Barreiras interditadas prejudicam produtores

Gera preocupação entre agricultores, o fechamento de barreiras de fiscalização sanitárias em pontos estratégicos do Maranhão, principalmente nas fronteiras com outros estados.

As barreiras têm o intuito de combater o transporte clandestino de produtos de origem animal e vegetal, agrotóxicos e outras substâncias da agropecuária, via rodoviária, além de impedir que adentrem o Estado sem o devido controle de qualidade ou procedência confirmada.

Os envolvidos temem que algumas ameaças circulem livremente no Maranhão com o fim das fiscalizações, como a mosca-negra-dos-citros e mosca-da-carambola, que já estão no Maranhão vindas do estado do Amapá e que são um perigo para as culturas, além da ferrugem asiática, que entrou através de mudas de sementes de sojas no Sul do Maranhão.

Audiência pública está sendo organizada na Assembleia Legislativa do Maranhão e contará com a participação da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged) para que o fechamento dessas barreiras seja discutido e que soluções para ampliar a fiscalização sejam encontradas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.