Como o grupo Sarney deve movimentar-se para reverter o fraco desempenho em Imperatriz

A pesquisa de intenções de votos, divulgada nesta quarta-feira (13) pela TV Difusora, confirma o fraco desempenho do grupo Sarney na cidade de Imperatriz, segundo maior colégio eleitoral do Maranhão.

A pré-candidata ao governo do Maranhão, Roseana Sarney (MDB), aparece com apenas 9,6% na espontânea (sem que os nomes dos pretensos candidatos fossem revelado), e teve apenas 17,1% na estimulada (quando os nomes dos postulantes são apresentados). No quesito rejeição, Roseana foi rejeitada por mais da metade dos entrevistados, com 53,7%.

Situação parecida do irmão Sarney Filho (PV) que não aparece entre os dois escolhidos pelos entrevistados para representar o Maranhão no Senado, e ainda chega a ganhar o primeiro lugar entre os mais rejeitados para o Senado, com 37,3%. A pesquisa também questionou se o entrevistado “votaria em um candidato a Senador apoiado pela família Sarney”, mais da metade, 69%, disse não votar, apenas 0,8% tem dúvidas sobre a escolha.

O que vem sendo ventilado nos bastidores é que o grupo já pensa em escolher como vice-governador um nome da região Tocantina. O deputado federal Victor Mendes (PV), que faz parte do grupo, falou sobre o assunto em entrevista concedida à apresentadora Bianka Nogueira, do Jornal Maranhão Acontece, da TV Guará.

O parlamentar afirma que, na opinião dele, estrategicamente deveria ser um vice da região Tocantina, mas garantiu que nada foi definido.

“O nome do vice ainda é uma incógnita. A ex-governadora e pré-candidata Roseana Sarney ainda está em conversa com vários setores. Eu acredito que pela chapa ser bem consistente, este vice, na minha opinião pessoal, tem que vir do sul do Maranhão. Nós temos que, de forma estratégica prestigiar o sul do Maranhão, Imperatriz, essa região muito importante para o nosso estado. Mas, ainda está em construção, nós temos até as convenções para poder bater o martelo em relação a este nome”, disse o parlamentar.

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *