Obras na Forquilha e em outros bairros evitaram colapso do trânsito na ilha durante chuva recorde

A pior chuva em 48 anos que caiu sobre São Luís neste fim de semana levou transtornos para a população, mas poderia ter sido muito pior. Sem algumas obras feitas nos últimos anos na Grande Ilha, o trânsito teria entrado em colapso.

Desde 1971, a capital maranhense não tinha tanta um dia tão chuvoso como no sábado para domingo, de acordo com o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia).

Entre 9h de sábado (23) e 9h de domingo (24), choveu metade do esperado para todo o mês de março.

Essa chuva recorde levou lentidão ao trânsito e alagou pontos da Grande Ilha, mas não provocou colapso nas cidades. O motivo são obras como a feita na Forquilha, que acabou não só com os congestionamentos históricos, mas também com os alagamentos rotineiros na região.

Lá foi feita a chamada drenagem profunda, para impedir que a água ficasse acumulada na superfície. Não dá para ver, mas são 5 quilômetros de drenagem sob o asfalto.

Outras obras importantes para evitar o colapso foram feitas nas MAs que cortam a Ilha. Ou na Estrada da Mata, que também passou por drenagem.

Além disso, o Mais Asfalto produziu impacto na circulação de pessoas e carros. Ruas que acumulavam barro foram pavimentadas, ajudando na mobilidade e evitando que moradores ficassem ilhados.

1 pensou em “Obras na Forquilha e em outros bairros evitaram colapso do trânsito na ilha durante chuva recorde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *