Pré-candidatos de oposição ao governo e as pré-campanhas

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) vai iniciar na quinta-feira (08) visitas e reuniões para reafirmar sua pré-candidatura ao governo do estado.

Uma agenda com programações em cerca de 30 municípios já circula nos blogs e redes sociais dando conta dos destinos do que vem sendo chamado de “Caravana da Guerreira”. Os encontros com políticos e lideranças políticas estão previstos para iniciar na quinta (08) na cidade de Santa Inês e encerrar no sábado (17) na cidade de Peritoró.

O senador e pré-candidato ao governo do estado, Roberto Rocha (PSDB), ainda não deu início às suas andanças pelo Maranhão como postulante ao governo, mas fez um giro rápido em algumas cidades do interior na sexta-feira (02) e no sábado (03).

Rocha entregou equipamentos agrícolas e veículos adquiridos através de emendas individuais da autoria do Senador. As visitas foram feitas às cidades de Arari, Igarapé do Meio e Matinha.

O deputado estadual e pré-candidato ao governo, Eduardo Braide (PMN), por enquanto traça o caminho que deve percorrer nos próximos meses. Por enquanto apenas participa de reuniões como a que teve na sexta-feira com o deputado federal e pré-candidato ao Senado, José Reinaldo Tavares (sem partido). –  Inclusive vou fazer um parêntese sobre a discussão em torno da filiação de Tavares do DEM. É ventilado nos bastidores que o ex-governador pode filiar-se ao partido no dia 10 de março. Mas o deputado estadual, Rogério Cafeteria (PSB) publicou hoje no Twitter um texto insinuando sua filiação ao DEM junto com Felipe Camarão o que pode inviabilizar a ida de Tavares ao partido. – Eduardo Braide pode, inclusive, não sair candidato ao governo… tudo ainda está no campo das negociações.

A ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (podemos),       também não deu início peregrinação política pelos municípios maranhenses. O momento é de reafirmar alianças e buscar novos apoios.

Os partidos mais ligados a movimentos populares, tipo PSTU e PCO ainda não definiram prováveis nomes de pré-candidaturas

Estamos há 8 meses das eleições de outubro… todo o cenário pode mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *