Josimar de Maranhãozinho investigado por supostas fraudes licitatórias

O Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão realiza, nesta quarta-feira (6), a operação Maranhão Nostrum, com apoio da Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), Centro Tático Aéreo (CTA) e diversas outras unidades.

A operação apura possíveis fraudes em processos licitatórios para contratação da empresa Águia Farma Distribuidora de Medicamentos Ltda. A atuação da empresa abrange os municípios maranhenses de Araguanã, Carutapera, Centro do Guilherme, Maranhãozinho, Pedro do Rosário e Zé Doca. As fraudes teriam ocorrido entre os anos de 2014 a 2018, período no qual foram movimentados mais de R$ 159 milhões em contratos administrativos.

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho, compõe o quadro da empresa. Ele também é sócio de outra empresa, a Construtora Madry que, segundo a operação, teria recebido valores de outras empresas vencedoras de licitações.

Foram expedidos mais de sessenta mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca da Grande Ilha de São Luís, estão sendo cumpridos em 13 municípios do Maranhão (São Luís, Maranhãozinho, Zé Doca, Araguanã, Carutapera, Centro do Guilherme, Pedro do Rosário, Pinheiro, Santa Inês, Miranda do Norte, Presidente Médici, São José de Ribamar, Parnarama); e na cidade de Várzea Alegre, no estado do Ceará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.