Bolsonaro procura partido para plano B e pode frustrar candidatos maranhenses

Recentemente foi ventilada a possibilidade do deputado estadual e pré-candidato a prefeitura de São Luís, Wellington do Curso (PSDB) trocar de partido para viabilizar deu nome para disputa eleitoral em outubro. A especulação é que ele trocasse o PSDB pelo ainda embrião Aliança pelo Brasil do presidente Jair Bolsonaro.

Isso porque o senador e líder do PSDB no Maranhão, Roberto Rocha, divulgou nota falando do apoio ao pré-candidato à prefeitura de São Luís Eduardo Braide, o que provoca o fim dos planos de Wellington. O problema é que ele vai precisar mirar para outro lado,já que nem Bolsonaro acredita na certeza da validação de seu partido para a disputa das eleições 2020.

Segundo o site Congresso em Foco, o presidente avalia escolher um partido já existente para abrigar membros de seu grupo político que queiram se candidatar nas eleições de 2020.

A legenda seria um “plano B” caso o Aliança pelo Brasil não seja oficializado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até abril, prazo máximo para um candidato estar filiado a uma legenda.

O assunto foi discutido em reunião nesta quarta-feira (22) com o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, e com o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *