MP fecha abatedouros clandestinos no Maranhão

Dois abatedouros de bovinos, que funcionavam de forma inadequada, sem estrutura e sem quaisquer condições sanitárias foram interditados, no município de Buriticupu. Um outro estabelecimento, que estava em construção, também foi fechado.

Os fiscais visitaram cinco pontos de abate, sendo três destinados ao abate de bovinos e dois ao abate de aves. Emitiram notificações e deram prazo de 30 dias para readequações.

A ação é parceria da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), Ministério Público e Polícia Militar. O Ministério Público averiguou pontos de ocorrências de abate clandestino, tomou providências cabíveis após vistoria desses locais.

Justiça determina indisponibilidade de bens de ex-prefeita e leiloeiro

Respondendo ao pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA), a justiça determinou a indisponibilidade dos bens de envolvidos na alienação irregular de uma picape Toyota Hilux. O veículo pertencia ao Fundo Municipal de Saúde da cidade de Arame. Também foi determinada a busca e apreensão do veículo.

A decisão é da juíza Selecina Locatelli e atende à Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa. Com a decisão, também devem ser bloqueados os bens da ex-prefeita Jully Hally Menezes e do proprietário da PH Leilões, Pedro Hypólito Lobo. O novo proprietário do veículo, Raimundo José Silva, deverá, ainda, ter seus bens bloqueados.

A Ação deferida foi baseada na denúncia de um ex-vereador de Arame, relatando ilegalidade na alienação do veículo, que não foi autorizada pela Câmara Municipal. No sistema do Departamento de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), Raimundo Silva figura como proprietário da Hilux, desde o dia 16 de setembro de 2020.

O ex-vereador também relatou o desaparecimento de uma pá carregadeira. Foram apresentadas, ainda, a nota de aquisição da picape por R$ 174 mil e a lista de proprietários do veículo, chamada de cadeia dominial.

O MPMA pediu que a PH Leilões apresentasse toda a documentação ao Edital de Leilão nº 005/2018, que teria ocorrido em 20 de junho de 2020 e resultado na transferência do veículo. Também foi solicitada a apresentação de eventuais contratos assinados, publicações de editais, documentos dos compradores dos bens leiloados e atas, entre outros itens referentes ao leilão.

Golpes pela internet em São Luís crescem 50%

Os crimes virtuais cresceram cerca de 50% nos últimos dois anos em São Luís, segundo o Departamento de Crimes Tecnológicos da capital. Por isso, o departamento alerta sobre os golpes e traz orientações para evitar ser vítima dos criminosos na internet.

Este tipo de crime chega por meio de mensagens de celular, na maioria das vezes. Nos últimos anos, os criminosos investiram na internet para golpes. O do link falso, por exemplo, instala um vírus no celular, que acaba roubando dados da vítima e tudo através de mensagens.

“Nos dias de hoje, o que mais temos que ter é a preocupação com torpedos, que são disparados em grande quantidade, principalmente, referente a questões financeiras. Informam que foi feito uma compra e, se você não fez essa compra, clica nesse link. Bancos não mandam torpedos com links”, disse o delegado Odilardo Muni, titular da DCT.

O delegado indica que o certo é manter contato diretamente com o próprio banco, por meio dos números de telefone e sempre ficar atento a links que podem ser falsos.

Josimar de Maranhãozinho é apontado em esquema de venda de emendas

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) está envolvido em suposto esquema de compra e venda de emendas parlamentares. Além dele, outros dois parlamentares maranhenses são alvos da investigação, que é conduzida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a nova forma de corrupção.

Pelo esquema, o parlamentar paga para que seus pares destinem suas emendas aos municípios que ele controla. Quando o dinheiro chega prefeitura, é desviado, sob forma de contratos fictícios, para empresas ligadas ao político comprador das emendas. As verbas negociadas servem para uma sorte de utilidades, que vai desde a compra de apoio político, até a manutenção de ‘caixa dois’ para campanhas eleitorais.

O negócio é feito com dinheiro de emendas próprias dos deputados ou de outros parlamentares que topam negociar as suas, em troca da devolução, por fora, de uma parte do dinheiro. Segundo os investigadores, os desvios chegariam a mais de 160 milhões de reais.

Com as emendas, os parlamentares têm a chance de destinar recursos aos seus redutos eleitorais. Na prática, é como se o governo terceirizasse a atribuição de gerir o orçamento. Isso abre caminho para que aliados façam o que bem entendam com os recursos públicos.

Grande Ilha: Dez presos por suspeitas de integrar organização criminosa

Dez pessoas suspeitas de crimes como roubos, adulteração de veículos, assaltos a residência e ao comércio na Grande São Luís, foram presas, em operação policial, nesta sexta-feira (15).

A operação cumpriu mandados de prisão preventiva, temporária, busca e apreensão, contra investigados ligados à organização criminosa. o grupo era especializado em roubo e adulteração de veículo, agindo nos bairros do Anjo da Guarda, Vila Embratel, Vila Luisão, em São Luís e em Raposa, na Região Metropolitana.

Sete mandados foram cumpridos, um mandado de prisão temporária, dois autuados em flagrante por tráfico de drogas, três medidas cautelares diversas de prisão e 20 mandados de busca e apreensão. Após as formalidades legais, os indivíduos serão encaminhados para a Central de Custódia, onde ficarão à disposição da justiça.

92 crianças vítimas de estupro de vulnerável, até 11 de outubro

Em São Luís, segundo a Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente, de janeiro até o dia 11 de outubro, foram contabilizados 92 casos de estupro de vulnerável.

O relatório apontou ainda, 13 registros de importunação sexual, 21 pedidos de prisões ao judiciário envolvendo o abuso de crianças e 688 investigações foram instauradas pela polícia para apurar violência contra crianças e adolescentes.

Segundo o documento, crianças e adolescentes são as principais vítimas da pandemia. No caso das meninas, o percentual é mais que o dobro em relação aos meninos.