Ato une PSB, PT e PCdoB para anúncio da pré-candidatura de Lula a presidente

Lideranças do PSB, PT e PCdoB se unirão em evento, dia 7 de maio, em São Luís, para reforçar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à presidência da República. O ato é realizado paralelo ao que ocorre em São Paulo, quando será oficializada a pré-campanha do petista.

Na capital, o ato terá presenças do ex-governador Flávio Dino (PSB), que é pré-candidato ao Senado; do deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), que é pré-candidato à reeleição; lideranças das siglas e militantes.

“Será uma reunião muito importante, com a direção do PSB, PT e PCdoB, preparando um grande evento de lançamento da candidatura do ex-presidente Lula. Será um evento amplo, democrático e do qual todos estão convidados a participar”, informou Flávio Dino.

Márcio Jerry frisou que “dia 7 de maio vamos dar o pontapé inicial com um grande ato no Maranhão, que terá presenças de delegações de todas as regiões do nosso Estado, paralelo ao movimento nacional. Pretendemos mobilizar a sociedade, apresentar as políticas, debater programas de governo e reforçar as candidaturas do governador Brandão ao governo, de Flávio Dino ao Senado e de Lula presidente da República”, pontuou Jerry.

O presidente do diretório estadual do PT, Francimar Melo, destacou a importância da participação de todos neste momento democrático. “Convidamos a sociedade e todos os maranhenses para estar conosco neste dia, participando do lançamento da candidatura de Lula em São Luís”, reforçou.

União PSB, PCdoB e PT consolida palanque para Lula no Maranhão

Pensada para ser frente de apoio à candidatura do ex-presidente Lula da Silva (PT), no Maranhão, lideranças do PSB, PCdoB e PT reuniram-se, sob a coordenação do ex-governador Flávio Dino (PSB), na última semana. Um importante passo para os planejamentos da disputa presidencial no estado.

A reunião consolidar o favoritismo da chapa Lula e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSB) no estado, além de fazer alinhamento para as pré-candidaturas do governador Carlos Brandão à reeleição e de Flávio Dino ao Senado. A junção impacta ainda nas chapas proporcionais – deputado estadual e federal.

Este bloco partidário deve mobilizar de pronto, os pré-candidatos majoritários e proporcionais e devem alcançar todas as regiões do Maranhão.

A união resulta do planejamento articulado pelo ex-governador Flávio Dino, o que reforça, ainda mais, sua liderança no campo governista e seu poder agregador.

Carlos Brandão se filia ao PSB

O vice-governador Carlos Brandão se filiou ao PSB, em grande ato do partido, nesta quarta-feira (23), em Brasília. Pela sigla, ele concorrerá ao Governo do Maranhão nas eleições deste ano. Brandão consolida sua corrida para o pleito e reafirma sua postura em manter a coerência e a lealdade às ações da gestão do governador Flávio Dino, que também integra o partido.

Brandão assume o governo dia 1º de abril, com a saída de Flávio Dino, que concorrerá ao Senado.

Na ocasião, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckimin, também concretizou seu ato de filiação à legenda, com esperanças de ser vice de Lula, em chapa para as eleições presidenciais deste ano.

 

Com desistência do PSB, Alckimin procura filiação no PV

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, convidado para ser vice na chapa a ser encabeçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pode trocar o PSB, legenda com a qual já havia quase fechado sua filiação, para se unir ao PV. A sigla fará parte da federação em torno do projeto de levar Lula novamente ao Palácio do Planalto.

Alckmin esteve com o presidente nacional do PV, José Luiz Penna, conversando a filiação. A conversa serviu para negociar sua possível ida ao Partido Verde, em vez de seguir para o PSB, que desistiu de integrar a federação com o PT.

“Nunca pensei que Alckmin poderia realmente aceitar o convite do PV, mas, após a reunião de hoje, acho que estamos no páreo”, disse Penna. O ex-governador ficou de dar a resposta ao partido na próxima semana.

PT e PSB vão se unir no Maranhão, afirma Gleisi Hoffmann

O PT e o PSB devem mesmo formar aliança no Maranhão. Quem afirmou foi a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, durante uma live à TV247, na última semana. Na fala, ela ressalta que sera confirmada como se dará a aliança e que o PT já está alinhado com o PSB em pelo menos três estados, incluindo o Maranhão.

A aliança fortalece ainda mais a pré-candidatura do vice-governador Carlos Brandão, que logo se filiará à legenda e assim, confirma também o apoio dos petistas nacionalmente e o palanque para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no estado.

Com isso, Brandão, que já tem o apoio do PT maranhense, terá ainda, o nacional ao seu lado.

“Nós conseguimos avançar bem com a questão do PSB no Pernambuco […], vamos apoiar o PSB no Rio de Janeiro, vamos apoiar o PSB no Maranhão”, declarou Gleisi Hoffmann.

Com essa declaração, vai restar ao senador Weverton Rocha (PDT) lutar para que Lula não venha ao Maranhão ou tirar o PT da composição de chapa com Carlos Brandão. Cenário semelhante ao que aconteceu em 2014, quando o partido declarou apoio a Lobão Filho, mas informalmente, esteve com o governador Flávio Dino (PSB).

União

A fala de Gleisi Hoffmann não é novidade. Em janeiro, a chefe nacional do PT já havia declarado, em entrevista à coluna Radar, do jornalista Mauro Jardim, na revista Veja, que PT e PSB discutiam apenas a forma da aliança, se por coligação ou federação e disparou que a legenda “já fechou com Lula e estará com a gente”.

Gleisi Hoffmann afirmou que o partido já contava com o apoio do PSB ao ex-presidente Lula nas eleições deste ano. “Já tem uma decisão de apoio ao presidente Lula (…) o PSB estará com a gente, se não na federação, numa coligação. Mas vamos fazer um esforço para ter a federação, que dá mais nitidez ao campo político, é importante para o processo que estamos vivendo”, declarou à época.

Brandão confirmando pelo PSB como pré-candidato ao Governo do Maranhão

O PSB confirmou a pré-candidatura do vice-governador, Carlos Brandão, ao Governo do Estado nas eleições deste ano. Brandão já havia declarado que deixaria o partido tucano e migraria para o PSB.

Ele foi confirmado pelo governador Flávio Dino, durante a reunião no Palácio dos Leões, que contou com a presença de políticos aliados.

Após receber o apoio do governador, Brandão esclareceu vários pontos de sua pré-candidatura, propostas para um eventual mandato, ressaltou sua experiência política e garantiu que se for eleito pretende dar continuidade ao trabalho do governador.

 

Encontro de Flávio Dino e Lula reforça estratégias para composição

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), esteve com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na segunda-feira (24), em São Paulo. Participaram da reunião com o socialista os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff e a deputada federal, Gleisi Hoffmann, atual presidente nacional da sigla. Um encontro que mostra a coerência entre as duas legendas e seus membros e reforça as alianças mais prováveis para estas eleições.

O momento é decisivo para a política maranhense e Flávio Dino comprova, mais uma vez, a serenidade, o pensamento coerente e o respeito a história do Partido dos Trabalhadores. Tanto Lula, quanto Dino publicaram registros do encontro em suas redes sociais.

Dia 31 deste mês, será feito o anúncio final de seu apoio à pré-candidatura do vice-governador, Carlos Brandão (PSDB) e reafirmar a aliança frutiféra que vem sendo conduzida do Governo do Maranhão, até aqui.

Deputado Marco Aurélio sai do PCdoB

De mudança para o PSB, o deputado estadual Marco Aurélio confirmou que sua saída do PCdoB foi tranquila e conversada com as lideranças do partido no Maranhão. O deputado militava no PCdoB há pelo menos 15 anos. O ato de filiação ao PSB será na quarta-feira (8), às 19h, no Palácio do Comércio, em Imperatriz.

Marco Aurélio já havia emitido nota explicando que não houve ruptura e voltou a confirmar o cenário de paz no PCdoB e da base com sua saída. “Hoje, tenho como líder político o governador Flávio Dino. Já discutíamos com o partido essa possibilidade e PSB e PCdoB andam juntos. Essa filiação reforça ainda mais nossa luta e nosso compromisso na Assembleia Legislativa”, afirmou.

O parlamentar reafirmou o pleno diálogo com o PCdoB, ressaltando que sua mudança de legenda foi discutida com o presidente estadual, Márcio Jerry, e com o presidente do Comitê Municipal de Imperatriz, Clayton Noleto. “No PSB, vamos fortalecer, ainda mais, a base do governador Flávio Dino. Ganho mais amigos, sem perder os amigos do PCdoB”, frisou.

PSB: Flávio Dino preside filiação de 6 secretários de estado

Após anunciar sua filiação ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), o Governador Flávio Dino presidiu nesta quinta-feira (8), o ato de filiação de membros da cúpula do Governo do Estado.

Dentre os novos filiados, encontram-se quatro secretários de Estado: Rogério Cafeteira (Esporte e Lazer), Carlos Lula (Saúde), Jefferson Portela (Segurança Pública), Catulé Júnior (Turismo) e Marcos Pacheco (Políticas Públicas).

Além dos secretários, foi também introduzida ao Partido a Presidente do PROCON/MA, Karen Barros. “Foi uma honra ser convidada pelo governador (Flávio Dino). Não sou filha de político, e ele confiou no meu trabalho, feito através do Viva e PROCON”, lembrou Karen.

Outro nome associado ao PSB na solenidade foi o do Deputado Federal pelo Maranhão, Duarte Júnior, que declarou ser uma grande honra fazer parte da legenda socialista. Ele se junta ao colega de bancada, também filiado ao Partido, Bira do Pindaré.

Rogério Cafeteira, secretário de Esporte e Lazer, afirmou o “sentimento de continuar contribuindo com a mudança do Maranhão, ao lado do governador Flávio Dino”.

O evento foi realizado de forma presencial, com transmissão através da rede social de Dino. No discurso, o Governador enalteceu o desejo de dialogar com diversos setores políticos e da sociedade, além de promover uma chapa forte de deputados, visando as Eleições de 2022.

Por Paulo André Freitas / O Imparcial