Bolsonaro diz que Milton Ribeiro deve responder pelos próprios atos

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, preso nesta quarta-feira (22), deve responder “pelos atos dele”. Ribeiro é apontado pela pela Polícia Federal por suspeita de tráfico de influência no Ministério da Educação (MEC).

“Se tem prisão, é PF, é sinal que a PF está agindo. Que ele responda pelos atos dele. Peço a Deus que não tenha problema nenhum, mas se tem problema, a PF tá agindo, tá investigando, é sinal que eu não interfiro na PF, porque isso vai respingar em mim, obviamente”, disse Bolsonaro.

Além de Ribeiro, também foi preso o pastor Gilmar Silva dos Santos. Em março, um áudio obtido pela Folha revelou que o governo federal priorizava a liberação de recursos a prefeituras indicadas pelos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura Correia, que não têm cargos oficiais no MEC, mas atuavam como lobistas na pasta.

“Pelo o que estou sabendo, é aquela questão que ele estaria com uma conversa informal demais com algumas pessoas de confiança dele. Houve denúncia de que ele teria buscado prefeito, gente dele, para negociar, para liberar recursos, isso e aquilo”, afirmou.

Na gravação, Milton Ribeiro diz que isso atende a uma solicitação de Jair Bolsonaro. Após a divulgação do áudio, o prefeito do município de Luis Domingues (MA), Gilberto Braga (PSDB), disse que o pastor Arilton Moura solicitou R$ 15 mil antecipados para protocolar as demandas da cidade, além de um quilo de ouro.

Após a divulgação do áudio, Ribeiro foi pressionado a deixar o cargo, o que irritou Bolsonaro na época. Em transmissão ao vivo em março, o presidente chegou a dizer que colocaria “a cara inteira no fogo” pelo então ministro.

Coligações podem ter mais de um candidato ao Senado, diz TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por unanimidade, que partidos de uma mesma coligação podem lançar mais de um candidato ao Senado. É o caso da chapa PT-PSB no Rio, que lançou como pré-candidatos a senador o deputado Alessandro Molon (PSB) e o presidente da Alerj, André Cecilliano (PT). Há casos parecidos também em Minas Gerais, Goiás, Pará, Roraima e Mato Grosso.

O órgão vetou “coligações cruzadas” e decidiu que partidos políticos que formaram coligações para o cargo de governador não podem se unir a legendas diferentes visando as eleições para o Senado. O placar foi 4 a 3, e mantém a regra que já estava em vigor.

A análise do TSE tem como pano de fundo a nova redação dada à Lei das Eleições em 2021. Diferentemente do texto da lei que estava em vigor anteriormente, a atual forma do dispositivo indica que “é facultado aos partidos políticos, dentro da mesma circunscrição, celebrar coligações para eleição majoritária”.

Presidente da Petrobras se demite; ele é o terceiro no comando

O presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, anunciou a renúncia ao cargo na manhã de hoje. A informação foi confirmada pela estatal por meio de um comunicado. Segundo a empresa, Coelho também deixa o cargo de membro do Conselho de Administração da estatal. Fernando Borges, diretor executivo de Exploração e Produção da Petrobras, foi nomeado pelo Conselho de Administração como novo presidente interino até a eleição e posse do novo comandante da empresa.

José Mauro Coelho é o terceiro executivo a comandar a Petrobras na gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL). Sua saída ocorre após uma escalada de críticas feitas pelo presidente Jair Bolsonaro pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PL). Na última sexta-feira (17), a Petrobras divulgou novos aumentos no preço da gasolina e do diesel para as distribuidoras.

Ele assumiu oficialmente a presidência da Petrobras em 14 de abril. Ex-secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, foi indicado ao cargo após desistência de Adriano Pires. Em pouco mais de dois meses, sua gestão foi marcada por pressões e polêmicas sobre o reajuste dos preços dos combustíveis. Sua saída já era esperada desde o dia 23 de maio, quando o Ministério de Minas e Energia anunciou a troca de cadeiras.

Gasolina e diesel mais caros a partir de sábado, anuncia Petrobras

Os preços da gasolina e do diesel serão reajustados para as distribuidoras a partir deste sábado (18). O comunicado veio da Petrobras, nesta sexta-feira (17). Com a atualização, o preço médio de venda de gasolina passará de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro, alta de 5,2%. Já o valor do diesel será reajustado em 14,3%, de R$ 4,91 para R$ 5,61 por litro.

Com a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço para os motoristas passará de R$ 2,81, em média, para R$ 2,96 a cada litro vendido nos postos. Trata-se do primeiro reajuste do combustível em 99 dias.

Já no caso do diesel, que conta com uma mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel em sua composição, a primeira alta em 39 dias fará com que a parcela da empresa no preço ao consumidor passe de R$ 4,42, em média, para R$ 5,05 a cada litro vendido nas bombas.

o gás de cozinha não terá aumento.

No comunicado em que anuncia a atualização, a Petrobras afirma que “tem buscado o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse imediato para os preços internos da volatilidade das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

São Luís sediará Festival ENCHEFS Maranhão – Saberes e Sabores

Será realizado, dias 1º e 2 de julho, mais uma edição do Festival ENCHEFS Maranhão. O primeiro dia do evento acontece no CEUMA Renascença e no segundo dia, na Casa do Maranhão, Centro Histórico. A programação conta com aulas, show, fórum e concursos gastronômicos.

O tema escolhido para este ano é ‘Saberes e Sabores do Maranhão’, que representa a força histórica, cultural, turística e econômica que a gastronomia possui como identidade de um povo.

O prêmio nacional Dólmã e o festival ENCHEFS Brasil receberá todos os participantes dos eventos estaduais gastronômicos além dos coordenadores, convidados, autoridades, profissionais do turismo, da cultura e outras importantes áreas, consumidores e demais interessados.

Nesta edição, o estado do Amapá foi o selecionado para anfitrião da premiação máxima da gastronomia brasileira.

Gastronomia

O Festival ENCHEFS MA tem resgatado a importância e a credibilidade dos concursos profissionais no estado realizando ações que estimulam a criatividade, a competitividade saudável e o estímulo ao processo da qualidade total, ferramentas de grande importância para os profissionais. Promove ainda a cultura, turismo e o desenvolvimento econômico.

O evento estadual é coordenado pelos chefs Thanara Leão e Rafael Bruno e idealizado pelo Instituto Multidiciplinar.

Ação pode rever entendimento do STJ sobre rol taxativos dos planos de saúde

Uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) pode mudar o entendimento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre o rol taxativo de cobertura dos planos de saúde.

Decisão do STJ não considera mais a lista da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) como parâmetro de procedimentos a serem cobertos pelos planos de saúde. Antes, se o plano negasse procedimentos, exames, cirurgias e medicamentos que não constassem na lista da ANS, os usuários poderiam recorrer à Justiça e conseguir a cobertura. Agora, isso não será mais possível. O que não estiver nesta lista, não terá mais cobertura e terá que ser pago por outros meios.

Enquanto esta ADI não é julgada, usuários têm procurado se informar sobre o que pode ser coberto pelos planos.

Para consultar é preciso entrar no portal da ANS no link: https://www.ans.gov.br/ROL-web/. Após, selecionar as características que são cobertas pelo plano e clicar em “continuar”; escrever no quadro o nome do procedimento que você quer verificar se está incluído no seu plano e clique em “OK”; selecionar, entre os resultados, a opção que deseja consultar e clique em “continuar”. Na tela, vai aparecer se o procedimento é ou não de cobertura obrigatória do plano informado.

Varíola dos macacos: Primeiro caso no Brasil é confirmado

O primeiro caso de varíola do macaco no Brasil foi confirmado nesta quarta-feira (8), na cidade de São Paulo. O paciente, um homem de 41 anos que viajou à Espanha foi colocado em isolamento no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na Zona Oeste da capital.

Além deste caso, a Prefeitura de São Paulo informou que monitora o estado de saúde de uma mulher de 26 anos, sem histórico de viagem ao exterior, hospitalizada com suspeita de ter contraído a doença.

Em nota divulgada também nesta quarta (8), o Ministério da Saúde informou que oito casos estão em investigação em todo o país. Segundo a pasta, Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo têm um caso suspeito cada um, e há ainda dois casos em monitoramento em Rondônia e outros dois em Santa Catarina.

Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou ter confirmado 780 casos de varíola de macacos em todo o mundo. Os dados leva em conta apenas pacientes identificados em locais em que a doença não é endêmica. Segundo a entidade, não houve mortes relatadas.

Saúde monitora sete casos suspeitos de varíola dos macacos

O Ministério da Saúde atualizou para sete o número de casos suspeitos de varíola dos macacos. O caso em investigação mais recente foi notificado na última segunda-feira (6), pela Secretaria de Saúde do estado de São Paulo.

Até o momento, o Brasil não possui, nenhum caso confirmado da doença. Os estados de Santa Catarina, Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo têm um caso suspeito cada um, e outros dois casos são monitorados em Rondônia.

Segundo o Ministério, os pacientes estão “isolados e em recuperação, sendo monitorados pelas equipes de vigilância em saúde. A investigação dos casos está em andamento e será feita coleta para análise laboratorial”.

 

Governador Carlos Brandão envia bombeiros para Pernambuco

O governador Carlos Brandão (PSB) anunciou em suas redes sociais envio de equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) a Pernambuco, para auxiliar na tragédia causada pelas chuvas na Grande Recife. Foram enviados oficiais com experiência no enfrentamento a desastres naturais,neste domingo, 29.

“Designamos oficiais do Corpo de Bombeiros com experiência no enfrentamento de desastres naturais pra apoiar as ações de socorro aos pernambucanos. A equipe irá a Pernambuco nesta madrugada integra a Defesa Civil do Maranhão e atenderá à solicitação feita pelo governo federal”, postou Carlos Brandão.

Brandão postou ainda que “tragédias como as que aconteceram recentemente no Grande Recife, com deslizamentos de barreira provocados pelas fortes chuvas, causando óbitos e transtornos à população, nos comovem e nos sensibilizam”.

Já somam 35 mortes em decorrência de tempestades na região, até o sábado (29). Destas, 28 morreram em deslizamentos de terra. São mais de 700 desalojados ou desabrigados no estado.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece com 40% das intenções de voto no primeiro turno, segundo pesquisa CNN/RealTime Big Data, divulgada nesta quarta-feria (25), sobre as eleições presidenciais deste ano.

Em segundo lugar, está o presidente Jair Bolsonaro (PL), com 32%, seguido por Ciro Gomes (PDT), com 9%. Depois aparecem André Janones (Avante) e Simone Tebet (MDB), com 2%; e Luciano Bivar (União Brasil), com 1%.

Os pré-candidatos Vera Lúcia (PSTU), Pablo Marçal (Pros), Sofia Manzano (PCB), Felipe d’Avila (Novo), Leonardo Péricles (UP) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram. Votos em branco ou nulo somam 9%. Os indecisos e os que não responderam correspondem a 5%.

Foram ouvidas por telefone três mil pessoas entre segunda-feira (23) e terça (24). A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa tem 95% de confiança. Ou seja, se 100 pesquisas fossem realizadas, ao menos 95 apresentariam os mesmos resultados dentro desta margem. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-07451/2022.