Eleições 2022: Exigências do PSB dificultam aliança com PT

Será bem difícil para o PT recuar da disputa pelo governo de São Paulo. O partido está analisando as exigências do PSB, para formação de uma chapa entre as duas legendas, com vistas às eleições 2022. A estratégia é unir o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Porém, esse impasse é um dos principais entraves na negociação.

A presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, frisou ser importante para a legenda, encabeçar a disputa pelo governo de São Paulo. O ex-ministro Fernando Hadad é o nome do partido para a corrida. Já, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, disse que petistas devem decidir se querem a chapa presidencial ou uma disputa com aliados nos Estados.

Além de São Paulo, o PSB quer ainda o apoio petista para lançar candidato aos governos de Pernambuco, Rio de Janeiro, Espírito Santos e Rio Grande do Sul. O PT, por sua vez, diz que as negociações ainda estão no início e se esforçará para fazer as federações e compor chapa. Mas, “se não der, paciência”, alertou Gleisi Hoffmann.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.