Bolsonaro procura partido para plano B e pode frustrar candidatos maranhenses

Recentemente foi ventilada a possibilidade do deputado estadual e pré-candidato a prefeitura de São Luís, Wellington do Curso (PSDB) trocar de partido para viabilizar deu nome para disputa eleitoral em outubro. A especulação é que ele trocasse o PSDB pelo ainda embrião Aliança pelo Brasil do presidente Jair Bolsonaro.

Isso porque o senador e líder do PSDB no Maranhão, Roberto Rocha, divulgou nota falando do apoio ao pré-candidato à prefeitura de São Luís Eduardo Braide, o que provoca o fim dos planos de Wellington. O problema é que ele vai precisar mirar para outro lado,já que nem Bolsonaro acredita na certeza da validação de seu partido para a disputa das eleições 2020.

Segundo o site Congresso em Foco, o presidente avalia escolher um partido já existente para abrigar membros de seu grupo político que queiram se candidatar nas eleições de 2020.

A legenda seria um “plano B” caso o Aliança pelo Brasil não seja oficializado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até abril, prazo máximo para um candidato estar filiado a uma legenda.

O assunto foi discutido em reunião nesta quarta-feira (22) com o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, e com o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

Timon é a cidade que tem gestão pública com maior transparência do Maranhão

Por Welliton Resende

Todos os municípios avaliados receberam entre 0 e 10 pontos, o que permite a geração de rankings. Assim, a EBT – Avaliação 360° revelou que 5 cidades (85% do total da amostra) tiveram nota acima de 7. Timon, Viana, Zé Doca, São Luís e Tutóia foram as cidades mais bem avaliadas pela CGU. No tocante às cidades de Açailândia, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Barreirinhas, Buriticupu, Caxias, Chapadinha, Codó, Coroatá, Grajáu, Imperatriz, Itapecuru Mirim, Paço do Lumiar, Pinheiro, Santa Inês, Santa Luzia, São José de Ribamar e Vargem Grande, que obtiveram nota inferior a 6 pontos, ainda há um caminho a ser percorrido para que as transparências públicas ativa e passiva possam ser efetivamente cumpridas.

Fonte:CGU

PSL vai fechar aliança com o DEM?

Depois que o ex-prefeito Tadeu Palácio descartou disputar novamente a prefeitura de São Luís, o ex-partido de presidente Jair Bolsonaro, o PSL, parece patinar na capital maranhense.

As articulações para viabilizar a legenda para as eleições de outubro avançam, e o partido já lança mão de novas possibilidades como apoiar um nome na corrida eleitoral e desistir de candidatura majoritária própria.

Ao lado do deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, Neto Evangelista (DEM), o presidente do partido no Maranhão Francisco Carvalho, sinaliza uma aliança.

De tão distante do grupo Dino, agora a sigla já não demonstra aversão ao pré-candidato.

É cedo para posicionamento de Flávio Dino na disputa de 2022

O colunista de política e diretor de redação  de O Imparcial, Raimundo Borges, comentou no Jornal da Band 1ª Edição (Band Maranhão) sobre a decisão do governador do Maranhão Flávio Dino (PCdB) de disputar ou não a presidência da República nas eleições de 2022.

Nos últimos dias vem sendo ventilada a informação de que Dino não deve concorrer mais à presidência, mas deve voltar os esforços para a vaga ao Senado. Borges avalia que ainda é precoce o cenário eleitoral, e afirmar que o Governador do Maranhão já desistiu da disputa não passa de especulação dos bastidores da política. Segundo Borges, Flávio Dino ainda tem tempo disponível para articular e garantir maior projeção nacional, para somente depois definir seus passos na disputa de 2022.

A análise de Raimundo Borges vai ao ar nesta quarta-feira (23), no Jornal Band Cidade, às 7h, quando ele também comenta sobre os últimos encontros de Flávio Dino com ex-presidentes da República e a abertura nacional com recortes dos outros pré-presidenciáveis.

Roberto Rocha descarta candidato próprio e Welington do Curso sustenta que vai disputar eleições

O senador Roberto Rocha (PSDB), presidente estadual do PSDB, divulgou uma nota, nesta terça-feira (21), sinalizando que vai levar o partido para a base de apoio da pré-candidatura a prefeito de São Luís do deputado federal Eduardo Braide (Podemos).

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, Wellington do Curso declarou que não vai desistir da disputa. “Caso não seja possível pelo PSDB, eu vou procurar outra legenda”, garantiu o parlamentar.

Márcio Jerry presta contas e ouve sugestões de moradores da zona rural de São Luís

Ao lado do vereador Astro de Ogum (PR), o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) participou, na tarde desta segunda-feira (20), de uma roda de conversa com mais de 100 lideranças da zona rural de São Luís. Além de prestar contas do mandato, o deputado necessidades da comunidade e sugestões de como o poder público poderia ajudar no desenvolvimento da região.

“Eu saio da reunião muito satisfeito com o resultado. Esses encontros sempre me deixam animado e, entre outros pontos, vou apresentar as demandas que competem ao Estado para o governador Flávio Dino. Na próxima semana vamos andar pelos povoados, encontrar temas mais importantes para atender o coletivo e acelerar o processo para que essas pessoas alcancem seus direitos”, afirmou Jerry.

O deputado também firmou compromisso em “retribuir a confiança” que recebeu dos eleitores da zona rural da capital “com trabalho”. “Nós vamos fazer essa itinerância, identificar os problemas, montar uma agenda de trabalhos com coordenação do vereador Astro de Ogum, para traduzir nosso mandato em serviço para a população. Tenho consciência que não vamos conseguir resolver todos os problemas, mas o critério da verdade é a prática. Vamos poder chegar numa próxima reunião e apresentar o que conseguimos alcançar, o que não conseguimos, e traçar metas para continuar avançando”, completou.

Mais um encontro entre Flávio Dino e Fernando Henrique Cardoso

O Governador Flávio Dino (PCdoB) se reuniu nesta segunda-feira (20) com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB)  e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

O encontro foi na Fundação Instituto Fernando Henrique Cardoso (iFHC), em São Paulo.

A reunião aumenta as especulações sobre a possível candidatura do governador do Maranhão a presidência da República.

E esta não é a primeira vez que Dino tem encontro com o ex-presidente. Na semana passada o comunista esteve com o ex-presidente Lula (PT) e também já esteve com o ex-presidente José Sarney.

As reuniões do governador do Maranhão com vários política articulados nacionalmente fazem parte das estratégias para vencer o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2022.

Sobre a reforma tributária ‘é o mesmo chassi, só muda a carroceria’, afirma Roberto Rocha

Os parlamentos só voltam plenamente ao funcionamento em fevereiro deste ano, mas já traçam prioridades para a volta do recesso. O senado estuda agilizar a reforma tributária e já colocar em votação em março. A declaração foi dada pelo senador Roberto Rocha (PSDB), indicado para presidir a comissão mista da reforma, ao G1.

“Não vejo dificuldade de, dentro um mês, fazermos um texto único e, em março, iniciar a votação na comissão. O Executivo vai enviar conteúdo também. Câmara e Senado têm textos semelhantes, é o mesmo chassi, só muda a carroceria.”

O debate sobre a matéria foi intenso no ano passado e deve ganhar fôlego agora em 2020, pois tem o apoio também de partidos da oposição.

Municípios do Maranhão com menos de 5 mil habitantes devem ser extintos este ano

O Ministro da Economia Paulo Guedes não descartou a proposta de extinguir os municípios com menos de 5 mil habitantes de todo país na PEC do Pacto Federativo.L, segundo a Folha. São 1.257 cidades com menos de 5 mil habitantes em todo país, 22% do total de 5.570 municípios brasileiros, onde vivem 2% da população (4.234.044 habitantes).

A proposta do Ministério é a fusão de municípios próximos, e segundo o levantamento da pasta de Guedes entre os 30 menores municípios, os gastos com prefeitos, secretários e vereadores é de R$ 20 milhões por ano.

Entre os municípios com menos de 5 mil habitantes e com arrecadação própria menor que 10% (IPTU/ITBI/ISS), no Maranhão, estão as cidades de Nova Iorque (1,30% de renda própria), São Pedro do Crentes (2,80% de renda própria), São Félix de Balsas (2,80% de renda própria) e Junco do Maranhão (0,40% de renda própria).

Entao… se a proposta de Guedes for pra frente, às quatro cidades do Maranhão serão extintas.