Primeiro lote de vacina Pfizer chega ao Maranhão

Nesta segunda-feira, 3, o Maranhão recebe o primeiro lote de vacinas Pfizer. São 10.530 doses do imunizante para a aplicação, nesta etapa, apenas na capital São Luís. O público alvo são pessoas com comorbidades, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência permanente.

A logística de recebimento e armazenamento é organizada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). As vacinas serão armazenadas em ultrafreezers, aparelhos que garantem a conservação adequada da vacina e podem chegar à temperatura de –86°.

Chegam também 173.250 doses da vacina AstraZeneca para dar continuidade a campanha de imunização contra a Covid-19. Essas doses também serão destinadas para o público citado anteriormente, além do público de 60 a 64 anos.

As doses serão encaminhadas para a Rede de Frio da SES, responsável pela distribuição aos municípios maranhenses. Com a nova remessa, o Maranhão totaliza 1.907.370 doses recebidas, sendo 830.000 da AstraZeneca, 1.066.840 doses da CoronaVac e 10.530 doses da Pfizer.

Vacina contra Covid-19 para profissionais da educação com 40 anos

Os profissionais das redes pública estadual e federal de educação, com 40 anos ou mais, podem receber a vacina contra a Covid-19, a partir desta segunda (3), em São Luís.

Podem ser vacinados professores, gestores, supervisores, merendeiras, zeladores, porteiros e técnicos da ativa de unidades cadastradas no Ministério da Educação (MEC) com lista enviada para a Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

A vacinação acontece das 8h às 16h, no drive-trhu do São Luís Shopping e também no Centro Integrado Rio Anil, localizado no antigo Cintra. Pela manhã, serão vacinados os nascidos de janeiro a junho. Pela tarde, as doses serão aplicadas nos nascidos de julho a dezembro.

Para receber a vacina, os profissionais devem levar RG, Cartão de Vacina (Se não tiver, é feito no local), Cartão do SUS e contracheque ou declaração da direção.

O que funciona neste feriado do Dia do Trabalho em São Luís

O feriado do Dia do Trabalho que é comemorado neste sábado (1º) altera o funcionamento de serviços e estabelecimentos no Maranhão.

Supermercados – Os supermercados da capital maranhense fecharão neste sábado (1º) e voltarão a funcionar normalmente neste domingo (2).

Bancos – As agências bancárias não vão funcionar neste sábado (1º). Os clientes que preferirem antecipar o pagamento de boletos, podem usar os canais eletrônicos, internet banking e correspondentes.

Comércio – De acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho, o comércio lojista da Grande Ilha de São Luís não funciona neste sábado, 1º de maio, em função do feriado nacional do Dia do Trabalho.

Shoppings – Lojas, quiosques, supermercado, lotérica e cartório estarão fechados. No Rio Anil, funcionarão a praça de alimentação e restaurantes das 12h às 21h, o laboratório das 7h às 11h e também a área de lazer das 13h às 21h; no Shopping da Ilha, praça de alimentação e restaurantes das 12h às 20h, o centro hospitalar das 7h às 22h e a academia esportiva das 9h às 16h; e no Shopping São Luís, praça de alimentação vai funcionar das 12h às 21h e também a área de lazer das 12h às 21h.

Segurança – Os plantões nas delegacias de polícia de todo o Maranhão seguem normalmente, mas a orientação é que por conta do novo coronavírus, as pessoas realizem ocorrências de pequena relevância por meio do B.O eletrônico no site da Polícia Civil.

No Dia do Trabalhador, Governo inaugura obras e contempla catadores com auxílio

Neste sábado (1º), Dia do Trabalhador, foi entregue mais uma etapa da urbanização da Ponta do São Francisco, em São Luís. A obra integra uma série de sete realizadas pelo Governo do Estado, com investimentos de R$ 2,2 milhões, garantindo o acesso de moradores ao lazer, esporte e convivência. Na ocasião, o governador Flávio Dino contemplou catadores de resíduos com os cartões do auxílio emergencial.

“São obras, que valorizam os bairros onde a classe trabalhadora mora e garantindo direitos essenciais. Como lembrou um morador, vários, por décadas, passavam por cima da ponte do São Francisco e não olhavam a urbanização desse bairro. Fizemos várias obras, para que tenhamos um dia da classe trabalhadora, em que, no seus locais de moradia e de trabalho, se sintam valorizados”, reforçou Flávio Dino.

Com 550 metros quadrados, a nova praça integra o plano de urbanização para área localizada ao longo da Avenida Ferreira Gullar e de intervenção do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC II. Contempla três setores: o Residencial José Chagas com duas praças equipadas e uma Unidade de Especialidades Odontológicas do Maranhão (Sorrir). A outra etapa está em andamento, próxima da ponte do São Francisco, que será um cais com itens de urbanização.

Além da Ponta do São Francisco, foram entregues mais seis praças beneficiando moradores dos bairros Vila Industrial, Vila Sarney, Vila Nova República, na zona rural; Residencial Ribeira e Residencial Piancó, na área Itaqui-Bacanga; e Recanto dos Signos, na região da Cidade Operária.

Já o Programa Estadual de Incremento à Renda dos Catadores Maranhenses – auxílio emergencial é voltado a catadores de resíduos, para ajudar no enfrentamento às adversidades sociais, decorrentes da pandemia da Covid-19. Os beneficiados receberam cartões com valor de R$ 400. O programa é coordenado pela Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres).

Atividades presenciais na Assembleia e Câmara retornam dia 3 de maio

A Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) e Câmara de Vereadores de São Luís retornam com suas atividades presenciais na segunda-feira, 3 de maio. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (28), pelos presidentes das casas, deputado Othelino Neto, da Alema, e vereador Osmar Filho, da Câmara. Parlamentares e profissionais voltam, seguindo as restrições de combate ao novo coronavírus.

Segundo Othelino Neto, a retomada das atividades na AL-MA será de forma integral, mas com dispositivo de escala de horários que restringirá a circulação de pessoas. Já Osmar Filho, informou que o retorno será gradativo, uma vez que houve redução da curva de contágio da doença na capital.

Em vídeo, Osmar Filho explicou que serão realizadas duas sessões semanais, no formato híbrido. Disse ainda, que o acesso será restrito e conforme a situação for melhorando, haverá avanço nas atividades presenciais. Mesmo durante o período de funcionamento remoto, a Câmara Municipal manteve o trabalho.

Sessões na Câmara e na Assembleia podem ser acompanhadas nos canais dos respectivos legislativos no Youtube.

Vigilância Estadual realiza mais de 10 mil fiscalizações na pandemia

A Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa), serviço ligado à Secretaria de Estado da Saúde (SES), já realizou 10.065 ações de enfrentamento à Covid-19, desde março de 2020. Foram 8.981 inspeções em estabelecimentos comerciais, 917 blitzen para verificação do cumprimento das normas, 121 barreiras sanitárias no Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado e 46 barreiras de trânsito em São Luís.

Foram lavrados 8.981 Termos de Fiscalização; 1.706 Termos de Intimação exigindo o cumprimento de diretrizes sanitárias; 304 Autos de Infração, conduzindo para abertura de processos administrativos sanitários; 61 multas e 38 interdições sanitárias de estabelecimentos reincidentes ou que se recusaram a cumprir o decreto estadual.

Na capital, os agentes identificaram maior incidência de registros nos bairros Centro (6,8%), São José de Ribamar (6,6%), Calhau/Litorânea (6,2%), Cohatrac (4,3%), Cohama (3,7%), Cohab (3,4%) e João Paulo (3,1%). Dos estabelecimentos, lojas de moda representaram 18,1% (1.826 inspeções), seguido por bares/restaurantes com 14,7% (1.480) e supermercados com 11,6% (1.164). As fiscalizações ocorrem diariamente, incluindo sábados, domingos e feriados, nos três turnos.

Centro Histórico da capital terá Restaurante Popular

O Centro Histórico de São Luís vai ganhar um Restaurante Popular, que está sendo construído no antigo prédio do INSS, edificação erguida em meados do século 20, localizada na esquina entre a Rua dos Afogados e a Rua do Egito (ao lado do Cine Teatro da Cidade), também conhecida como Edifício Bequimão. As obras estão em andamento com previsão de ser entregue em agosto.

O Restaurante Popular vai integrar a rede de Segurança Alimentar, gerida pelo Governo do Maranhão, que já conta com 55 unidades. Ficará na parte de baixo do prédio. A obra é executada pela Secretaria de Estado de Governo (Segov), como parte das ações do programa Nosso Centro.

O prédio abrigará ainda, a primeira unidade vocacional do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), dedicada aos estudos da Gastronomia. No local, os alunos terão aulas práticas, produzindo refeições a serem ofertadas no Restaurante Popular, que funcionará no térreo. Ente os cursos, cozinheiro, garçom e de comidas típicas maranhenses.

Fraude na compra de máscaras em São Luís é alvo de operação da Polícia Federal

Na manhã desta quinta-feira (8), equipes da Polícia Federal deram início à operação Tempo Real, para desarticular grupo que fraudava a compra de máscaras usadas para proteção contra a Covid-19. A organização era formada por ex-servidores públicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) e representantes de empresa. Na operação, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e cinco mandados de constrição patrimonial.

A polícia colheu ainda elementos que indicam que funcionários da antiga gestão da Secretaria de Saúde, em parceria com empresários, fraudaram o contrato, montando o processo de contratação e elevando os preços de forma abusiva. Além disso, os investigados também foram alvos de medidas cautelares diversas da prisão, como proibição de contratação com o Poder Público, proibição de acesso à Secretaria Municipal de Saúde e proibição de manter contato uns com os outros.

O alvo da investigação é um processo de licitação realizado no mês de abril de 2020, pela Semus, destinado à aquisição de 20 mil máscaras FPP2, no valor total de R$ 718 mil. A PF ressalta que, os fatos investigados não dizem respeito à atual gestão da Secretaria. Um total de 20 policiais federais estão destacados para a operação.

Câmara de Vereadores de São Luís suspende trabalhos por mais uma semana

Foi prorrogada até a sexta-feira (9), a suspensão das atividades presenciais na Câmara Municipal de São Luís. No período, o Palácio Pedro Neiva de Santana, sede do Legislativo Municipal, permanecerá fechado e servidores em trabalho home office.

A medida foi tomada após consulta interna e tem a finalidade de conter avanços da Covid-19 e preservar a saúde de parlamentares e servidores.

Dessa forma, com os trabalhos presenciais suspensos, as sessões ordinárias serão realizadas pelo Sistema de Deliberação Remota. Os servidores da Câmara permanecem realizando suas funções no formato de home office.

Temporal acompanhado de raios causa transtornos em São Luís

Uma forte chuva que início na madrugada desta segunda-feira (15) causou vários transtornos a moradores da grande São Luís. Prejuízos a motoristas que enfrentaram ruas e avenidas alagadas como também a forte correnteza que inundou casas e comércios.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a manhã desta segunda-feira será de muitas nuvens com pancadas de chuvas isoladas.

Durante a tarde, o Inmet informou que a tarde será encoberta de chuvisco e a noite muitas nuvens com pancadas de chuvas isoladas