Polícia Federal investiga poluição por esgotos nas praias de São Luís

O lançamento de um esgoto, sem tratamento, diretamente no mar, na região da foz do Rio Pimenta, nas praias do Caolho, Calhau e Olho D´Água, em São Luís, no último final de semana, começou a ser investigado pelo Ministério Público Federal (MPF). Os promotores pediram à Polícia Federal (PF) que realize, com urgência, diligências para apurar possível crime de poluição e instaure inquérito policial para determinar suas causas e identificar os responsáveis.

A poluição chamada de ‘língua negra’, pode ter ocorrido, supostamente, a partir do vazamento de equipamentos públicos administrados pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema).

Se for confirmado, o caso será caracterizado como descumprimento de decisão liminar da 8ª Vara da Justiça Federal no Maranhão. Em abril deste ano, a pedido do MPF, liminar obrigou a Caema a interromper o lançamento de esgoto não tratado nos rios e praias de São Luís e a consertar seu maquinário defeituoso.

Em nota, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) disse, em nota, que recebeu, na manhã de domingo (15), as primeiras denúncias sobre uma possível contaminação (língua negra) na Foz do Rio Pimenta, nas imediações da praia do Caolho.

Segundo a nota, ainda na manhã de domingo, a SEMA teria designado equipes do monitoramento e do Laboratório de Análises Ambientais para avaliar o perímetro e identificar as possíveis causas do ocorrido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.