Deputados repudiam agressão de assessor parlamentar contra Manuela d’Ávila

Em tempos de desabafos virtuais, os limites do bom senso muitas vezes são estrapolados.

Um assessor de deputado estadual usou as redes sociais para reclamar de uma viagem que vai ser feita pela deputada estadual Manuela d’Ávila (PCdoB). A presidenciável segue para o Uruguai onde vai denunciar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ato de perseguição política. O assessor questiona a ausência da parlamentar no legislativo e comete sérios excessos…

Hoje (11) deputados estaduais usaram a tribuna para repudiar a atitude do assessor parlamentar. A deputada Francisca Primo criticou a postagem do assessor e destacou a Lei Maria da Penha “Eu quero alertar e deixar o meu repúdio a algo que já é sabido por todos, discriminação é crime e amparado pela Lei Maria da Penha e pelo Código Penal. No dia 09 de abril, deste ano, às 19h39, um senhor publicou na sua rede social a seguinte frase: “Muito ridícula essa mulherzinha, tenho nojo dessa vaca”. Essa frase foi direcionada à Deputada Manuela D’Ávila, pré-candidata à Presidência, pelo PCdoB”, disse a deputada.

O deputado Marco Aurélio foi o segundo à usar a tribuna, “Eu quero me solidarizar com a fala da Deputada Francisca Primo, quando coloca o seu repúdio a uma publicação de uma pessoa que se diz professor e faz uma publicação preconceituosa, e não é a uma pessoa. Essa postura certamente se dispõe a todas as mulheres. Usa palavras de ofensa, usa palavras que minimizam, usa palavras que humilham”, criticou Marco Aurélio.

O presidente da Assembleia Othelino Neto também se manifestou. “Foi postagem infeliz, agressiva, preconceituosa e que, dependente de coloração partidária, merece o repúdio de todos nós”.

O assessor até chega a mudar o texto após ser bombardeado na rede social.

É bom não esquecer: “virtual” não significa escuro, obscuro ou terra de ninguém.

As leis que vigoram no mundo real, também são impostas por lá. Todo cuidado é pouco… agressão virtual também é crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.