Falecimento do jornalista Cunha Santos

O jornalista e poeta Cunha Santos, faleceu nesta quarta-feira (20). Ele sentiu-se mal em casa, na noite de terça-feira, sendo levado ao Hospital Socorrinho e após, transferido para a UPA do Vinhais, com insuficiência respiratória ocasionada por um edema pulmonar, segundo os médicos. Após duas paradas cardiácas, veio a falecer.

Cunha Santos nasceu em Codó, em 10 de novembro de 1952, Cunha Santos é hoje reconhecido como um dos mais importantes e expressivos autores contemporâneos do Maranhão. Filho de Durval Cunha Santos e Josefina Alvin de Medeiros -, J.M. Cunha Santos herdou deles a sensibilidade com as questões sociais.

Cunha Santos trabalhou por várias décadas no Jornal Pequeno. Na carreira de poeta e escritor, deixa sua marca no segmento maranhense com diversos livros publicados. Entre estes, “Meu Calendário em Pedaços” – seu primeiro livro; “O Esparadrapo de Março”, “A Madrugada dos Alcoólatras”, “Paquito, o Anjo Doido”, “A Comunidade Rubra” e “Odisséia dos Pivetes”. Cunha Santos estava escrevendo mais um livro, intitulado “Terceiro Testamento”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.