Prefeitura de Ribamar resgata ‘cinturão verde’ e reforça produção agrícola

O município de São José de Ribamar sempre teve na zona rural uma vocação natural para a produção agrícola, setor que, nas últimas gestões ficou esquecido.

“Nós estamos fomentando a nossa produção, trazendo nossos micros, pequenos e médios agricultores utilizando tudo que eles plantam, que eles criam para que gerem a economia dentro do próprio município. Estamos felizes com o resultado. Todos os nossos agricultores são os fornecedores da merenda das escolas e do ‘kit merenda’. Esperamos que para o ano que vem a implementação dessas ações sejas ainda maior”, enfatizou o prefeito, Dr. Julinho.

Ao assumir a prefeitura, o  médico colocou como prioridade incentivar esse nicho  da economia do município para gerar emprego e renda e combater a insegurança alimentar. Cada criança da família na escola municipal de Ribamar tem direito a  um ‘kit alimentação’, produzido pelos agricultores do município.

Umas das primeiras medidas do gestor de Ribamar foi estruturar a Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento. Depois colocar um secretário que tenha conhecimento, afinidade e sensibilidade com o setor – o ex-vereador Nonato Lima.

Lima fez um grande trabalho no primeiro ano da administração, dando apoio e criando mecanismo de estimular a produção e a  comercialização.

Ações

Mesmo com a pandemia, foi um ano de muito trabalho e desenvolvimento, tanto que a pasta encerra 2021 com balanços positivos. Foram entregues 12.139  Kits Merenda, com 66 escolas beneficiadas, alcançando 12.139 alunos; 231 agricultores, pescadores e marisqueiras fornecem os gêneros alimentícios.

Além do projeto Kit Merenda, que vem sendo um sucesso, copiado por outros municípios, a Semagri entregou 1 tonelada de sementes de milho e feijão, realizou 350 visitas técnicas até o mês de outubro, reestruturou sua sede, reestruturou o mercado do Jota Câmara, realizou importantes reuniões com sindicatos, agropólos e Conselho Municipal de segurança alimentar.

A pasta também promoveu cursos de avicultura de corte em parceria com o Senar, executou os programas governamentais do PAA e PNAE, e capacitou o departamento de assistência técnica e extensão rural e de serviço de inspeção municipal. “O programa é do Governo Federal, mas, a sensibilidade do prefeito transformou em ‘kit alimentação’”, frisou o secretário Nonato Lima.

Feirinha de São José de Ribamar divulga edital

A prefeitura de São José de Ribamar abriu edital, nesta sexta-feira (26), para que produtores ribamarenses possam comercializar seus produtos na Feirinha Ribamar. A feira será realizada aos domingos, à beira mar, na Rua Artur Azevedo, no Centro de São José de Ribamar, no horário das 8h às 14h.

O projeto tem como objetivo, o desenvolvimento do empreendedorismo local, fomentar a renda dos produtores locais e expandir o turismo no município de São Jose de Ribamar. O edital está disponível no site da prefeitura.

Podem se inscrever produtores rurais e marisqueiras, artesãos, profissionais do setor gastronômico, vendedores de bebida fermentada (cerveja), Barman’s, Bargirl’s, empresas de drinks, food trucks (comida, bebida artesanal, chopp ou lanches).

Biscoito de babaçu do Maranhão na Maratona Embrapa

A Unidade da Embrapa no Maranhão vai participar da Maratona Embrapa de Empreendedorismo, com a palestra “Como o biscoito saiu do babaçual e chegou à política pública”. A maratona será de 8 a 14 de novembro, durante a 14ª edição Semana Global de Empreendedorismo. O evento terá transmissão pelo canal da Embrapa no YouTube, com a participação de 14 Centros de Pesquisa, entre eles a Embrapa Cocais (São Luís – MA).

O público-alvo são homens e mulheres do campo, pequenas agroindústrias, cooperativas, associações, startups em processo de estruturação e outros empreendimentos interessados em inovar ou ampliar seus negócios.

O evento vai abordar temas como boas práticas na produção de doces, geleias, queijos, processamento mínimo e agregação de valor para a mandioca, oportunidades de geração de renda para a agricultura familiar, produção orgânica, negócios comunitários, acesso a mercados competitivos por meio da certificação, oportunidades oferecidas pelo agro para as startups, aceleração de startups baseada em tecnologias digitais para a agropecuária, quando mudar o rumo dos negócios.

 

Maranhão participa da Expointer sobre produção da agroindústria

Dando continuidade à agenda no Rio Grande do Sul, iniciada na última quinta-feira (9), o vice-governador Carlos Brandão, ao lado do governador Eduardo Leite e da secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, prestigiou a abertura oficial da 44ª edição da Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agropecuários (Expointer) e o desfile dos animais campeões nos julgamentos. A solenidade ocorreu na Pista Central do Parque Assis Brasil, em Esteio, e contou com a presença da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Brandão conheceu os pavilhões, entre eles o da agricultura familiar e dos animais, como equinos, bovinos, ovinos, caprinos e outros. O evento é uma vitrine para os expositores que podem divulgar diferentes raças, fechar negócios futuros e difundir as tecnologias disponíveis aos interessados.

“O Maranhão é um estado que exporta muitas commodities, como milho e soja, e a gente precisa industrializar esses produtos para poder transformá-los em ração, em óleo de soja, enfim, agregar renda e incentivar a produção de porcos, frangos e peixes. Conversamos bastante com a secretária da Agricultura, Silvana Covatti, e com a presidente do Banco de Desenvolvimento dessa região. A experiência que eles têm, desse banco na área financeira, é muito promissora, e nós vamos levar essa experiência”, comentou Brandão.

IBGE destaca Maranhão na produção de soja e milho em grãos

Dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam o Maranhão entre os estados que, na variação anual, se destacou na produção de milho (em grão), na 1º safra de abril de 2021, com aumento de 8,8%.

Na primeira safra, de acordo com o IBGE, a produção estimada no país foi de 25,8 milhões de toneladas – um crescimento de 1,3% em relação ao mês anterior, ou o equivalente a 339,0 mil toneladas.

Quanto à variação anual, o país aguarda colher 25,8 milhões de toneladas, com aumentos, também, nas produções de Minas Gerais (1,6%), Rio Grande do Sul (5,2%), Bahia (2,8%), Pará (4,3%), Mato Grosso (4,3%) e Mato Grosso do Sul (10,3%).

Já na produção de soja (em grão), o destaque do Maranhão foi um aumento de 3,7% (na variação anual) – reflexo do crescimento da área plantada, impulsionados pelos preços da commodity. O IBGE aponta que a estimativa da produção da soja no Brasil foi de 131,9 milhões de toneladas, um aumento de 0,1% em relação ao mês de março de 2021.

“Estes dados refletem o bom trabalho executado pelo Governo do Maranhão, que tem atuado incansavelmente na garantia de direitos, de investimentos e de desenvolvimento ao povo do Maranhão”, analisa o secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo.

Embrapa e Banco do Nordeste realizam palestra online com foco na bovinocultura de leite no Maranhão

A Embrapa e o Banco do Nordeste realizam, na próxima terça-feira (23), a palestra online “Programa Balde Cheio: Ações e atividades desenvolvidas no Maranhão e no Nordeste”. A iniciativa tem o objetivo de levar informações e estimular o desenvolvimento da cadeia produtiva da bovinocultura de leite no Estado. O evento será transmitido pelo canal da Embrapa no YouTube, a partir das 15h. 
 
A palestra será ministrada pelo engenheiro agrônomo Artur Chinelato, que é pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste e criador e coordenador do Programa Balde Cheio. Reconhecido por sua execução em todo o território nacional, e atualmente em outros países da América do Sul, o Balde Cheio visa a transferência de tecnologias para produtores rurais com foco no aumento da produtividade leiteira, a partir de capacitações, palestras e articulações institucionais para promoção da atividade produtiva.

Os participantes da palestra também contarão com orientações sobre oportunidades de acesso ao crédito e à assistência técnica integrada, oferecidos pelo Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste, o PRODETER.