STF determina bloqueio do Telegram

O Telegram deves ser suspenso em todo o Brasil. A decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, emitida na tarde desta sexta-feira (18). A ordem atende pedido da Polícia Federal e foi encaminhada a plataformas digitais e provedores de internet.

O aplicativo não atendia decisões judiciais para bloqueio de perfis apontados como disseminadores de informações falsas, por isso, a Polícia Federal pediu sua suspensão. Segundo a polícia o Telegram usa a “atitude não colaborativa” com autoridades “como uma vantagem em relação a outros aplicativos de comunicação, o que o torna um terreno livre para proliferação de diversos conteúdos, inclusive com repercussão na área criminal”.

A ordem para o bloqueio do aplicativo de mensagens ainda está em fase de cumprimento. As empresas estão sendo notificadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Covid-19: Brasil terá independência na produção de vacina, garante ministro

Em 2022, o Brasil será independente na produção de vacinas para a Covid-19 e estará preparado para futuras pandemias, disse o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes. “Se o planeta não quiser vender vacina para o Brasil, o Brasil vai vender vacina para o planeta”, disse o ministro, em entrevista ao programa A Voz do Brasil, que foi ao ar na noite de sexta-feira (31).

Pontes disse que o ministério investiu em 15 tipos de tecnologias de vacinas.

“[Essa estrutura] vai servir para outras pandemias que nós teremos, sem dúvida nenhuma. Vai servir para doenças negligenciadas, como dengue, zika e chikungunya, e além disso nós temos a ampliação da infraestrutura de pesquisa para vírus e viroses emergentes. Chamo de programa escudo para o Brasil estar muito mais preparado para as próximas pandemias. A gente não pode passar por uma pandemia e não aprender com isso”, frisou.

 

5G à vista: Claro, TIM e Vivo levam leilão

A Claro levou dois lotes do leilão do 5G. Os lotes que possuem abrangência nacional, com direito de exploração por 20 anos, por R$ 52,825 milhões, cada. A Telefônica, dona da marca Vivo, arrematou três lotes nacionais, também com outorga de 20 anos, mas com lances ligeiramente menores, de R$ 52,824 milhões.

A TIM apresentou proposta para levar um lote com atuação na região Sul, de 20 anos, após lance único de R$ 8 milhões.

A previsão é de que a tecnologia comece a chegar ao Brasil em 2022, primeiro nas grandes cidades e depois nos demais municípios do país.

De imediato, usuários vão se beneficiar de uma maior velocidade de conexão, tanto para baixar quanto para enviar arquivos pelo celular, além de um tempo de resposta mais ágil e maior estabilidade.

Golpes pela internet em São Luís crescem 50%

Os crimes virtuais cresceram cerca de 50% nos últimos dois anos em São Luís, segundo o Departamento de Crimes Tecnológicos da capital. Por isso, o departamento alerta sobre os golpes e traz orientações para evitar ser vítima dos criminosos na internet.

Este tipo de crime chega por meio de mensagens de celular, na maioria das vezes. Nos últimos anos, os criminosos investiram na internet para golpes. O do link falso, por exemplo, instala um vírus no celular, que acaba roubando dados da vítima e tudo através de mensagens.

“Nos dias de hoje, o que mais temos que ter é a preocupação com torpedos, que são disparados em grande quantidade, principalmente, referente a questões financeiras. Informam que foi feito uma compra e, se você não fez essa compra, clica nesse link. Bancos não mandam torpedos com links”, disse o delegado Odilardo Muni, titular da DCT.

O delegado indica que o certo é manter contato diretamente com o próprio banco, por meio dos números de telefone e sempre ficar atento a links que podem ser falsos.

MA: Redes sociais e outras plataformas são notificadas

O Whatsapp, Instagram e outras plataformas foram notificadas pelo Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon-MA). O motivo foi o apagão registrado na última segunda-feira (4). O órgão entende que houve deficiência na prestação de serviço ao consumidor.

De acordo com a presidente do Procon no Estado, Karen Barros, as pessoas foram prejudicadas com o problema e por isto mesmo o órgão pede medidas para solucionar os problemas. “As pessoas foram impactadas por essas falhas, por isso, notificamos essas plataformas para que prestem esclarecimentos e apresentem as medidas que foram tomadas para solucionar o problema”, explicou Karen Barros.

Além das plataformas que integram a rede Facebook, também foram notificadas, por falha na prestação de serviços, as operadoras OI, Claro, TIM e Vivo, além do Telegram, Nubank, Pagbank e Spotify.

O órgão alerta que os consumidores que sofreram prejuízos em virtude das falhas podem formalizar denúncia via site do Procon ou aplicativo do órgão. As empresas notificadas devem apresentar esclarecimentos no prazo de 10 dias.