Eleições 2022: No Maranhão, apoio do PT pode ser decisivo

A proximidade e apoio do Partido dos Trabalhadores, nas eleições de 2022, virou ponto estratégico para os pré-candidatos ao governo do Maranhão. Com vistas a confirmar o apoio do partido ao projeto do PDT, o ex-ministro e ex-presidente do PT, José Dirceu, esteve no Maranhão e encontrou-se com o senador Weverton Rocha, aliado antigo da legenda e do ex-presidente Lula.

O senador Weverton Rocha busca a confirmação do apoio e já esteve também com Lula, tratando sobre uma possível parceria no estado.

Já o vice-governador Carlos Brandão mira também o apoio do partido. Ele já conversou com militantes estaduais do partido, como os deputados Zé Inácio, Zé Carlos, integrantes Augusto Lobato e Washington Luís.

O PT garante um tempo considerável de aparição no período eleitoral. Algo crucial na disputa, sendo o partido de maior bancada na Câmara dos Deputados e do maior tempo de TV.  A decisão do partido deve ficar para o início do próximo ano.

Eleições 2022: José Dirceu reforça conversas com políticos locais

O ex-ministro José Dirceu reuniu com o governador Flávio Dino e com membros do PCdoB e do PT. Dirceu está no Maranhão desde a semana passada, hospedado an casa do senador Weverton Rocha, em Barreirinhas. Apesar das férias, José Dirceu, é o principal interlocutor de Lula e cumpre agenda política no Maranhão.

O ex-ministro e ex-presidente do PT, José Dirceu, cumprirá na tarde desta sexta-feria, 23, sua agenda de compromissos políticos com potenciais aliados do partido para as eleições de 2022.

No Maranhão, ele já se reuniu também com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, com o governador  Flávio Dino (PSB) e com líderes do PCdoB, a exemplo do deputado federal Márcio Jerry. Dirceu vai encaminhar as costuras para a montagem da frente ampla de esquerda que pretende formar para as eleições presidenciais. Além de PDT, PCdoB, PSB e MDB, o PT dialoga também com o PSOL.

Flávio Dino reúne com Carlos Lupi no Maranhão

É esperado o encontro entre o governador Flávio Dino (PSB) e o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. Ele deve vir ao Maranhão conversar com Dino e no encontro, diversas pautas devem ser debatidas, incluindo a eleição para a presidência da República.

Flávio Dino tentará unir o PDT ao PT e dialogar sobre uma possível aliança entre o ex-presidente Lula e o ex-ministro, Ciro Gomes, adversários políticos. O encontro promete movimentar o cenário político estadual e nacional nesta semana.

Na esfera local, Carlos Lupi tentará convencer Dino sobre o apoio à pré-candidatura do senador, Weverton Rocha, ao Governo do Estado. O Maranhão deve concentrar os olhares da disputa eleitoral para 2022.

Felipe Camarão adia filiação ao PT

O secretário de Educação, Felipe Camarão adiou sua filiação ao Partido dos Trabalhadores, que ocorreria na noite desta terça-feira (13).

O motivo foi a morte do ex-presidente do PT em Timon e atual Secretário Municipal de Habitação, Francisco Falcão, vítima de acidente na estrada MA 040 que liga Timon a Matões.

Na semana passada, Felipe teve seu nome aprovado pela executiva do PT. Camarão deve concorrer ao cargo de deputado federal pelo partido em 2022.

Lula x Bolsonaro: pesquisa aponta vitória do petista

Pesquisa do instituto Datafolha, divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo, mostra os índices de intenção de voto para o primeiro turno da eleição presidencial de 2022. O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva venceria Jari Bolsonaro na disputa. O levantamento do Datafolha foi realizado entre em 11 e 12 de maio em 146 cidades e entrevistou 2.071 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Na pesquisa estimulada de intenções de voto no 1º turno, Lula (PT) aparece com 41% e Jair Bolsonaro (sem partido), com 23%. Constam ainda da pesquisa os nomes de Sérgio Moro (sem partido): 7%; Ciro Gomes (PDT): 6%; Luciano Huck (sem partido): 4%; João Doria (PSDB): 3%; Luiz Henrique Mandetta (DEM): 2%; e João Amoêdo (Novo): 2%. Brancos/nulo/nenhum ficarm em 9%; e pessoas que não souberam responder, 4%.

Somados, os adversários de Lula têm 47%, seis pontos percentuais a mais que o ex-presidente. Na pesquisa espontânea de intenções de voto no 2º turno, em uma disputa entre Lula e Bolsonaro, o petista ficaria com 55% e Bolsonaro, 32%. Neste caso, o petista herdaria os votos dos eleitores de Doria, Ciro e Luciano Huck, enquanto o presidente teria votos dos eleitores de Moro. Lula também venceria contra os demais candidatos. É esperar para ver, nas eleições de 2022…

Diretórios municipal e estadual do PT rejeitam filiação de Waldir Maranhão

Os diretórios municipal e estadual do PT rejeitaram o pedido de filiação do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Waldir Maranhão (Avante). A informação foi confirmada pelo presidente do partido no Maranhão, Augusto Lobato.

A decisão unânime da Executiva Estadual saiu hoje depois de uma consulta feita pelo Diretório Nacional da legenda. Mesmo diante da negação Waldir ainda tem chances da filiação, isso porque quem define a situação de quem ocupa um cargo eletivo em nível nacional é o Diretório Nacional.

A sigla tem até amanhã para decidir, já que o prazo para a abertura da janela partidária encerra-se a meia-noite de sexta-feira.

Já em relação ao prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, está confirmada para amanhã filiação ao PT.

Presidente nacional do PT barra filiação de Waldir Maranhão

Informações de bastidores dão conta que acabaram as chances do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Waldir Maranhão (Avante) se filiar ao Partido dos Trabalhadores (PT).

A presidente do diretório nacional do PT, senadora Gleisi Hoffman, não aceitou a filiação e o parlamentar já teria sido comunicado da decisão.

Se Waldir quiser dar continuidade à sua pretenção de disputar o Senado vai ter que procurar outro partido…

Agora a corrida é contra o tempo… a janela partidária fecha a meia-noite do dia 6 de abril.