Flávio Dino oficializa filiação ao PSB

O governador do Maranhão, Flávio Dino, oficializou sua filiação ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), em cerimônia, nesta terça-feira (22), em Brasília, o . Em discurso, Dino destacou a união e falou em convergência de todos os partidos a favor da democracia e de um projeto de governo contra a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Minha vinda para o PSB é um encontro com este momento atual em que autenticamente se exige tanto da militância patriótica e socialista do Brasil (…) a nossa tarefa não é pequena, por mais absurdo que seja, o Bolsonaro será candidato a reeleição. Por sobre uma pilha de tragédias, nada de positivo a apresentar e obras não há. Derrotá-lo não é tarefa de poucos, não é tarefa de muitos, é de todos”, afirmou.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirmou que a vinda de Flávio Dino para o partido significa um reforço em defesa da luta da democracia. “Um reforço extraordinário nessa luta democrática que empreendemos junto aos partidos de oposição, de esquerda, e com todos os partidos democráticos do nosso país. Vocês, com a dimensão que tem, com a importância que tem e o que representam na política brasileira, estão dando valor também, ao ingressar ao Partido Socialista Brasileiro, a uma luta que já vem de muito tempo”, disse.

O governador do Maranhão é cotado para disputar o Senado nas Eleições 2022. No entanto, ainda é especulado possibilidade de ele compor, como vice, na chapa do ex-presidente Lula (PT), que disputará a Presidência da República em 2022.

PCdoB

Flávio Dino segue para o PSB após uma trajetória política de 15 anos no Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Em comunicado, agradeceu os anos de ‘militância’ e falou em gratidão fraterna pela convivência.

“Agradeço ao PCdoB a acolhida fraterna nesses 15 anos de militância. Diferenças que hoje temos, de estratégia e tática políticas, são menos importantes do que o meu reconhecimento ao papel histórico do partido na defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil”, disse Dino.

De 1987 a 1994, Flávio Dino foi filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). Em 2006, se filiou ao PCdoB e em 2014, foi eleito governador do Maranhão, sendo o primeiro filiado do PCdoB a governar um Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *