas que a assistem.

O aparelho e equipamentos, fornecidos integralmente pela operadora, sem qualquer custo à família da paciente, já estão em São Luís. As primeiras medidas para a realização da cirurgia foram tomadas e o procedimento deve ser iniciado às 14h30, desta sexta-feira.

A empresa reitera o compromisso com a missão que a norteia. Nos solidarizamos com a delicadeza do momento e com a angústia da família e reforçamos que estamos à disposição para oferecer todo o apoio e a assistência que a paciente e a família precisem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *