“Sairia candidato para derrotar o facista Bolsonaro”, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não necessariamente será o candidato do Partido dos Trabalhadores, mas, que se for necessário, disputa as eleições “para ganhar as eleições de um fascista que se chama Bolsonaro, um genocida, por ser o maior responsável pelo caos na pandemia”. Lula está elegível para disputar as eleições de 2022, após ter as condenações anuladas pelo Superior Tribunal Federal (STF).

Apesar da decisão do STF, ainda está em aberto se as quatro ações penais que miram Lula – do tríplex do Guarujá, do sitio de Atibaia e duas sobre o Instituto Lula – vão ser encaminhadas à Justiça Federal do Distrito Federal ou de São Paulo. O julgamento será na próxima quinta-feira, quando o plenário analisa ainda se a suspeição do ex-juiz federal Sérgio Moro vai ser arquivada ou não.

A suspeição de Moro é chave para o futuro da Lava Jato e de Lula. Os ministros vão decidir se as provas coletadas pelo ex-magistrado serão reaproveitadas ou não pelo futuro juiz que assumir os casos de Lula. Se for mantida a suspeição de Moro, as ações terão de voltar à estaca zero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *