Inmet alerta para chuvas mais intensas nesta segunda-feira, 9

Chuvas intensas são previstas para esta segunda-feira (9), em parte do Maranhão, segundo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O órgão emitiu alerta laranja e amarelo para o estado.

O Inmet apontou que devem ser registradas chuvas intensas em alguns municípios maranhenses, incluindo os quatro que compõe a Grande Ilha de São Luís. O alerta laranja, com alto perigo de chuvas, deve se estender pelas áreas leste, norte e centro do Maranhão.

Devido ao alerta, podem ser registradas chuvas entre 30 a 60 milímetros por hora ou 50 e 100 milímetros por dia, além de ventos entre 60 a 100 km/h. Há risco de alagamentos, corte de energia elétrica, quedas de galhos de árvores e descargas elétricas.

O alerta amarelo deve compreender as áreas oeste, norte, leste e centro maranhense. Nestas regiões, há risco de ventos entre 40 a 60 km/h.

Inmet alerta para chuvas fortes no Maranhão

Neste sábado (16) e domingo (17), há previsão de chuvas entre 20 a 30 milímetros por hora, ou até 50 milímetros por dia, com ventos intensos, oscilando entre 40 a 60 km/h. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que emitiu um alerta amarelo de perigo potencial das chuvas, em parte das regiões norte, sul, centro e leste do Maranhão.

Municípios com histórico de alagamentos e  enchentes, a exemplo de Trizidela do Vale, Pedreiras e Imperatriz, estão sob monitoramento do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Um total de 32 cidades decretaram situação de emergência no estado.

Neste sábado (16), a previsão também é de sol com nuvens, períodos nublados e chuva a qualquer hora. A temperatura máxima pode chegar a 30° com chance de 90% de chuva.

Para o domingo (17), a previsão é de sol com algumas nuvens e chuva passageira durante o dia. A noite, o tempo fica mais firme e há chance de 90% de chuva. As temperaturas podem variar entre 24° e 30°.

Rios podem causar mais enchentes no Maranhão, alerta Ministério de Energia

O Ministério de Minas e Energia divulgou alerta sobre o nível de rios no Maranhão. Segundo o comunicado, emitido na quinta-feira (17), mais rios correm o risco de transbordar nos próximos dias. O motivo são as fortes chuvas.

Os especialistas apontam que entre março e abril é o período de chuvas mais intenso dos últimos vinte anos na região Sul do Maranhão. Da metade do mês de outubro até as primeiras duas semanas de março choveu mais que o dobro do previsto.

O rio Itapecuru já entrou na cota de inundação em Codó, e em estado de alerta em Caxias. Na bacia do Itapecuru, em Codó, o rio subiu de 4,7 metros para 6,9 metros, ultrapassando o nível de inundação, que é de 6,8 m na região. Já em Caxias, o rio apresentava 4,84 m de altura e passou para 5 metros.

Em Pedro do Rosário, a prefeitura decretou estado de calamidade pública, após as chuvas das últimas semanas. No município, o rio Pericumã transbordou e vários bairros estão alagados. Um trecho da MA-006, que dá acesso a outros municípios, está completamente alagado e isso impede o trânsito de moradores.

Em Balsas, a chuva no meio da tarde de ontem durou mais de uma hora e deixou muitas ruas alagadas e o trânsito ficou lento porque o rio Maravilha transbordou. A água chegou a poucos centímetros da ponte de madeira que dá acesso ao povoado Jenipapo. A enchente encobriu uma das cabeceiras da ponte e os moradores só conseguem atravessar de moto ou a pé.

Em outras regiões, como o bairro Nazaré, a ponte que leva ao centro de Balsas foi interditada depois que a força da chuva deixou a estrutura comprometida. Na zona rural, a colheita dos agricultores está comprometida porque o excesso de umidade do solo impede as máquinas de entrar nas lavouras. O transporte da safra também está prejudicado por causa das condições das estradas.