Um ano de Pix e novas regras são lançadas

Nesta terça-feira (16), o Pix, sistema de pagamento instantâneo do Banco Central, completa um ano e ganha novas medidas de segurança. O Banco Central também estipulou que os bancos serão responsabilizados por “fraudes decorrentes de falhas nos seus próprios mecanismos de gerenciamento de riscos”.

Entre as novas medidas está o bloqueio preventivo de recursos, em caso de suspeita de fraude; notificações obrigatórias de transações rejeitadas; e devolução de valores pela instituição recebedora, em casos de fundada suspeita de fraude ou falha operacional.

O Pix possui quase 350 milhões de chaves cadastradas, sendo 334 milhões delas de pessoas físicas. Segundo o Banco Central, mais de 104 milhões de pessoas físicas já realizaram alguma transação pelo sistema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.