Malfeitos que condenaram Ricardo Murad ocorreram no governo Roseana

Os malfeitos que fizeram Ricardo Murad se tornar inelegível após decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) ocorreram no ano de 2012, quando ele era secretário de saúde do governo Roseana. A ex-governadora ainda não se pronunciou sobre a condenação do ex-braço direito da sua gestão.

Ricardo Murad utilizou a estrutura da Secretaria de Saúde do Estado para ajudar a eleger a sua esposa, Teresa Murad, prefeita de Coroatá. Foram destinados convênios eleitoreiros para o município durante a campanha de 2012, em claro abuso de poder político e econômico na ocasião.

Após ser condenado em primeira instância, o TRE manteve a decisão que tornou Ricardo inelegível para as eleições de 2018. Ele não poderá concorrer ao cargo de deputado federal em outubro.

Em vez de ajudar o amigo, Roseana preferiu ficar longe da confusão em que Ricardo Murad se meteu. Ela teria sido, inclusive, aconselhada a nem tocar no nome do ex-secretário e muito menos demonstrar apoio para não se queimar ainda mais neste início de campanha.

O problema para a oligarquia Sarney é que todo o Maranhão sabe da ligação entre Ricardo e Roseana. Desconfia-se, também, que ela teria sido conivente com os malfeitos de Murad à frente da Secretaria de Saúde, onde ele tinha carta branca para atuar.

Mesmo sem querer, Roseana não conseguiu afastar de si o desgaste da condenação de Ricardo Murad no TRE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *