Prefeito Edivaldo Holanda Junior eleva índices educacionais com investimentos na rede de ensino

Em tempos de um cenário de ideias e discussões comumente polarizadas, o investimento na Educação tem de se manter como um ponto de concordância que desponta no país, nos estados e nos municípios. Porém, mais do que aplicar a verba na área, o que já tem sido um desafio por causa das recorrentes quedas dos repasses federais, é preciso ter estratégias bem elaboradas e definidas para que as ações realmente proporcionem o resultado esperado. Em São Luís, desde quando assumi a Prefeitura, a área vem sendo tratada como prioridade, e o proveito disso é mostrado por meio das avaliações de desempenho dos estudantes da rede municipal de ensino, com o avanço nos índices de proficiência dos quesitos analisados pelo Sistema Municipal de Avaliação Educacional de São Luís (Simae).

Com o sistema de avaliação criado na nossa gestão, a educação municipal faz o seu ciclo completo, não somente com os investimentos diretamente no ensino, mas também criando o mecanismo que permite ao gestor escolar e ao professor as ferramentas para diagnóstico capaz de apontar os avanços e o que ainda precisa ser reajustado. A análise é feita testando habilidades do aluno de ler informações em tabelas, resolver problemas, interpretar gráficos, localizar uma informação no texto, entre outras.

Os primeiros resultados, referentes ao ano de 2018, já mostram uma evolução animadora. O progresso no nível de proficiência média em língua portuguesa-leitura, numa escala de zero a mil pontos – escala própria de alfabetização formulada pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed) -, o 1º ano, por exemplo, teve um crescimento de 471.3, em 2017, para 511.2. Já o 2º ano passou de 524.4 para 582.8, e o 3º ano cresceu de 572.5 para 623.4. A proficiência em língua portuguesa das séries de 5º ao 9º anos também apresentou resultados positivos. Considerando uma escala de zero a 500 pontos, o 5º ano subiu de 168.0 para 186.0; a 7ª série passou de 195.6 para 206.1; e o 9º ano saiu de 224.7 para 235.5.

Ainda há muito para ser feito, mas os resultados positivos já comprovam que a educação da rede pública municipal está no caminho certo, traduzindo todo o esforço que a Prefeitura de São Luís tem feito em todas as vertentes. São ações como a ampliação do quadro docente. Na sexta-feira (29), por exemplo, assinei a autorização para convocação de mais 268 professores, 30 cuidadores da Educação Especial e 10 monitores do transporte escolar aprovados no concurso público da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O reforço de profissionais além de contribuir para a continuidade na melhoria do ensino e fortalecimento da rede, também oferece novas oportunidades de trabalho na cidade.

A formação continuada dos professores é outra ação da gestão para garantir o melhor processo de ensino e aprendizagem. Em capacitações, os professores são estimulados, por exemplo, a desenvolver a didática na perspectiva criativa e o uso de novos recursos em sala de aula, como os kits pedagógicos do programa Protegendo Sonhos entregues nessa semana para a qualificação da leitura, escrita e matemática em escolas. A qualificação para a Educação Especial é mais um diferencial que a rede municipal oferece, proporcionando oportunidade de aprendizado também para as crianças com alguma deficiência.

A avaliação dos estudantes por meio do Simae, a ampliação do quadro de profissionais, a formação permanente destes, a reforma de mais de 160 unidades de ensino, a modernização das escolas com equipamentos de informática e instalação de internet, entre outras ações que integram o nosso programa Educar Mais, mostram o que os investimentos estão sendo feitos com responsabilidade e compromisso. E o resultado não poderia ser outro. A educação está em curva ascendente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *