“A CPI não vai acabar em pizza”, diz Chico Carvalho

O vereador Chico Carvalho (PSL), que preside a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte Público Municipal, afirmou que os resultados serão apresentados logo. Ele fez o relato em sessão na Câmara Municipal de São Luís, nesta segunda-feira (9).

“Muitos dizem que a CPI vai terminar em pizza. Com certeza, não. Não estamos brincando com um assunto tão sério como esse. Vamos apresentar, sim, os resultados. Vamos fazer uma audiência pública aqui na Câmara para colher mais informações e concluir a CPI”, explicou.

Os membros da CPI dos Transportes já avaliaram a planilha do sistema, que foi enviada pela Secretaria Muliarma nicipal de Trânsito e Transportes (SMTT). O documento sera encaminhado agora à Prefeitura de São Luís e Ministério Público com sugestões para melhoria do serviço.

Terminal da Cohama já funciona nesta terça-feira (5)

O Terminal de Integração da Cohama voltou a funcionar hoje, 5, com as plataformas 3 e 4. As estruturas estão desinterditadas, após passarem por obras e receberem laudo da Defesa Civil Estadual liberando o espaço.

O terminal estava totalmente interditado, desde o dia 19 de março, após parte do telhado ter sido arrancado durante um temporal em São Luís.

Na ocasião, as duas plataformas precisaram ser interditadas devido aos riscos causados pelo comprometimento da estrutura.

As obras foram feitas pela Viação Primor, que instalou ainda, banheiros químicos em pontos já definidos. A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes de São Luís (SMTT) vai coordenar a operacionalização das linhas.

Ônibus incendeia na Estrada de Ribamar

Nesta sexta-feira (1º), um ônibus foi totalmente consumido pelo fogo, na Estrada de Ribamar. Um susto para quem passava no local.

Foi necessário o Corpo de Bombeiros para apagar as chamas, mas todo o veículo foi destruído com o incêndio.

O acidente teve apenas danos materiais. Não houve feridos. O trânsito ficou lento no local e equipes do trânsito municipal estavam prestando atendimento e orientação.

Com fim da greve, ônibus voltam a circular na Grande Ilha

Os rodoviários aceitaram acordo em reunião de conciliação, realizada e encerraram a greve que já durava 43 dias. Os ônibus voltaram a circular na Grande São Luís, nesta quinta-feira (31). A reunião foi na quarta, na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT-MA). categoria teve garantido 8% de reajuste salarial.

O acordo define ainda que a prefeitura da capital irá custear o reajuste salarial dos rodoviários, o ticket alimentação e o plano de saúde, através da manutenção do pagamento referente ao Cartão Cidadão. O valor previsto é de R$ 1,5 milhão mensal.

O presidente do Sttrema, Marcelo Brito falou sobre o acordo. “De fato, 8% de reajuste nos salários e no ticket, não é o ideal, mas sem dúvida, não deixa de ser uma importante conquista, já que durante todo esse tempo”, avaliou.

Participaram da audiência representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema), do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) e da Prefeitura de São Luís.

 

Greve: Grande São Luís permanece sem ônibus; reunião pode por fim ao movimento

A capital segue mais um dia sem ônibus nas ruas, com a greve que, nesta quarta-feira (30), completa 44 dias. Para hoje está marcada uma reunião entre rodoviários e empresários, que é a expectativa de por fim à paralisação. O encontro será às 15 horas, na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA), na Areinha.

Quem precisa trabalhar, ir à escola, tratamento médico ou outros compromissos, está fazendo malabarismos para conseguir transporte. A saída tem sido o transporte alternativo, como vans, mototáxi, táxis lotação ou carros de aplicativos. Essas opções acabam saindo caras em razão também do preço da gasolina.

Em nota, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informou que, a pedido da Prefeitura de São Luís, a entidade e o sindicato patronal (SET) foram convocados para uma nova audiência e confirmou que estará presente.

A entidade disse também que “não tem interesse algum em causar transtornos a população, mas apelar para a greve foi a única alternativa que restou, para que o rodoviários tivessem os seus direitos respeitados e garantidos pelos empresários”.

Justiça determina 60% da frota de ônibus circulando

Rodoviários devem manter 60% das frota de ônibus nas ruas, segundo determinação do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região no Maranhão, nesta terça-feira (29). A decisão é desembargadora Márcia Andrea Farias da Silva. Ela determinou ainda, multa de R$ 50 mil por descumprimento.

“Foi evidenciado o descumprimento flagrante da ordem judicial e no poder-dever de restabelecer a ordem, utilizou-se dos meios coercitivos legais e legítimos de que dispõe”, diz a decisão.

Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário no Estado do Maranhão (Sttrema) e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) ainda não têm reunião prevista para tentar acordo.

São Luís amanhece sem ônibus e população sofre com transtornos

A greve dos rodoviários alterou a rotina de São Luís, nesta terça-feira (29). O cenário foi de paradas lotadas em diversos bairros da cidade e o transporte alternativo lucrando com a situação. A totalidade da frota foi retirada das ruas pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão (Sttrema). A paralisação foi mantida pela falta de acordo entre rodoviários e o Sindicato das Empresas de Transporte (SET). A greve já dura 43 dias. Antes, havia 60% da frota rodando.

Em nota, o Sttrema disse que “a entidade cumpriu as decisões judiciais, mantendo inclusive, o mínimo de 60% da frota de ônibus em operação em toda a Grande São Luís” e mesmo assim não houve entendimento entre as partes. Diante disto, a entidade decidiu por paralisar por completo as suas atividades na Região Metropolitana da capital.

Rodoviários pedem reajuste de 12% nos salários, jornada de trabalho de seis horas, tíquete de alimentação no valor de R$ 800, manutenção do plano de saúde e a inclusão de um dependente e a concessão do auxílio-creche, para trabalhadores com filhos pequenos. Empresários alegam que não têm como conceder estes benefícios.

Greve dos rodoviários a partir desta terça-feira (29)

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão confirmou que a paralisação da categoria está mantida para amanhã (29). Em comunicado, nesta segunda-feira (28), o presidente da entidade, Marcelo Brito, ressaltou que a greve total foi votada em assembleia geral da categoria e vai ser cumprida. O movimento vai impactar no transporte público de São Luís e demais cidades da Região Metropolitana.

“Os empresários, até então, não apresentaram qualquer proposta que atenda aos trabalhadores. Um total descaso e desrespeito com a população e, principalmente, com os rodoviários, uma categoria que, assim como todas as outras, merece ter os seus direitos garantidos”, frisou o presidente da entidade, Marcelo Brito, em comunicado.

Mês passado, os rodoviários haviam parado 100% da frota, mas a Justiça do Trabalho determinou a manutenção de 60% dos coletivos nas ruas. Desde o dia 16 de fevereiro, cerca de 800 mil usuários do transporte coletivo da Região Metropolitana de São Luís vivem com o estado de greve da categoria.

Reivindicações

Os rodoviários reivindicam índice de 15% de reajuste salarial, ticket alimentação no valor de R$ 800,00 e manutenção do plano de saúde pelas empresas componentes da categoria patronal do dissídio. Pedem ainda, o pagamento das diferenças resultantes desse percentual nos salários e no ticket alimentação dos membros da categoria profissional, retroativamente a janeiro de 2020 (data-base).

São Luís: Terminal provisório da Cohama começa a funcionar hoje

Está funcionando a estrutura provisória do Terminal da Cohama, em São Luís, nesta sexta-feira (25). O local vai atender usuários do sistema de público de transporte, enquanto o terminal antigo estiver em reforma.

O terminal provisório deverá funcionar durante 15 dias. O local funcionará de forma emergencial para minimizar os transtornos aos cerca de 80 mil usuários do terminal de integração interditado.

O antigo espaço, que está interditado após parte do telhado ter caído com as chuvas do último sábado, recebe reforma.

Nova greve de ônibus na capital

Está previsto para terça-feira (29), novo movimento grevista dos rodoviários, na capital. São Luís vai enfrentar mais uma greve geral. Após duas assembleias, a categoria comunicou da paralisação total do transporte público. A categoria disse que espera até segunda-feira (28) para que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET) mostre outra proposta.

“O entendimento da categoria é que 100% da frota pare a partir de terça-feira, caso não haja uma proposta por parte dos empresários”, disse o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (Sttrema), Marcelo Brito.

Mesmo com a paralisação, a categoria deve respeitar liminar da justiça do trabalho, que determina a circulação de 60% da frota.

Além do pagamento de salários atrasados, os rodoviários reivindicam 15% de reajuste salarial; R$ 800 reais de ticket alimentação; e manutenção do plano de saúde.