Onde está o erro? Moradores bloqueiam avenida em protesto

Avenida dos Africanos é bloqueada

Os moradores do bairro Coroado fecharam as duas vias da avenida dos Africanos nesta segunda-feira (2), em São Luís. A reclamação é quanto a demora na conclusão das obras de drenagem naquela região.

Segundo os moradores, o problema é durante o período chuvoso em que os alagamentos são constantes por conta do entupimento das galerias de escoamento de água de chuva.

O que fica é uma indagação ou duas. Primeiro: Prostesto por conta de alagamento em tempo de seca? Se as ruas estivessem com problemas por conta de fortes chuvas, até era justificável. Talvez o protesto tenha sido feito de forma adiantada para evitar que este “alagamento” realmente vire um grande transtorno. Segundo: é preciso fechar duas vias de uma avenida importante de São Luís e provocar um nó no trânsito para chamar atenção? Tem certas coisas….

A Prefeitura de São Luís enviou nota informando que o trabalho de desobstrução dos bueiros e galerias vem sendo feito com frequência correta. Sobre a drenagem, na semana passada foi feita uma etapa deste tipo de ação naquele local.

Ainda em nota a Prefeitura Municipal pede a contribuição dos moradores da região para evitar jogar lixo nos bueiros e galerias, pois é desta forma que ocorre uma considerável piora nos alagamentos… isso porque quando as galerias estão entupidas não tem para onde a água escorrer.

NOTA DA PREFEITURA DE SÃO LUÍS

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informa que realiza a desobstrução de galerias e bueiros de forma periódica no bairro do Coroado. Em relação aos serviços de drenagem, a Semosp comunica que, ainda na semana passada, foi retirada grande quantidade de resíduos das galerias pluviais do bairro, que obstruem o sistema, dificultando a passagem das águas.

A Secretaria ressalta ainda que a região já recebeu obras de drenagem profunda e que o cronograma de serviços está no prazo de execução, e pede a colaboração da população em evitar o descarte irregular nesses locais, mantendo assim o bom funcionamento da rede de drenagem.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *