Polícia Federal realiza operação contra pedofilia em São Luís e Raposa

A Policia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão, na manhã desta segunda-feira (6), nas cidades de São Luís e Raposa, na região metropolitana. A operação Proteção Integral tem objetivo de reprimir crimes como produção, posse e compartilhamento de material contendo abuso sexual infantil, assim como estupro de vulnerável.

Um dos suspeitos foi identificado a partir de informações compartilhadas pela ONG NCMEC (Nacional Center for Missing and Exploited Children), responsável por analisar casos suspeitos de armazenamento/disseminação/divulgação de conteúdo de exploração sexual infantil, por meio de provedores como Facebook, Whatsapp, Google, etc.

Após representações da Polícia Federal, foram expedidos mandados de busca e apreensão pela Justiça Federal e Estadual em desfavor dos investigados, com a finalidade de apreender computadores, mídias e quaisquer outros materiais relacionados a abuso sexual infantil.

Um dos envolvidos é suspeito da prática dos crimes de armazenamento e compartilhamento de material contendo cenas de abuso sexual infantil. Se condenado, pode ter pena de até 10 anos de reclusão.

Já o outro, além de possuir arquivos com exploração sexual infantil, teria gravado os abusos por ele supostamente praticados e armazenado em seu celular, portanto teria praticado os crimes previstos nos artigos 240 e 241-B da Lei nº8.069/90, assim como estupro de vulnerável (artigo 217-A do Código Penal), podendo a pena chegar a 27 anos de prisão.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.