“Escola Digna tirou Maranhão da lista dos piores colégios do Brasil”, diz ex-ministro da Educação

Entre 2004 e 2014, José Henrique Paim trabalhou no Ministério da Educação e recebia imagens de escolas de todo o Brasil. Fazia parte do acompanhamento que a pasta fazia nos prédios escolares. Entre todas as fotos, as que mais chamavam a atenção eram as do Maranhão. Porque eras as piores.

“Aqui era uma situação muito grave. Eu acompanhei esse processo todo quando eu estava no Ministério da Educação. Durante 11 anos, eu recebia fotos de vários Estados com a situação de carência de infraestrutura, e aqui era o pior estado”, conta Paim, que entre os cargos que ocupou, estava o de ministro.

Paim esteve em São Luís nesta quarta-feira (20) para o lançamento do Pacto Estadual pela Aprendizagem – um conjunto de ações para melhorar o ensino das escolas municipais.

Até 2014, o Maranhão era governado pela família Sarney. A partir de 2015, foi feito um novo ciclo na educação. O Escola Digna passou a construir e reformar escolas em todo o Estado.

“O Maranhão está no caminho certo porque está trabalhando, em primeiro lugar, na recuperação da estrutura física das escolas”, disse Paim.

“Eu tenho certeza que vamos lograr muito desse trabalho que está sendo realizado. E o Maranhão vai passar a ser uma referência positiva para a educação do Brasil, não tenho dúvidas. Saio daqui muito satisfeito com o que estamos vendo”, acrescentou o ex-ministro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *