Jair Bolsonaro pode ser vacinado amanhã. Será? E será com a Coronavac?

O Palácio do Planalto sinalizou ao Ministério da Saúde, nesta sexta-feira (02), que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) será vacinado neste sábado, portanto amanhã.

Duas vacinas são usadas no Brasil para imunização contra o novo coronavírus, a AstraZeneca e a CoronaVac, e o que se viu muito foi o presidente renegando a vacina chinesa. Chegou a cancelar a compra do imunizante que estava sendo negociada pelo então ministro da Saúde Eduardo Pazuello e desmentiu até que a sua mãe teria sido vacinada com o imunizante da empresa Sinovac.

Pelo sim ou pelo não… Bolsonaro acabou fechando acordo com a empresa chinesa e atualmente milhares de brasileiros recebem a vacina. Tudo isso depois de uma séria discussão se teria ou não eficácia o imunizante, e por fim a Anvisa deu o amém da compra.

De acordo com a Valor Econômico, ninguém pode “cravar” como certa a vacinação do Presidente, que afirmou ontem que não será imunizado até que “o último brasileiro seja vacinado”. A partir deste sábado, podem ser vacinadas no Distrito Federal pessoas com mais de 66 anos, idade que o presidente completou há duas semanas.

Os técnicos da pasta foram orientados a organizar a aplicação mesmo sem a certeza da vacinação do presidente. A primeira dose da vacina contra a covid-19 pode ser feita no próprio Ministério da Saúde ou em um posto de saúde. O local ainda está sendo definido pelo Gabinete de Segurança.

Bom… Bolsonaro é polêmico até na hora de ser imunizado.

Flávio Dino vai entrar na justiça contra mais uma mentira contada por Bolsonaro

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) usou as redes sociais, neste domingo (28), para informar que vai entrar com nova ação contra Jair Bolsonaro (sem partido) por conta de mentiras contadas pelo presidente da República.
Bolsonaro divulgou uma lista, neste domingo, informando o repasse feito pelo governo federal para cada estado. O governador do Maranhão contestou os números referentes ao estado, em que o presidente afirma que teriam sido repassados R$ 36 milhões ao Maranhão.

Segundo Dino, o valor informado por Bolsonaro ultrapassaria até todo o orçamento do Maranhão em 2020. “A mentira federal sobre repasse de recursos ao Estado do Maranhão é tão absurda que o valor “informado” (R$ 36 bilhões) equivale quase ao DOBRO do orçamento do Estado em 2020. Vamos ter que, mais uma vez, entrar na Justiça por essa vergonhosa fake news”, escreveu o governador.