Lula no MA: passagem pelo Estado mostrou força política

Em jantar promovido pelo governador Flávio Dino (PSB) ao ex-presidente Lula (PT), na semana passada, nada menos do que 28 deputados, dos 42 da Assembleia Legislativa, estaduais participaram do evento. Essa foi mais uma prova da força de Lula no Maranhão.

Por isso, a maioria dos pré-candidatos ao governo estejam cortejando o ex-presidente para um provável apoio. É fato que todos querem ligar seu nome ao de Lula e esperam o apoio do líder do PT para as eleições 2022. Muita água ainda vai rolar nessa disputa por atenção.

Lula participa de agenda do governador Flávio Dino, em visita ao Maranhão

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de agenda do governador Flávio Dino, que deu início à vacinação da segunda dose contra a Covid-19, em profissionais da construção civil. Lula, que visita o Maranhão para encontros políticos, esteve ainda no Hospital da Ilha, no Turu, para conhecer as obras; e na Reserva do Itapiracó, durante assinatura do projeto de lei que cria o Estatuto Estadual dos Povos Indígenas.

O governador Flávio Dino pontuou, ao ex-presidente Lula, as ações de Governo do Maranhão no combate à pandemia da Covid-19 e destacou o avanço na vacinação contra a doença. “Fiz esse convite ao ex-presidente Lula para mostrar o avanço na vacinação. Iniciamos essa fase da imunização, com os profissionais da construção civil, trazendo a vacina aos canteiros de obras. Uma das inovações que fizemos nessa ação. O Maranhão é o estado com a menor taxa de mortalidade pela doença, no Brasil. É um mérito dos nossos profissionais de saúde e da seriedade com que encaramos todos os problemas no combate à pandemia”, pontuou.

Luiz Inácio Lula da Silva parabenizou a iniciativa do Governo do Maranhão e ressaltou a importância da defesa dos direitos da população indígena. “Que bom que podemos estar neste encontro hoje e na ocasião da assinatura de uma lei que vai permitir que os indígenas possam produzir o que necessitam, em sua própria terra. Vivemos um retrocesso político, econômico, social e cultural. Eu recebi uma lança aqui, do companheiro me convidando para ser guardião das terras indígenas. Sou ligeiro como a lança e com o Flávio Dino, todos nós aqui assumimos o compromisso de sermos guardiões da floresta. A Amazônia interessa ao mundo, ao Brasil e ao povo indígena”, frisou.

Lula permanece no Maranhão até sexta-feira (20), onde reunirá com outros políticos maranhenses.

 

PT Maranhão sob novo comando

Francimar Melo assume o comando do PT no Maranhão, a partir de dezembro, ficando no lugar de Augusto Lobato. A troca é o cumprimento do acordo que resultou na reeleição do atual presidente, em 2018. No diretório municipal permanece Honorato Fernandes, até o final de 2022.

A mudança foi confirmada aos militantes pelo ex-presidente Lula, como fruto do acordo que resultou na garantia da reeleição de Lobato, no PED de 2018. Melo é ligado ao ex-vice-governador e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Washington Oliveira.

Para as alas mais próximas ao Palácio dos Leões, a mudança de nomes no comando não terá influência na decisão do PT sobre as eleições de 2022. Em jantar com Flávio Dino, Lula afirmou que a decisão será dele e da executiva nacional.

Eleições 2022: Lua virá a São Luís e reunirá com partidos

O ex-presidente Lula deve chegar a São Luís na quarta-feira (18) e deve permanecer no Maranhão até o dia 20 (sexta-feira).

Lula chega na quarta no final do dia e participa de um jantar organizado pelo governador Flávio Dino e convidados no Palácio dos Leões.

Na quinta-feira, Lula deve fazer visitas a creches, entre elas, uma na na Avenida Quarto Centenário, bairro Liberdade, e outras obras, além de se reunir com representantes da juventude. Já na sexta, no último dia, o ex-presidente deve se reunir com o PT maranhense e lideranças dos movimentos sociais.

No cronograma, estão previstos encontros ainda com o senador Weverton e a ex-governadora Roseana Sarney, além de lideranças do PSB, PCdoB, PSOL, PDT e MDB.

Eleições 2022: Felipe Camarão pode ser vice na chapa de Brandão

O atual secretário de Estado de Educação (Seduc), Felipe Camarão, já figura entre os nomes para compor a chapa de Carlos Brandão (PSB) para governador do Estado, nas eleições de 2022. O secretário é cotado para ser vice de Brandão. Um encontro, nesta segunda-feira (02), entre Brandão, o titular da Seduc e o presidente do PT no Maranhão, Augusto Lobato, já formata essa possibilidade.

Caso seja confirmado como vice, Camarão, que é filiado ao PT, reforça a aliança de Brandão com o Partido dos Trabalhadores. Felipe Camarão se coloca à disposição das discussões sobre seu nome, mas ainda não confirmou publicamente o que será decidido.

Outro que também tenta cooptar o PT é o senador Weverton Rocha (PDT), porém, tem focado mais na esfera nacional.

Fato que as conversas estão se formatando para composição das chapas de olho nas eleições de 2022, de ambos os lados e a decisão deve partir mesmo do governador Flávio Dino.

Eleições 2022: Econométrica aponta liderança de Lula no Maranhão

O instituto de pesquisas Econométrica avaliou a disputa presidencial no Maranhão. O ex-presidente Lula lidera com 59,5%, enquanto o presidente Bolsonaro aparece com 23,4%.

O ex-ministro Ciro Gomes soma 6,5%, Sérgio Moro aparece com 1,3%, o governador João Dória está com 1,2% e o ex-ministro Henrique Mandetta, apenas 0,7%. Nenhum/Branco/Nulo somam 3,6% e não sabe/não respondeu somam 3,9%.

O presidente Bolsonaro lidera o quesito rejeição com 68,5%. João Doria tem 28,5%, Lula 27,8%, Ciro Gomes 25,6%, Sérgio Moro 23,5% e Mandetta 14,3%.

A pesquisa foi contratada pelo programa Ponto e Vírgula e ouviu 1.616 pessoas, entre 22 e 25 de julho, com margem de erro de 2,4 pontos percentuais, para mais ou para menos, e nível de confiabilidade de 95%.

Eleições 2022: No Maranhão, apoio do PT pode ser decisivo

A proximidade e apoio do Partido dos Trabalhadores, nas eleições de 2022, virou ponto estratégico para os pré-candidatos ao governo do Maranhão. Com vistas a confirmar o apoio do partido ao projeto do PDT, o ex-ministro e ex-presidente do PT, José Dirceu, esteve no Maranhão e encontrou-se com o senador Weverton Rocha, aliado antigo da legenda e do ex-presidente Lula.

O senador Weverton Rocha busca a confirmação do apoio e já esteve também com Lula, tratando sobre uma possível parceria no estado.

Já o vice-governador Carlos Brandão mira também o apoio do partido. Ele já conversou com militantes estaduais do partido, como os deputados Zé Inácio, Zé Carlos, integrantes Augusto Lobato e Washington Luís.

O PT garante um tempo considerável de aparição no período eleitoral. Algo crucial na disputa, sendo o partido de maior bancada na Câmara dos Deputados e do maior tempo de TV.  A decisão do partido deve ficar para o início do próximo ano.

Eleições 2022: José Dirceu reforça conversas com políticos locais

O ex-ministro José Dirceu reuniu com o governador Flávio Dino e com membros do PCdoB e do PT. Dirceu está no Maranhão desde a semana passada, hospedado an casa do senador Weverton Rocha, em Barreirinhas. Apesar das férias, José Dirceu, é o principal interlocutor de Lula e cumpre agenda política no Maranhão.

O ex-ministro e ex-presidente do PT, José Dirceu, cumprirá na tarde desta sexta-feria, 23, sua agenda de compromissos políticos com potenciais aliados do partido para as eleições de 2022.

No Maranhão, ele já se reuniu também com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, com o governador  Flávio Dino (PSB) e com líderes do PCdoB, a exemplo do deputado federal Márcio Jerry. Dirceu vai encaminhar as costuras para a montagem da frente ampla de esquerda que pretende formar para as eleições presidenciais. Além de PDT, PCdoB, PSB e MDB, o PT dialoga também com o PSOL.

Flávio Dino reúne com Carlos Lupi no Maranhão

É esperado o encontro entre o governador Flávio Dino (PSB) e o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. Ele deve vir ao Maranhão conversar com Dino e no encontro, diversas pautas devem ser debatidas, incluindo a eleição para a presidência da República.

Flávio Dino tentará unir o PDT ao PT e dialogar sobre uma possível aliança entre o ex-presidente Lula e o ex-ministro, Ciro Gomes, adversários políticos. O encontro promete movimentar o cenário político estadual e nacional nesta semana.

Na esfera local, Carlos Lupi tentará convencer Dino sobre o apoio à pré-candidatura do senador, Weverton Rocha, ao Governo do Estado. O Maranhão deve concentrar os olhares da disputa eleitoral para 2022.

Felipe Camarão adia filiação ao PT

O secretário de Educação, Felipe Camarão adiou sua filiação ao Partido dos Trabalhadores, que ocorreria na noite desta terça-feira (13).

O motivo foi a morte do ex-presidente do PT em Timon e atual Secretário Municipal de Habitação, Francisco Falcão, vítima de acidente na estrada MA 040 que liga Timon a Matões.

Na semana passada, Felipe teve seu nome aprovado pela executiva do PT. Camarão deve concorrer ao cargo de deputado federal pelo partido em 2022.