Dois candidatos ao Senado registram queixas-crimes na Polícia Federal, em São Luís

Os candidatos ao Senado Eliziane Gama (PPS) e Alexandre Almeida (PSDB) registraram ontem, terça-feira (18), queixas-crimes na superintendência da Polícia Federal, em São Luís. Os dois alegam serem vítimas de outros candidatos que disputam as eleições.
Eliziane denunciou supostos ataques espalhados em redes sociais e grupos de WhatsApp.
“Não vou tolerar ataques covardes e a divulgação de notícias falsas. Estão espalhando muitas mentiras e notícias falsas sobre mim, principalmente depois que passei a liderar as pesquisas para o Senado”, disparou a candidata.

Já o candidato pelo PSDB, Alexandre Almeida, resolveu registra uma queixa crime contra o empresário Edinho Lobão (MDB), candidato à primeiro suplente na chapa encabeçada pelo seu pai, o senador Edison Lobão (MDB).

Tudo começou depois de seu programa eleitoral acusar Lobão (pai) de ser investigado pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa e formação de quadrilha.
Edison Lobão Filho negou ter enviado mensagem de ameaça ao candidato tucano, em entrevista ao site do jornal O Imparcial. “Meu pai não tem nenhum processo, mas o senhor Alexandre Almeida, um candidato com 0% nas pesquisas, resolveu centrar [seu ataque] em quem é líder nas pesquisas. Eu fico muito triste. E em determinado momento escrevi para ele me explicar direitinho qual é essa técnica dele agredir meu pai”, disse o candidato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *