Centro de vacinação, primeira crise de Eduardo Braide

Aglomeração na porta do Centro Municipal de Vacinação

A fila na porta do Centro Municipal de Vacinação, nesta quarta-feira (20), sinaliza que a decisão da prefeitura de São luís de concentrar a imunização em apenas um ponto foi no mínimo equivocada.

O Centro Municipal de Vacinação abriu oficialmente nesta terça-feira (19) para atender ao público-alvo da campanha municipal de imunização contra a Covid-19. Já na terça a falta de informação levou muitos desavisados ao Multicenter Sebrae em busca da vacinação.


O Ministério da Saúde, através do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis, recomenda em seu Informe Técnico da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 que a vacinação deve ser feita com equipes volantes “nos próprios serviços de saúde priorizados para a vacinação”, A medida evita, exatamente, estas cenas que têm sido registradas em frente ao Centro de Municipal de Vacinação, em São Luís.

A explicação dada para essa decisão de centralizar a vacina neste primeiro momento tem sido dada pela prefeitura reverberando a chegada de poucas doses vindas ao Maranhão, reduzindo a capacidade de imunização nesta primeira etapa, mas que em um segundo momento será revista a aplicação realizada apenas no Centro.

“O centro que montamos em São Luís é bem equipado, com capacidade de atender bem e de forma humanizada todos que vierem até ele. À medida que o ministério enviar mais doses da vacina vamos aumentando nossa capacidade de atendimento e avançando nas etapas do Plano Municipal de Vacinação sempre seguindo a diretriz do Ministério da Saúde”, informou o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *