Maranhão é o primeiro do Nordeste em geração de empregos, diz Caged

Com a admissão de 15.557 postos de trabalhos e um saldo de 3.629 empregos em março deste ano, o Maranhão apresentou a maior variação relativa no saldo de empregos do Nordeste. É o que afirma o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgado nesta quarta-feira (28), pelo Ministério da Economia.

Com variação de 0,72, o Maranhão ficou em primeiro lugar no ranking do Nordeste – em seguida, aparecem Bahia, com 0,57% (9.820 empregos gerados); Paraíba, 0,50%; e Rio Grande do Norte, com 0,48%.

De acordo com o Novo Caged, o emprego celetista no Brasil apresentou crescimento em março de 2021, registrando saldo de 184.140 postos de trabalho. Já no acumulado do ano de 2021, o saldo foi de 837.074 empregos.

Março de 2021 apresentou, também, saldo positivo em Serviços (+95.553 postos), Indústria Geral (+42.150 postos), Indústria de Transformação (+39.547 postos) e Construção (+25.020 postos), por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *