Governo e Equatorial: acordo para baixar conta de luz

O Governo do Maranhão e a Equatorial Energia, que controla a distribuição de energia em todo o estado, assinaram nesta quarta-feira (1º) um termo de cooperação para busca ativa de potenciais beneficiários dos programas Tarifa Rural e Tarifa Social, que concede descontos escalonados na conta de luz.

Pelo acordo, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) disponibilizará sua base de dados para que a Equatorial cruze as informações com seus cadastros, encontre novos consumidores que se enquadram no Tarifa Social, e repasse os nomes para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), que fará o contato com os futuros beneficiados, explicando como eles podem se cadastrar no programa.

Segundo Carlos Lula, secretário de Saúde, a cooperação é fundamental para permitir “um simples caminho inverso” no cadastro e o aumento do número de beneficiados. “Em vez da família procurar a Equatorial para ter acesso a Tarifa Social, a Equatorial, com base nos dados que a gente já tem no Sistema Único de Saúde, vai conseguir encontrar essas famílias que às vezes nem sabem que têm direito a esse tipo de desconto”, esclarece.

Em outra frente de trabalho, a distribuidora de energia desempenhará esforço conjunto com a Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima) e Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) para implementar medidas que visem cadastrar novos consumidores, tanto no Tarifa Social como no Tarifa Rural.

Levantamento da Equatorial aponta que o Maranhão possui 958 mil famílias no Tarifa Social, alcançando cerca de 5 milhões de pessoas, mas 229 mil ainda podem receber o benefício, sendo que 92 mil residem na zona rural. O cálculo é que, de modo geral, 240 famílias da zona rural podem receber algum tipo de desconto na conta de luz.

O presidente da Equatorial Energia, Sérvio Túlio, explica que o objetivo é colocar o Maranhão como o estado que tem o melhor índice de aproveitamento dos benefícios. “Trata-se de uma parceria público privado que busca ampliar a nossa base de cadastro de clientes que fazem jus à Tarifa Social de energia elétrica. Então, é um benefício que muitos maranhenses ainda têm direito e a gente precisa identificar quem são. E essa parceria vai permitir cada vez mais a gente atingir os números que permite colocar o Maranhão com o estado e a federação com o melhor índice de aproveitamento deste indicador”, completou.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.