Seleção de médicos brasileiros para substituir cubanos será ainda este mês, Maranhão precisará de 400

Até o final do ano, os médicos cubanos que atuam no Brasil pelo ‘Mais Médicos’ vão deixar o país, significa que, no Maranhão, serão menos 400 médicos atendendo pelo Programa. Para a substituição deles será realizada ainda neste mês de novembro a seleção dos médicos brasileiros. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (16) pelo Ministério da Saúde.

A decisão de deixar o Mais Médicos partiu do Ministério da Saúde Pública de Cuba, que anunciou na quarta-feira (14) que não fará mais parte do programa brasileiro por conta da declaração considerada ‘ameaçadora e depreciativa’ feita pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

A saída encontrada para a debandada de Cuba foi a realização emergencial de uma seleção de substituição dos médicos. Resta saber se os médicos brasileiros vão querer participar da seleção, haja vista que em 2013, segundo balanço do governo federal, apenas 11% das vagas oferecidas no primeiro edital foram preenchidas por médicos brasileiros.

“Entre os 1.575 municípios que possuem somente médico cubano do programa, 80% possuem menos de 20 mil habitantes. Dessa forma, a saída desses médicos sem a garantia de outros profissionais pode gerar a desassistência básica de saúde a mais de 28 milhões de pessoas”, diz a Confederação Nacional do Municípios.

De acordo com o Ministério da Saúde, a formulação do edital para substituição dos médicos cubanos será finalizada ainda nesta sexta, durante reunião com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

“O Ministério da Saúde realizará reunião com a Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) para a definição da saída dos médicos cubanos e entrada dos profissionais brasileiros que serão selecionados por edital. Será finalizada a proposta de edital para selecionar profissionais para as 8.332 vagas que serão deixadas pelos médicos cubanos”, informou a pasta.

“A seleção de profissionais brasileiros em primeira chamada do edital será realizada ainda no mês de novembro e o comparecimento aos municípios, imediatamente após a seleção”, completou o Ministério da Saúde.

É esperar para ver…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.